sábado, agosto 31, 2013

quinta-feira, agosto 29, 2013

DEIXEM-ME EM PAZ



Existem muitas coisas sobre as quais nós não temos absolutamente nenhum controlo e que seguramente têm o potencial de influenciar significativamente as nossas vidas. Já que assim é, em relação às coisas sobre as quais ninguém tem controlo, impõe-se a pergunta: devemos simplesmente sentar e deixar acontecer? Sim e não. Deixar acontecer, sim. Sentar, não. Ainda há dias ouvimos da boca de uma pessoa, por sinal nossa Cliente, a seguinte afirmação: “Estou a conquistar mais paz e tranquilidade na minha vida. Descubro a força que existe nas minhas expressões verbais e posso ser mais honesto comigo mesmo e com os outros”. Wonderfeel, isn’t it ?! ;)  Será que com isto esta pessoa se sente agora mais reconfortada? Mais flexível? Confiante na vida? Se assim é, maravilha! Pois para outra coisa não existimos ou estamos aqui. Deixar-nos em paz, deixar-nos fluir, deixar-nos desabrochar, deixar-nos de tretas e descobrir que todos somos a maravilha em potência é algo que cada vez mais hoje está disponível a todos. É que sabem? Ciclicamente, em todos os períodos de “crise” na História, se verifica o mesmo: quanto mais preto, mais branco, quanto mais mal, mais bem, quanto pior, melhor! Sempre existiu e existirá este equilíbrio de forças dinâmico entre “aquilo” que no mesmo momento ou nos consegue pôr para baixo e “aquilo” que surge ou ressurge para nos colocar em cima. Basta olhar e ver. O mundo é redondo e o lugar que parece ser o fim pode bem ser o começo…

Não importa quão fora do seu controle as coisas possam estar, não importa quão impotente você se sente ou encontra diante de uma situação, o facto, porém, é que podemos sempre ter no controlo a maneira como responder a esta circunstância. Até mesmo diante da mais aparente desesperançada situação, a esperança está sempre presente. Porquê? Porque a esperança não reside em circunstâncias, ela nasce e faz-se presente no coração. Neste sentido, ninguém pode tirar de si aquilo que existe no seu interior. É tão fácil perder de vista aquilo que é importante! Dance lentamente… Alguma vez observou crianças num carrossel? Ou ouviu a chuva a bater nas janelas? É relaxante… Alguma vez já seguiu o voo errático de uma borboleta? Ou fixou o olhar no sol do crepúsculo? Que beleza… Talvez seja melhor abrandar o passo… Não dance tão depressa… o tempo é curto e a música um dia acaba. Quando pergunta a alguém “Como vai?”, escuta realmente a resposta?... Quando o dia acaba e se tem na cama, consegue dormir ou só pensa no que tem a fazer a seguir? Abrande o passo… O que acontece quando diz a uma criança “Vamos deixar isto para fazer amanhã”, já reparou? Na sua correria, nem viu a tristeza no olhar dela…? Quantos contactos ou amizades deixou morrer por nunca ter tido tempo para ligar e dizer “Olá!”… Deixe-se em Paz…

Quando se preocupa (ou melhor, pré-ocupa) o dia todo, tem noção que é um presente que não abre? Um presente atirado fora… O futuro não é destinado, é construído. Pelo menos para alguns. E é construído sabemos nós bem por quem. Por si. Como? Com pequenas decisões e pequenas acções tomadas a cada segundo do dia. Se você for dono dos seus segundos, sê-lo-á das suas horas, dos seus dias, semanas, meses e anos. Será dono da sua vida, do passado, do presente e do futuro. Portanto abrande um pouco… plante o seu jardim e decore a sua alma, em vez de esperar que alguém lhe traga flores. É aí que aprende que se pode realmente suportar a si próprio… e que é forte, e que pode ir muito mais longe depois de ter achado que não podia mais… E que realmente a vida tem valor… e que você tem valor para a vida! Apesar de muitas coisas estarem para além do seu controlo, o que poderá fazer com as circunstâncias é algo que só você pode decidir.

