quarta-feira, novembro 27, 2013

Quero ser mais feliz, mas por onde começo?


Esta é uma pergunta que me fazem frequentemente, pelo que resolvi fazer um post só sobre o assunto.
Em primeiro lugar, e isto é uma boa notícia, 40% da tua felicidade depende unicamente das actividades que intencionalmente escolhes praticar. Ou seja, está mesmo provado pela ciência que, se quiseres, podes aumentar a tua felicidade.
Vamos então à prática. Em primeiro lugar, deves conhecer as estratégias que, comprovadamente, podem aumentar a felicidade (conhece-as lendo este post).
Claro que todos nós somos diferentes, pelo que algumas estratégias resultam melhor com umas pessoas, enquanto que outras são mais felizes com outras. Assim, em segundo lugar deves tentar descobrir quais as estratégias/actividades que têm mais probabilidade de te fazer feliz. Para isso, realiza este teste.
Em terceiro lugar, deves selecionar uma actividade ou duas daquelas que têm mais hipótese de te fazer feliz e praticá-la(s) no teu dia-a-dia.
No meu caso, as actividades que têm mais propensão para me fazer feliz são por exemplo «saborear as alegrias da vida». Assim, diariamente tento estar mais atenta aos pequenos prazeres da vida e tento repeti-los sempre que posso.
Outra actividade que resulta comigo é praticar as chamadas «actividades de fluxo», ou seja, aquelas tarefas nas quais até nos esquecemos do tempo a passar, por serem uma verdadeira paixão. No meu caso, trata-se da investigação sobre a felicidade, o que envolve pesquisa e a escrita neste blog. Adoro! Todos os dias tento envolver-me um pouquinho.
Um último exemplo, é o «comprometimento com objectivos». No meu caso, o objectivo no qual presentemente estou concentrada, é na eliminação de tralha, em casa e no trabalho. Na realidade tenho em vista um objectivo maior, o de reduzir o meu stress e de aumentar o tempo disponível para actividades mais prazerosas. Assim, praticamente todos os dias, faço uma tarefa pequenina relacionada com este objectivo.
O que deves ter em conta quando começares:
a) Deves escolher uma tarefa bem pequenina e fácil, que saibas à partida que tem uma elevada probabilidade de te fazer feliz. A verdade é que serão os pequenos sucessos alcançados diariamente, que te motivarão a continuar. E, a longo prazo, irão mudando a tua vida;
b) Certifica-te que todos os dias praticas alguma actividade para te fazer mais feliz. A ideia é que, com a repetição, esta prática se torne um hábito. Com isto irás ter a possibilidade de alterar os percursos neuronais do teu cérebro, de forma a agires/pensares como as pessoas mais felizes;
c) Dentro da mesma estratégia (por ex. «saborear as alegrias da vida») tenta variar a actividade que praticas. A verdade é que o ser humano rapidamente se adapta a uma actividade, mesmo prazerosa, por isso tem mesmo de introduzir alguma novidade. Por exemplo, posso adorar comer patê de sapateira, mas se o fizesse a todas as refeições, provavelmente deixaria de o apreciar. É preferível alternar com outras coisas. Posso também gostar muito de escrever no blog, mas até um certo limite. Se passasse o dia inteiro a escrever, talvez ao fim de um tempo já não lhe desse o valor que dou. Estás a ver a ideia? Se tiveres um sonho por concretizar, realiza todos os dias uma tarefa para o alcançares, mas vai variando a tarefa. Assim, conseguirás apreciar verdadeiramente a jornada;
d) Com o tempo vai introduzindo novas actividades na tua rotina. Podes até ir experimentando algumas que não tens a certeza se te farão ou não feliz (eu por exemplo experimentei fazer um diário de gratidão, mas para ser franca não resultou muito comigo, pelo que eliminei essa actividade - mas por vezes, há tarefas que nos surpreendem e que, para nossa surpresa, nos fazem mais felizes).
E é assim. Passinho a passinho, aos poucos podes ir melhorando a tua vida. A felicidade não tem de estar num futuro longínquo - será mais fácil ires ao encontro dela se souberes ir apreciando a jornada. Em suma, como diz o título deste blog: a felicidade é o caminho.
Foto: Kashif John

segunda-feira, novembro 25, 2013

Zen Journey - Wild Divine President and Master Nissim Amon


Interview with Master Amon
This video was shot at the end of the production week for Zen Journey. Wild Divine President Kyle Widner sits and chats with Master Amon about the production process, working with award-winning game designer Corwin Bell, and the motivation behind the creation of Zen Journey.

sábado, novembro 23, 2013

DEPRESSÃO, DESÂNIMO, TÉDIO OU IRRITAÇÃO SISTEMÁTICA

Benjamin Teixeira de Aguiar
pelos Espíritos Eugênia-Aspásia, Roberto Daniel e Dr. Temístocles.

Não importa se você chama seu mal-estar de fastio ou tédio incuráveis, que lhe dê a alcunha científica de transtorno bipolar ou unipolar, que se recorde da pouco conhecida “distimia”, ou ainda se lembre da glamourosa e clássica “melancolia”.
Pode até ser mais “chic” – embora nada moderno(a) – que se declare “blasé” ou afirme-se, bem mais ao tom popular, morgando ou mergulhado(a) num tremendo baixo-astral…

Portando corpo masculino, é provável que se sinta mais irascível que o habitual e não consiga relaxar – a irritação aguda é o modo como normalmente a depressão clínica costuma ser mascarada nos organismos de homens.

Por fim, quiçá você julgue, minimizando seu problema, ter um temperamento naturalmente tímido ou triste…
Atualizado(a) ou afeito(a) a uma abordagem cientificamente qualificada, pode se reportar à “síndrome de burnout”, ou, sendo um(a) generalizador(a) – que prefere fugir a facear suas questões –, acabar apelando para o sempre atual rótulo do “stress do trabalho e da vida moderna”.

Não pretendemos discutir com especialistas do domínio físico de existência, quanto ao acerto nessa miscelânea de “classificações” (desde os termos científicos aos literários, passando pelas denominações informais do populacho) e “gradações” de sentimentos ou problemáticas dignosticáveis, desta ou daquela forma, segundo a corrente terapêutica que se adote como referencial.

A sintomatologia clínica não nos interessa, nem os métodos psicoterápicos, que são de responsabilidade das respectivas escolas de atuação na área da saúde mental humana.

Propomo-nos aqui tão somente ser práticos e ajudar as pessoas a não exagerarem na busca de psicofármacos, que têm seu momento e situações certas para serem aplicados.

Tais recursos deveriam ser muito menos frequentemente utilizados do que são, nessa cultura de ciência reducionista e filosofia de vida do menor esforço (ainda que disfarçada de frenética atividade), que preferem os atalhos das pílulas mágicas ao autoconhecimento e governo relativo dos próprios atos, pela gerência trabalhosa e complexa da vida psíquica.

A você, estimada leitora, caro leitor, seja qual for o seu caso, ou se ainda cria classificações variadas para sua “baixa de energia”, seria bom que lesse com atenção e, se possível, experimentasse, de forma disciplinada e persistente, um pouco do que sugerimos abaixo, a partir da avaliação do que lhe surtir ou não resultados positivos, a curto, médio e, mormente, a longo prazo, em seu bem-estar pessoal.

Medidas permanentes:

1) Trabalhe mais.
Talvez esteja muito parado(a).
Procure ser útil, mesmo que a tarefa que busque não seja rentável, como um serviço voluntário.

2) Trabalhe menos.
Se você é um(a) viciado(a) em sua ocupação profissional – o(a) famigerado(a) “workaholic” –, é provável que precise exatamente do contrário do que propusemos no tópico anterior: repousar e se permitir momentos seus, conforme detalhamos mais abaixo, à conta de táticas avulsas e opcionais de banir o baixo-astral.

3) Faça terapia. Importante descobrir as razões profundas de seu mal-estar.
E uma tarefa dessa envergadura, com camadas sucessivas de motivações inconscientes, não se realiza facilmente, mesmo com auxílio profissional – imagine-se sem ele.

4) Tenha um propósito para viver.
Isso implica ter uma definição espiritual de vida, de cunho religioso ou não, desde que atenda à sua natureza vocacional.
Sem sentido para viver, o ser humano fenece psicológica, física e intelectualmente.
O que o(a) torna mais feliz e pleno(a) como ser humano?
Isso faça, isso viva, de maneira disciplinada, ainda que em suas horas vagas.
Poderíamos aqui endossar tal assertiva com a propugnação veemente do incomparável mitólogo Joseph Campbell a seus discípulos, de perseguirem sua própria “bliss”, mas muito melhor nos respaldarmos em Nosso Senhor Jesus, que nos exorta a viver as “bem-aventuranças”, o “Reino dos Céus”, que, como Ele afirmou categoricamente, está “dentro de nós”.
Traduzindo em bom vernáculo: procure uma atividade (ou forma de realizá-la) que provoque um sentimento que sintetize felicidade e paz, e torne essa ocupação (ou “modus operandi”) uma vivência o mais corriqueira possível.