Fonte: www.wonderfeel.pt

quarta-feira, agosto 28, 2013

ACEITAÇÃO


O que é que viemos fazer à terra? Adquirir e amealhar bens materiais? Ter uma profissão? Adquirir poder? Status? Nada disso. Vimos à terra processar as emoções, o que nos permitirá vivenciar tudo. Vimos à terra vivenciar tudo. Cada uma das partes do dual. Umas mais agradáveis do que outras.

Porque é que nos ensinam que sofrer é bom? É porque devemos sofrer? Não. É porque aceitamos normalmente todas as situações boas pelas quais passamos. Porém, rejeitamos as situações menos boas (as que não podemos modificar) pelas quais também temos de passar.

Na realidade, a grande lição não é que sofrer é bom, mas que, da mesma forma que aceitamos vivenciar a felicidade, também deveríamos aceitar a infelicidade, em igual proporção e cabimento. Só assim, aceitando vivenciar os dois extremos de um mesmo conceito, é que poderemos dar o assunto por encerrado e passar à etapa seguinte.

Por isso aceita vivenciar o que te está a ser proposto, seja o que for. Se não puderes mudar o rumo dos acontecimentos, fica, não fujas da dor. Não fujas do sofrimento. Seja o que for que te está a ser proposto, aceita. Vivencia. Sente até ao fim. Chora, se for preciso. Só assim estarás pronto para arrumar o assunto e continuar a jornada.


Jesus 
Fonte "Livro da Luz" Alexandra Solnado

terça-feira, agosto 27, 2013

Meditação Raja Yoga


A arte de meditar é simples e agradável. No mundo de hoje a meditação desempenha um papel importante como fator de equilíbrio na vida de muitas pessoas em todo o mundo. Mais que um antídoto a vencer o stress e a tensão, a meditação nos capacita a experimentar momentos de profunda beleza e riqueza.

A mais antiga de todas as técnicas de meditação é a meditação Raja Yoga. Ela nos ensina a apreciar a arte do silêncio interior nos conduzindo ao equilíbrio e à serenidade. O primeiro passo na prática desta meditação é o entendimento da distinção entre o “ser”, que no mundo recebe diversas denominações tais como: alma, espírito, psique, etc, e a matéria.
Quando dizemos minha cabeça, meus pés, quem é que está dizendo “meu”?
Entender que a alma humana é diferente do corpo físico significa entender que o “ser humano” não é apenas um “corpo físico”, mas sim um ser consciente (alma, psique, espírito, etc.) atuando através de um veículo (corpo).
O ser humano é um ser espiritual por excelência, e ser “espiritual” está ligado a ser você como você é verdadeiramente, em essência, forma e natureza.
Mas qual é a natureza do ser humano?
Quando saímos de férias, o que buscamos?
Preocupações, intranqüilidade ou algo negativo?
È claro que não. Buscamos por paz, felicidade, harmonia, ou seja, aquilo que é positivo.
Se buscamos por algo, é que já experimentamos aquilo antes. Se você busca por paz é que você já experimentou este sentimento antes. Não fica difícil deduzir que a natureza do ser humano está relacionada com a paz, a felicidade, o amor. Dentre todas as “experiências” que tivemos na nossa existência, uma das coisas que mais nos atrai é estarmos em paz conosco, com os outros e com a natureza.
A meditação nos ajuda a resgatar aquilo que temos de mais belo dentro de nós, transformando a energia negativa em energia pura e positiva. A clareza de experimentarmos nossa verdadeira natureza é traduzida pela fragrância de virtudes como amor, serenidade, paciência, felicidade, etc. O mais interessante é que a meditação gera dinamismo e entusiasmo no viver.
A meditação nos dá a percepção de que somos seres conscientes, energia metafísica, espiritual. O passo inicial da meditação é nos experimentarmos como seres de paz.
A prática inicial da meditação raja yoga consiste em visualizar um pequenino ponto de luz, brilhante como uma estrela, no centro da testa e experimentar-se como um ser de luz preenchido de paz. Irradiando esta energia ao seu redor você estará criando e experimentando uma atmosfera de harmonia. Experimente!

Autor: Herbert Santos.
Fonte: Publicado no jornal “Oríganum”, Itaúna, MG. Janeiro 1994
Para maiores informações e links com experiências sobre a meditação raja yoga, visite o site www.bkwsu.org/brazil

http://intuicao.com/meditacao/meditacao-raja-yoga/

domingo, agosto 25, 2013

LES CINQ BLESSURES DE L'ÂME


C'est une québécoise, Lise Bourbeau, qui je crois a lancé cette théorie :

Nous portons en nous depuis l'enfance des blessures souvent inconscientes, et nous créons des "masques" pour ne pas les ressentir. Ces masques nous empêchent alors d'être nous-mêmes, et se mettent en travers de nos relations.

Lise Bourbeau identifie 5 blessures et les masques associés :
blessure de rejet, et masque de fuite
blessure d'abandon, et masque de dépendant
blessure d'humiliation, et masque de masochiste
blessure de trahison, et masque de contrôlant
blessure d'injustice, et masque de rigide.
Alors là, je me suis tout de suite reconnue dans... à peu près toutes ces blessures, mais surtout la troisième, ça éclaire plein de mes comportements. De quoi bosser dans les semaines à venir.

Ca vous titille ? Voici quelques liens pour creuser :
- un descriptif très bien fait sur ces blessures et masques, sur "Le voyage de Mona"
- le site de Lise Bourbeau
- le site Ecoute ton corps, très commercial mais avec quelques ressources intéressantes en ligne.

Portez vous bien.
http://energiepositive.over-blog.com/article-les-cinq-blessures-de-l-ame-107745002.html



sexta-feira, agosto 23, 2013

Como e quando pedir a ajuda dos Arcanjos


Magia dos dias dos Arcanjos, suas cores de velas e quais seus rituais…

Todos os dias são dias de todos os santos, afinal todos são maravilhosos e merecem nossa confiança e consideração.

Mas, por regência, energias planetárias e outras energias, cada dia tem um seguimento concentrado de energias em circulação que podemos nos prevalecer.

Por exemplo, nem sempre você está doente ou com problema de saúde, mas no amor precisa de uma ajuda dos arcanjos, então é melhor realizar seu ritual no dia certo.

Faça um pequeno ritual acendendo uma vela da cor do dia e fazendo seu pedido para o anjo do dia.

Veja os dias agora;

DOMINGO

Miguel, Amarelo, ritual de Prosperidade.

SEGUNDA-FEIRA

Gabriel, Branco, ritual de Sucesso.

TERÇA-FEIRA

Samuel, Vermelho, ritual de Energia.

QUARTA-FEIRA

Rafael, Verde, ritual de Saúde.

QUINTA-FEIRA

Saquiel, Azul, ritual de Fartura.

SEXTA-FEIRA

Anael, Rosa, ritual de Amor.

SÁBADO

Uriel, Lilás, ritual de transmutação.

Pronto, agora sempre que precisar de uma ajuda dos arcanjos, basta ver qual dia é o melhor para seu pedido e acender a vela da cor deste dia, fazendo o pedido para eles.


http://www.magiazen.com.br/
http://saintgermanchamavioleta.blogspot.pt/2013/07/como-e-quando-pedir-ajuda-dos-arcanjos.html

quarta-feira, agosto 21, 2013

terça-feira, agosto 20, 2013

LOS 10 LADRONES DE TU ENERGÍA

LOS 10 LADRONES DE TU ENERGÍA:



1- Deja ir a personas que sólo llegan para compartir quejas, problemas, historias desastrosas, miedo y juicio de los demás. Si alguien busca un cubo para echar su basura, procura que no sea en tu mente.

2- Paga tus cuentas a tiempo. Al mismo tiempo cobra a quién te debe o elige dejarlo ir, si ya es imposible cobrarle.

3- Cumple tus promesas. Si no has cumplido, pregúntate por qué tienes resistencia. Siempre tienes derecho a cambiar de opinión, a disculparte, a compensar, a re-negociar y a ofrecer otra alternativa hacia una promesa no cumplida; aunque no como costumbre. La forma más fácil de evitar el no cumplir con algo que no quieres hacer, es decir NO desde el principio.

4- Elimina en lo posible y delega aquellas tareas que no prefieres hacer y dedica tu tiempo a hacer las que sí disfrutas.

5- Date permiso para descansar si estás en un momento que lo necesitas y date permiso para actuar si estás en un momento de oportunidad.

6- Tira, recoge y organiza, nada te toma más energía que un espacio desordenado y lleno de cosas del pasado que ya no necesitas.