5) Pratique atividade física sistematicamente.
Ao menos trinta minutos ao dia, cinco vezes por semana, como é consenso no meio médico.
Dedique-se a uma atividade simples, aeróbica, se esportes ou outras práticas mais técnicas, como artes marciais, dança ou musculação não lhe forem palatáveis ao perfil psicológico.
Pesquisas indicam que 60% dos casos de depressão (os mais brandos) desaparecem apenas com o hábito dos exercícios físicos.

6) Devote-se a um projeto filantrópico ou humanitário.
Este item gemina os tópicos 1 e 5, mas é importante o bastante para destacarmo-lo, pelo poderoso efeito que tem o fazer o bem, no sentido de trazer ânimo e bem-estar de volta à fonte que o gerou.

7) Desenvolva faculdades mediúnicas e/ou paranormais, bem como talentos ocultos, artísticos ou intelectuais, que você esteja desprezando, embora os perceba em si.
Suas idiossincrasias precisam ser ouvidas e ter voz para o mundo externo – se for o caso –, ou você estará implodindo um pouco todos os dias.

Iniciativas eletivas (algumas delas obrigatórias, para quem tiver juízo – risos):

8) Ore e/ou medite.
Talvez você esteja sofrendo influências externas (de encarnados ou desencarnados), quanto de seu próprio mundo íntimo, que podem ser debeladas com uma prece sincera e fervorosa, ainda que breve e despretensiosa.

9) Libere sua raiva reprimida.
Soque travesseiros, grite ao relento (terapia do grito primal), brinque com jogos violentos, escreva cartas de desabafo (ou fúria) que nunca envie (se for o caso – risos), chore “pelos cotovelos”, até se cansar.
Terminada a “sessão de descarrego” (risos), lave o rosto, sorria e volte à sua rotina de atividades e compromissos diários.

10) Ouça músicas de seu agrado, por alguns minutos, ou coloque-as como fundo musical para suas ocupações cotidianas.
As neurociências revelam: a região da recompensa, no cérebro, é ativada, com a escuta de música – obviamente serão melhores os benefícios, se as escolhas melódicas condisserem com seu gosto pessoal.

11) Faça sexo.
Ainda que você não esteja muito à vontade ou com desejo, o simples fato de entregar-se à experiência de agradar “o bichinho”, que é o corpo físico, já favorece excelentes resultados, quer o faça acompanhado(a) ou sozinho(a), quer atinja o orgasmo ou não.

12) Tome um banho demorado, com temperatura d’água a seu bel-prazer.
Isso não só equivale a um processo de limpeza energética e material dos diversos corpos (físico, astral, mental), como também constitui, em algum nível, um sucedâneo da massagem.

13) Receba massagem terapêutica, de pessoa de sua confiança e com quem se sinta à vontade para tanto.
Reiki, passes, jorei surtirão efeitos semelhantes, em proporções que variarão de acordo com o seu temperamento e suas afinidades com a técnica procurada ou o(a) profissional – caso assim seja, porque uma massagem do cônjuge, encaminhando-se para o sexo ou não, pode carrear, igualmente, ótimos efeitos curativos.

14) Assista a programas, filmes ou seriados cômicos, românticos, dramáticos ou mesmo violentos – sim (mais uma vez), para que haja extravasão, pela fantasia, de eventual acúmulo de energia agressiva.
Sair de si, por algumas dezenas ou poucas centenas de minutos, na distração-projeção das personagens de peças dramatúrgicas, televisionadas ou cinematográficas, é um dos instrumentais excelentes da contemporaneidade para se combaterem os males da intensa, contraditória e multifacetada vida moderna.

15) Cuide de animais, jardins, crianças pequenas. Libere as tensões, apequenando-se intelectualmente, para fortalecer seu emocional.

16) Tire um cochilo no meio do dia, se possível, ou durma mais, se também sua agenda permitir. Pesquisas científicas indicam que o período REM (“rapid eye movement”) do sono, em que sonhamos, é de extrema valia para a diluição dos processos depressivos.

17) Defina momentos, na agenda semanal, para estar entre pessoas que você ama, em circunstâncias descontraídas, como um jantar em família ou uma sessão de cinema na casa de colegas.
Ou, então, dê uma saída, sem compromisso, sozinho(a) ou acompanhado(a), como preferir, à praia, ao campo ou a um parque, se você mora em cidade litorânea, continental ou numa grande metrópole, respectivamente.