7- Da prioridad a tu salud, sin la maquinaria de tu cuerpo trabajando al máximo, no puedes hacer mucho. Tómate algunos descansos.

8- Enfrenta las situaciones tóxicas que estás tolerando, desde rescatar a un amigo o a un familiar, hasta tolerar acciones negativas de una pareja o un grupo; toma la acción necesaria.

9- Acepta. No es resignación, pero nada te hace perder más energía que el resistir y pelear contra una situación que no puedes cambiar.

10-Perdona, deja ir una situación que te esté causando dolor, siempre puedes elegir dejar el dolor del recuerdo.

DALAI LAMA - LOS DIEZ LADRONES DE TU ENERGÍA.

http://www.sabiduriadelaluz.org/2013/07/los-10-ladrones-de-tu-energia.html

sábado, agosto 17, 2013

sexta-feira, agosto 16, 2013

10 PASSOS NA BUSCA DO EQUILÍBRIO

Livrar a alma das mágoas, ter coragem, buscar sempre a harmonia.
Regras simples de um coração tranqüilo.
Acompanhe as dez lições principais tiradas do livro Tao Te King, escrito há 2500 anos pelo sábio chinês Lao Tsé.

1 - A lição da UNIDADE
Readquirir a sensação de unidade com a natureza significa estar em sintonia com o fluxo da vida, do qual fazemos parte.
Estar próximo à natureza, observá-la, nos integra de novo ao seu rítmo.
Percebemos como tudo nela está em movimento _ e perdemos o medo das mudanças.
Observamos como as energias opostas _quente, frio, seco, úmido_ se integram harmoniosamente e nos abrimos para a convivência como o que é diferente de nós.

2- A lição do CENTRISMO
Assumir o controle da própria vida é não ceder à influência das pressões do mundo.
Por isso, quando as coisas começarem a sair do controle, respire fundo.
Aquiete sua mente e procure atingir a serenidade que existe dentro de você.
Para lidar melhor com as pressões externas, dedique um tempo maior para si mesmo.
Procure ficar mais em casa, separe o que acontece dentro e fora de seu lar e não esqueça de incluir na agenda atividades criativas que possam expressar sua essência.
Em tempo: aprenda a dizer não à invasão do seu espaço.

3- A lição da COMPAIXÃO
O primeiro passo para praticar a compaixão é ser gentil consigo mesmo.
Para poder amar ao próximo é preciso, antes, saber amar a si próprio _ só assim poderemos dar amor ao outro, pois já o vivenciamos.
Aceitar conscientemente nosso corpo, características de personalidade e limites é uma prática de amor, um ato de generosidade.
Só depois disso, é possível estender essa compreensão aos outros.

4- A lição da SIMPLICIDADE
Atividades excessivas podem roubar o prazer de viver.
Portanto, simplifique.
Evite o supérfluo, organize sua vida e sua casa, não assuma muitos compromissos. Crie espaços na vida, reserve tempo para pensar, relaxar, ler, pintar...

5- A lição dos CICLOS NATURAIS
Como as estações do natureza, nós passamos por várias fases na vida, que precisam ser vividas em sua totalidade, sabendo aceitar as mudanças.
Além disso, existem os ciclos do dia-a-dia _ é importante identificar os períodos mais produtivos para concentrar neles as atividades mais relativas à criatividade.

6- A lição da NOÇÃO DO TEMPO
Aqui, o segredo é evitar os hábitos cotidianos que sabotam o tempo que temos à disposição.
Entre eles estão a dificuldade de delegar tarefas, estabelecer prioridades e ser incapaz de dizer "não posso" ou "não quero".

7- A lição da CORAGEM
Para o Tao, a coragem se manifesta internamente _ é a disposição de sempre seguir o coração.
Muitas pessoas têm medo de demonstrar o que pensam, viver de acordo com a própria convicção e serem rejeitadas por isso.
Para acreditar em si, é preciso enfrentar os medos e aprender com eles.
Outra idéia é ter em mente o que você deseja fazer, avaliar as condições reais e não se concentrar apenas no que pode trazer dificuldades.

8- A lição da FORÇA
A consciência do próprio valor ajuda a construir o poder pessoal.
Ele é construído com base em duas energias, presentes em homens e mulheres: a yin, feminina, suave e emocional, e a yang, masculina, objetiva e ligada ao corpo físico.
Entre as fórmulas para aumentar a energia yang estão: ser positivo, definir objetivos, alimentar-se bem, fazer exercícios e estar de bem com a vida.
Além disso, é preciso buscar o poder da energia yin, da compaixão, representada pela humildade e pela perseverança.
Assim unimos força e flexibilidade.

9- A lição da CAPACIDADE DE AGIR
Pessoas que agem são otimistas, trabalham com a perspectiva de sucesso e aceitam as mudanças como algo natural.

10- A lição da HARMONIA
Citando o exemplo do Aikidô, arte marcial japonesa que ensina a encarar o conflito apenas como energias em oposição, os padrões energéticos são dinâmicos e se movem.
Isso significa que os opostos não são irreconciliáveis.
Com base em uma compreensão maior, há condições de buscar pontos de vista que podem ser compartilhados e, assim, lidar melhor com o conflito.

Saiba mais lendo: O Tao da Mulher - Ed. Campus

Adriana Alves
 ECOLOGIA INTERIOR
http://saintgermanchamavioleta.blogspot.pt/2013/07/10-passos-na-busca-do-equilibrio.html

quarta-feira, agosto 14, 2013

The Circle of Fire

The Circle of Fire
Finding power in your faith.


Don Miguel RuizThe Circle of Fire
by DON MIGUEL RUIZ
How to recover your truth.

MANY YEARS AGO, after finishing a cycle of teaching with my apprentices, we created the first Circle of Fire ceremony. The ceremony was for those who had recovered their will, their faith, and their love. All the people at the ceremony had experienced their divinity, but the challenge for them was to stay in heaven. They asked me, “Miguel, how can we stay there? Why do we have to come back?” My answer was, “You aren’t staying in heaven because you still need to purify the mind. Your faith is powerful, but it is invested in what you believe you are, and most of what you believe about yourself is a lie. Take your faith out of the lies! Free your faith, and you will see how powerful you become.”

If there is anything in your life that takes away your happiness, you have all the power you need to change it. You don’t have to live with anger, or sadness, or jealousy. You don’t have to judge yourself, make yourself guilty, and punish yourself.

Words and prayers are powerful agreements, and you need to see what kind you are using every day: “Oh Lord, I am guilty, I should be punished for my sins.” What kind of prayer is that? If you believe you are guilty and deserve to be punished, you are asking for it!

Suffering and drama begin when you lie to yourself, even if you don’t realize you are lying. You can recover the truth of what you really are. When you finally see yourself as you are, when you finally take responsibility for your creation, you will cleanse the lies from your own creation. You will free yourself from emotional drama by uncovering all the lies you believe in. It is a process of unlearning the lies. It is a period of cleansing, and it has nothing to do with the dream of society. How can we change the dream of society if we can’t even cleanse the lies from our own dream?

“The Circle of Fire” prayer is enough for you to go to heaven and stay there. But first you need to take the agreement, live the agreement, and make it yours. To say a prayer doesn’t take more than a minute, but you need the discipline to do it. Say the prayer first thing in the morning when you open your eyes; then say it again before you go to sleep. Dream the prayer. Feel the prayer with your emotional body. Be the prayer; align your faith and intent with the prayer until your whole life is based on this prayer.

Today is the most wonderful day of your life. This moment represents eternity. It is the moment when you return to love by deciding to live in communion with our Creator. Today is the day you agree to a new relationship, a matrimony with God. It is an eternal honeymoon, and that is heaven.

The Circle of Fire: Inspiration and Guided Meditations for Living in Love and Happiness was formerly published as Prayers: A Communion with Our Creator.

Excerpted from The Circle of Fire: Inspiration and Guided Meditations for Living in Love and Happiness. Copyright © 2001 by Miguel Angel Ruiz, M.D., and Janet Mills. Reprinted by Permission of Amber-Allen Publishing, Inc., San Rafael, California.

Don Miguel Ruiz was born into a family of healers, but chose to attend medical school and become a surgeon.

http://www.healyourlife.com/author-don-miguel-ruiz/2013/08/lifeshelp/success-and-abundance/the-circle-of-fire

segunda-feira, agosto 12, 2013

domingo, agosto 11, 2013

STRESS, STRESS… SERÁ O NOSSO GPS?