Não queremos, ao fim deste minimanual da emergência psicológica (risos), encerrar de forma poética, científica ou bombástica, nem mesmo ensaiar uma finalização, para que você se sinta convidado(a) a complementar, em coadunância com sua personalidade, recursos e contingências de vida, a lista de iniciativas que podem ser levadas a cabo, pondo-a, se necessário for, ao alcance cotidiano de seus olhos, seja eletronicamente ou por meios convencionais, como o famoso lembrete afixado na porta da geladeira ou no espelho do banheiro.


http://www.saltoquantico.com.br/2013/10/09/depressao-desanimo-tedio-irritacao-sistematica-iniciativas-praticas-dissipa-los-roteiro-felicidade/#sthash.1uueYdEt.dpuf
http://saintgermanchamavioleta.blogspot.pt/2013/10/depressao-desanimo-tedio-ou-irritacao.html

quinta-feira, novembro 21, 2013

Zen Journey Video #5, Learn to cultivate the garden of your life



Take good care of yourself - cultivate the garden of your life.
Are you hard on yourself? Do you criticize yourself? Do you blame yourself? Do you sacrifice yourself for others? If so, your survival system is over- stimulated, and could use some TLC. Make enjoyment of life a priority! Master Amon explains how.

quarta-feira, novembro 20, 2013

Zen Journey Video #4, Learn to move between stress and relaxation



Learn to float easily and consciously between stress and relaxation.
Today's modern lifestyle keeps us too often in the fight or flight mode. Learn how meditation can bring you back towards the relaxed state that your body and mind need in order to stay healthy and happy.

segunda-feira, novembro 18, 2013

Zen Journey Video #3, Join the Master in the garden for a guided meditation



Enjoy a guided meditation with Master Amon in the Temple Gardens
t is good to step off the stage of life and take a break. Sit in the beautiful gardens in relaxed meditation with Master Amon and the crickets. This is Zazen!

domingo, novembro 17, 2013

Ervas




Para atrair bons espíritos:
Camélia, rosa, mirra, melissa, cinoglossa, lírio, amieiro e bétula.

Para afastar maus espíritos:
Beldroega, crisântemo, betônica, artemísia, estramônio e agrimônia.

Para aumentar o poder de sedução:
Sempre-noiva, narciso e verbena.

Para aumentar a vidência com oráculos:
Cravo-da-índia, aveleira, melissa, urze e rosa.

Para atrair boa fortuna:
Alecrim, angélica, canela, cardamomo, calêndula, laranjeira, lavanda, e tomilho.

Para combater a depressão:
Bétula, cinoglossa, jacinto, gataria, primavera, melissa.
 
Para magias de amor:
Agrião, amendoeira, açucena, amor-perfeito, íris, coentro, limoeiro, cássia, macieira, rosa, verbena e miosótis.

Para proteção:
Alho, ameixeira-brava, acanto, artemísia, eufrásia, cebola, hortelã, mostarda, manjericão, ruibarbo, videira e pimenteira.


http://prevendoofuturo.blogspot.com.br/
http://saintgermanchamavioleta.blogspot.pt/2013/10/ervas.html

sábado, novembro 16, 2013

Vencedor do Passatempo Internacional / Winner of the Internacional Giveaway

 Olá! Hello!

Foi apurado/a o/a vencedor/a do Passatempo Internacional, o nome aparece neste link / It was found the winner of this International giveaway, the name appears in this link:

http://a-caminho-da-luz.blogspot.pt/2013/09/1-passatempo-internacional-do-blog-1.html

E a vencedora é: Inês Pires!

And the winner is: Inês Pires!

Muitos Parabéns! Enviei-te um email, aguardo que me contactes dentro de 72h para poder enviar-te o prémio.

Congratulations! I sent you an email, Contact me  in 72 hours to send you the prize.


xoxo

Patty Blue

sexta-feira, novembro 15, 2013

Zen Journey Video #2, Join the Master in the temple and learn who is the...






Ask yourself, "who is the host of my mind?"
Learn to treat your thoughts, feelings and desires as guests, but to always remember that you are the master and not the servant of your guests! Sitting in meditation, doing nothing, let guests come and let them go. Learn to be free.

quarta-feira, novembro 13, 2013

Desocupe sua mente e tenha paz

consumismo
Regis Mesquita
O ser humano não consegue manter na consciência, ao mesmo tempo, um grande conjunto de informações.
Ele privilegia algumas informações e despreza outras. Este é o motivo pelo qual a maior parte das pessoas, quando estão procurando o número de uma casa, abaixa o som do rádio do carro. Aparentemente uma coisa não tem nada a ver com a outra. Mas, é assim que o cérebro funciona, ele precisa  “liberar” espaço na mente para a consciência se focar mais intensamente na procura do número.
Se o som de rádio pode ocupar espaço precioso da consciência, o que dizer dos pensamentos/sentimentos que impregnam a mente durante dias, meses ou anos.
Estes pensamentos podem dominar a mente e tornar as pessoas viciadas nas sensações e sentimentos que eles propiciam. Isto faz com que elas se interessem e mantenham na consciência as informações que justificam os pensamentos dominantes em suas mentes. Uma pessoa com ideias fixa em violência precisará de informações relacionadas a este tema; ele precisa deste conteúdo para manter seus pensamentos, sensações e sentimentos focados no tema violência. É um vício que faz com que ele despreze as outras informações e se mantenha fortemente relacionado a estas.
As informações desprezadas são de vários tipos. Aqui no Blog Caminho Nobre existe uma preocupação especial com as informações que são emanadas pelo espírito e que não conseguem espaço para influenciar de modo mais relevante a consciência.
A mentalização abaixo está relacionada à necessidade de desocupar a mente para que as informações do espírito possam ter maior presença na vida da pessoa.



Comece com um questionamento:
“O que mais ocupou a minha mente até este momento do meu dia?”
Observe os temas que ocuparam sua mente. Talvez você não perceba outra forma de agir e pensar. Agora é a hora de ter CONFIANÇA de que você não precisa destes pensamentos te controlando.


“Eu confio!
Confio que posso ficar sem me ocupar com estes pensamentos.
Eu confio! Mesmo que seja difícil confiar.
Me desligo destes pensamentos e respiro fundo e lentamente.
Eu confio, por isto não penso em nada.
Eu me entrego para o esforço de parar todo pensamento.
Não substituirei por nenhum outro pensamento.
Deixarei vir o vazio. Confio que é ele que me desligará destas preocupações.
Agora entendo que sou viciado nestes pensamentos.
Procurarei minha paz aceitando criar o vazio.
Por isto, decido parar estes pensamentos todas as vezes que eles vierem.
Eu confio que o vazio é curador.
Vou produzir a paz dentro de mim, vou parar estes pensamentos”


Regis Mesquita

[Mentalização 27, do blog Caminho Nobre].


A confiança é fundamental para atingir o nível mais profundo de desapego das preocupações.
Quando você tenta criar o vazio, paralisa os pensamentos, sua mente tenta boicotar esta paralisia de várias formas. Lembre que sua mente está viciada nestes pensamentos. Ela lutará para manter tudo igual.
Tenha perseverança e mantenha esta mentalização por meses, até que a sua mente se acostume com o prazer de entrar no vazio.
Não tente substituir um pensamento por outros. No início pode ser bom, mas depois inviabilizará as transformações mais importantes. Mantenha-se firme na criação de um vazio.

A ideia é gerar paz e menos tensão.  Conquiste a serenidade e clareza mental não permitindo que sua mente fique tagarelando.
Lembre: o vazio passará a ocupar uma parte do seu dia. Junto virá a clareza mental, que você usará para superar desafios. Também haverá espaço para o cultivo de pensamentos e sentimentos nobres; pensamentos de gratidão, por exemplo.

Fonte: http://caminhonobre.com.br/2013/09/21/desocupe-sua-mente-e-tenha-paz/

terça-feira, novembro 12, 2013

Zen Journey Video #1, Meet the Master in the Temple and begin your training



How to recognize and reprogram the radio station in your mind.

Master Amon says that most of us have endless chatter and circling thoughts playing all the time in our minds - just like a non-stop radio station! And we have no control over it. Wouldn't you like to have a say about what goes on there? Find out how!

domingo, novembro 10, 2013

O Chamado da Luz

Luz e sombra estão em todos os lugares, em todos os cantos, nas atitudes, nas decisões, no conteúdo armazenado na geladeira, no prato de comida, nos guarda-roupas, na programação da TV, nos noticiários, na internet, nos corações dos seres humanos, na natureza, nos animais, nas palavras das pessoas em tudo mais o que existe.

Estamos sendo constantemente banhados por estímulos de natureza luminosa, mas também somos expostos aos de natureza sombria.

A informação está veloz, em tempo real, ampla, difusa, em todos os cantos em diversos veículos da mídia.

Recebemos diariamente uma tempestade de informações que são absorvidas, com intensidade mais ou menos suficiente para que tenhamos nossos conceitos de vida modificados ao em poucas horas.