Sabem o que é a ansiedade? E a depressão? Estas podem parecer perguntas tontas, nos dias que correm, numa altura em que todos parecem saber tratarem-se de doenças mentais. Basicamente, provocadas por desequilíbrios químicos no nosso organismo. OK. E se vos dissermos que esta é “apenas” uma parte da história? Ou seja, que não é só "isso". Acreditariam em nós? Vamos por partes. O termo “doença mental” implica que existe um desajuste, uma desadequação com a parte psicológica da pessoa, que necessariamente produz falhas de adaptação ao meio e por consequência desequilíbrios pessoais e sociais. Muitas vezes transmite-se a ideia de que o que experimentamos como ansiedade e depressão não é natural ou adequado. E na hora em que cada um os sente, o que procura? Soluções rápidas para resolver o problema. Tipo “válvula de escape” instantânea. Agora vamos aos factos. Não há dúvidas de que a ansiedade e a depressão são muito reais. Qualquer um que tenha experimentado as profundezas do desespero sabe as consequências destes problemas, quer a nível físico, mental e espiritual. Acreditem, ninguém quereria isso para a sua vida… Porém, dependendo obviamente da sua intensidade e recorrência, se não experimentássemos estes sentimentos de quando em vez não teríamos “motor” para avançar, para olharmos para dentro e nos podermos (re)centrar. O que acontece é que a maioria de nós quer ser feliz. E de preferência as pessoas querem que, de alguma forma, as ajudem a aliviar a carga das lutas diárias. O único problema é não saberem como chegar lá. E quando temos dúvidas há “fogo”! E o que sentimos? Dores, dores, e mais dores, depressão, ansiedade e por aí vai em demais sintomatologia. Primeiro: levante-se. Segundo: procure um sítio onde possa buscar maior compreensão. Todos nós temos a capacidade de descobrir como nos libertar dessas tensões. E há muita miséria afectiva, emocional, relacional por aí. Cabe a nós decidir se queremos aprender a conhecer-nos e a conhecer os sinais que o nosso corpo e a nossa mente nos dão de forma a podermos vê-los como eles realmente o são! Há sinais claríssimos de que deveríamos estar prontos para efectuar as mudanças necessárias à melhoria das nossas vidas, e à melhoria de nós mesmos. E não existe nenhum motivo para achar que não consegue ou não pode, sentindo-se preso e puxado para trás.

O caminho passa simplesmente por perceber que aquilo que experimentamos é uma parte natural do que se é e da nossa existência neste mundo. O que quer que sinta ou que sente ser, acontece sempre por alguma razão. Quer queiramos olhar, quer não, isso estará lá, na mesma. Sempre. Connosco. Nunca seremos verdadeiramente livres até ao dia em que descobrimos quais são as nossas motivações e aspirações. E por vezes, se não estivéssemos tão assustados e ocupados em “controlar” ou disfarçar ou atenuar as experiências profundas que a depressão ou a ansiedade nos podem trazer, saltaríamos de contentes por poder beneficiar das oportunidades que muitas vezes estas nos oferecem. E que oportunidades são essas? As oportunidades de crescer. Quando percebemos que estes sintomas de ansiedade, de depressão, de stress, etc., não são mais do que uma sinalética afixada no outdoor da nossa maquinaria natural (corpo e mente), comunicando-nos algo. Eles são como se fossem o nosso próprio GPS, ou melhor dizendo, o nosso sistema de navegação interna. Na verdade, não são mais do que um programa interno (coordenado em co-operância pela equipa cérebro-coração) que está a emitir os seus outputs (tentando fazer o seu melhor) para nos manter ou puxar para o nosso caminho. Este é um processo complementar e absolutamente natural. Nesse sentido, não há nada de “anti-natural” ou desajustado nisso. A questão é que por vezes nos tornamos demasiado acomodados e condicionados, passando pelas mais diversas adversidades, sem perceber que na verdade estamos é a trabalhar para o nosso bem maior.

Resumindo e descomplicando. :) O seu GPS interno faz o possível para se comunicar consigo. Mesmo que você se recuse ou tenha medo de o ouvir. E não… não há necessidade de recear o que possa encontrar. Quando abrimos os nossos corações, acontece como “ao menino e ao borracho”…ao que parece, Deus põe a mão por baixo...  :)

Fonte: www.wonderfeel.pt