A luz brilha em todas as partes, o sol se mostra, a claridade aparece e a visão fica facilitada.

Mas vem a noite e com ela a escuridão, o tempo esfria, nos recolhemos, pois a luz não se faz presente e por isso não conseguimos transitar pelo mundo como antes. 

Mas assim como uma floresta que possui animais de hábitos noturnos, o homem também já mostra que está adquirindo hábitos novos comportamentos, e com isso vem se adaptando a novas rotinas.

Luz e sombra são aspectos da mesma energia, opostos que se complementam para gerar o equilíbrio.

É bem verdade que muitos já sabem disso, além do mais, é fácil perceber que as situações mais difíceis, as quais podemos dizer que são as que mais nos trazem dor e sofrimento, acabam sendo também as que mais nos ensinam.

Além disso, o que seria de um dia ensolarado se antes não houvesse a noite, arrefecendo o planeta e promovendo o descanso de todos que precisam dormir?

O que seria do medo sem a coragem e da coragem sem o medo?

Instrumentos de Deus no grande projeto de evolução da humanidade, luz e sombra continuam a fazer o seu papel de promover aprendizados, reflexões e cura da humanidade.

São as duas faces de uma mesma moeda!

Entretanto, não é de hoje, que a humanidade vem recebendo intenso assédio das sombras, em uma intensidade tão avassaladora, que infelizmente está tornando a força da vida desequilibrada.

Na vida física é notória a importância maior que é dada aos elementos do materialismo em comparação ao espiritualismo.

Poucas pessoas reconhecem a importância de dedicar esforços na busca de consciência espiritual na mesma proporção em que se busca a elevação material.

Nesse momento, a energia das sombras prevalece.

Não porque conquistas materiais, bens ou dinheiro sejam “coisas do demônio” ou ofício de pecadores.

Por favor, tire isso da cabeça, pois é uma grande farsa de quem disse isso algum dia.

Mas estamos falando do desequilíbrio da força maior, que nesse caso está representada entre a balança do materialismo x espiritualismo.

A censura da mídia e do comportamento humano sofreu grande transformação, saindo de um período de controle, de ditadura e migrando para uma liberdade de expressão tão grande, que até podemos chamá-la de liberdade de exposição, tal é a mudança que se deu em tão pouco tempo.

Todas as pessoas tem o direito a liberdade, mas infelizmente, algumas almas ainda infantilizadas e fascinadas com tais possibilidades, não sabem utilizar essa bênção com sabedoria e discernimento, e assim, novamente, as faces de uma mesma moeda ficam desequilibradas.

Em outras palavras, embora possamos ver uma mudança no cenário Brasileiro e mundial muito otimista, para inúmeras áreas da vida humana e todas as sua implicações, há um fato que não temos com deixar de considerar: a face escura, que é o lado sombra da força da vida está maior!

Em especial, porque existem muitos estímulos sombrios em todos os cantos desse mundo, inspirando as pessoas em maus hábitos, em vícios, em comportamentos destituídos de ética, moral e respeito.

Não há um incentivo maciço ao pensamento humano e ao desenvolvimento do potencial essencial do ser, isso ficou a cargo de cada um.

Os pensamentos prontos são instalados em nossas mentes, por diversos meios, e por consequinte, acabamos nos tornando escravos de modismos e assim somos arrastados pela onda de comportamentos padronizados de uma sociedade desajustada em seus valores morais e espirituais.

É careta falar de Deus!

É chato para a maioria das pessoas pensar que a cada ação se gera uma reação!

É ainda mais entediante acreditar que a morte não é o fim!

A sociedade está intoxicada pela sombras que se proliferaram a cada ato alienado da Fonte maior.

Há mais doença, mais conflitos, intolerância, materialismo, mais escravidão comportamental, mais estresse, mais agitação, mais violência, mais drogas, mais futilidade e mais sede de poder.

Tudo porque a humanidade alimentou – ao longo de muitos séculos – muito mais o lado sombra, do que o lado luz.

Mas não devemos desanimar, precisamos ter confiança, porque esses acontecimentos foram importantes para que a humanidade aprendesse tantas coisas essenciais que serão necessárias aos novos tempos que estão por vir, pois no período em que mergulhou na sua face escura, também aprendeu a valorizar a luz.

Só se valoriza o alimento, quando vem a fome; a água, quando vem a sede; o sol, quando chove muito; o calor, quando o frio é intenso; a saúde, quando a doença se instala; o amor, quando só se tem o ódio; o silêncio, quando o barulho ensurdece, e, certamente a luz, quando a sombra escurece a benção da visão.

Os movimentos cósmicos que estão por vir são animadores, exatamente pelo fato de que as engrenagens da evolução humana voltam a se movimentar por conta de novas ações dispensadas pelo Grande Espírito Criador.

Os raios solares da evolução consciencial, em pouco tempo, começarão a perfurar as couraças da ignorância humana.

O psiquismo denso, espesso, construído e alimentado pela alienação espiritual dos filhos do Grande Espírito Criador, dentro em breve serão revolvidos, e posteriormente transmutados pela ação germinadora, desse chamado da Providência Divina.

Em diversos momentos, no passado da história da humanidade, a radiação de luzes siderais de bem aventurança já foi oferecida em grande quantidade, entretanto, as sementes não estavam prontas para germinar, muito menos o solo estava fértil, e muito pouco foi colhido.
Mas agora estamos vivendo novos tempos.

Sob a orientação de espíritos de elevado quilate na escala da evolução, uma legião de seres de luz, anjos, mestres, amparadores, professores, trabalhadores e servidores da espiritualidade, começam a desenvolver um trabalho silencioso em consórcio com a humanidade, que ainda mesmo sem tomar consciência, já começa a dar sinais que dessa vez, o plantio será maravilhoso.

Com simplicidade e objetividade surpreendentes, esse grupo de seres emissários celestes, a cada dia, a cada noite, passa a fornecer condições para um intercâmbio saudável com a humanidade encarnada, para despertar novos potenciais nos corações humanos.

Esse intercâmbio da luz acontecerá cada vez mais através de elevadas tecnologias e de práticas periódicas, que podem ser realizadas conscientemente por todos os encarnados e também durante o período do sono físico, pelo amparo desses amigos espirituais.

Novos níveis conscienciais serão despertados e uma revolução para o bem será observada sob a face da Terra.

A tarefa da humanidade é a de estar pré-disposta a esse chamado, O CHAMADO DA LUZ! Porque só há um antídoto para as sombras que se impregnaram em nossas almas: A LUZ. 

Porque só há uma cura para a ignorância que ofusca a visão além das correntes do egoísmo: A LUZ. 

Porque somos a Luz e é por ela que somos alimentados.

É chegado o momento em que por conta do excesso de sombra ao qual estamos impregnados, naturalmente procuraremos a Luz.

Porque todos queremos ser felizes, todos almejamos ser amados, e por consequência óbvia, perceberemos que somente através da luz conquistaremos a plenitude.


Por: Bruno J. Gimenes

http://ochamadodaluz.com.br/
http://saintgermanchamavioleta.blogspot.pt/2013/10/o-chamado-da-luz.html

quinta-feira, novembro 07, 2013

Alguns passos para um melhor relaxamento


Aluney Elferr Albuquerque Silva

Cada um de nós necessita reencontrar com nossos valores internos, e essa busca verdadeiramente só será possível através de momentos que, em ficando sozinhos possamos viajar interiormente e localizar nossos potenciais latentes, essa viagem poderá ser longa para alguns, todavia deve ser iniciada com vistas no bem maior - o autoconhecimento.

Visto por este ângulo, poderemos inclusive, com esta prática alcançar mais saúde e equilíbrio de nosso ser.

1º Passo

- Deite-se ou sente-se de maneira que não fique com nenhuma região do corpo contraída, ou em utilidade forçada.
Tire a bolsa do colo (no caso de estar sentada).
Feche os olhos, pois que com os mesmos fechados facilita a concentração.
Não esqueça de desapertar os sapatos, cintos, camisas e outros que dificultem o bom relaxamento e inclusive a circulação sangüínea.
 
2º Passo

- Após o primeiro passo, vamos iniciar deixando a música penetrar em nosso íntimo, sem pensar em nada, esvaziemos nossa mente, vamos planar.. 
Iniciemos o controle respiratório.
Inspiração, manter por alguns minutos os pulmões cheios de ar, e depois expiração, esvaziar vagarosamente os Pulmões.

3º Passo

- Mantendo o controle da respiração, de maneira pausada, vamos inciar buscando imaginar o circuito do oxigênio em nosso ser, em nosso organismo, mentalizando esse processo iniciando em seus pulmões, logo em seguida envolvendo seu coração, seus braços, pernas, cabeça, sistema nervoso, coluna (onde se fixam todas as suas tensões), enfim os órgãos necessários para o bom funcionamento da vida.
Não esquecer que em nossa respiração, ou melhor, no ar que respiramos, é bom que mentalizemos que por nossas narinas junto com o ar, penetram saúde, luz, paz e harmonia.

4º Passo

- Agora, já mais relaxada, vislumbre uma luz sobre sua cabeça, essa luz é azul (simbologia de saúde e harmonia), dela deverá sair faíscas e essas faíscas vão paulatinamente penetrando em sua cabeça e inundando seu organismo.
(Não esqueça de manter a respiração pausada), a luz preenche sua cabeça, pescoço, peito
(envolvendo coração, pulmões, estomago, e todos os outros órgãos), braços, sistema genésico, pernas e etc.
Neste momento você é totalmente preenchida pela luz azul, você é azul
(ou seja, você esta totalmente embebida pela energia da saúde e paz).
Você é SAÚDE E PAZ

5º Passo

- Agora deitada, sinta-se energizada, onde por todo o ser organismo interno e externo você é totalmente saúde e paz, sinta vagarosamente suas mãos, pés, pernas, batimento cardíaco, respiração, cabeça, tudo neste momento é energia, você esta totalmente energizada pela saúde e paz, Jesus esta mais próximo de você, pois você neste momento busca o seu EU interior, onde se localiza toda a saúde, paz, religiosidade.
Tudo em seu corpo esta harmonizado, seu sistema venoso não encontra bloqueio para levar a todas as partes de seu corpo essa energia benéfica.


Você deverá neste momento dizer interiormente: EU SOU SAÚDE, EU SOU PAZ, EU SOU HARMONIA, EU SOU AMOR, EU SOU IMPORTANTE, EU SOU BELA, EU SOU SAÚDE, EU SOU EQUILÍBRIO. (caso queira use somente uma dessas frases e não todas, para massificar a interiorização)

6º Passo

- Mantenha-se em paz, você poderá neste momento fazer uma prece, e envolver seus pedidos mais íntimos. Após a prece, comece a mexer vagarosamente seus membros, começando pelas mãos, braços, pernas e pés, sempre vagarosamente, agora abra os olhos e mantenha-se em paz. Continue respirando cadenciadamente e harmonicamente, caso esteja na hora de dormir, beba um copo de água e durma em paz, caso não seja hora de dormir, faça coisas suaves, não veja filmes violentos e leia livros altruístas.


Fonte: http://www.espirito.org.br
http://saintgermanchamavioleta.blogspot.pt/2013/09/alguns-passos-para-um-melhor-relaxamento.html

sexta-feira, novembro 01, 2013

Pedras no caminho: Devo chutá-las ou analisá-las?

Afinal de contas, o que são realmente as pedras que surgem em seu caminho para atrapalhar seu objetivo ?
As pedras em seu caminho são algo bom ou ruim ?
Vamos descobrir juntos.

Vejo muita gente por aí dizendo que se aparecer uma pedra que as atrapalhe, elas logo a chutam para longe ou até pedem a Deus, ao Anjo da Guarda, ao amigo, ao parente, para que tirem as pedras de seus caminhos, mas todas as vezes que você se deparar com uma pedra em seu caminho, o que você deve fazer ?

Chutá-la ?
Passar por cima dela ?
Desviar o caminho e passar ao seu lado ?

Se você escolheu qualquer uma das 03 alternativas, é muito possível que você esteja cometendo um grande erro.

Primeiro é necessário entender que toda pedra no seu caminho, seja ele profissional, pessoal, religioso, entre outros, por menor que seja esta pedra, ela estará lá por algum ou alguns motivos.

Nenhuma pedra em seu caminho surge do nada.

E acredite, TODOS os Motivos possíveis para aquela pedra se encontrar ali são Positivos.

Quem Transforma esta Experiência em algo negativo é a sua Mente, é você mesmo.

Em segundo lugar, perceba em sua Sabedoria, que a melhor atitude que você pode ter mediante uma pedra à sua frente, é parar por alguns instantes, se aquietar, se interiorizar e tentar descobrir qual o motivo desta pedra estar bem na sua frente.

Mas quais seriam estes motivos ?

Bem, existem alguns motivos mais óbvios, ou diria, mais abrangentes, como estas perguntas abaixo ilustram sobre a forma das pedras conversarem com você e lhe induzir a refletir sobre os motivos delas terem surgido.

Faça algumas destas perguntas, ou outras perguntas pertinentes à sua situação atual, toda vez que encontrar uma pedra que lhe bloqueie.

Por exemplo:

Eu realmente estou no caminho certo ?

Se chego a conclusão que não estou, então é chegado o momento de eu ampliar minha visão e enxergar novas possibilidades.

Se estou no caminho que considero certo e favorável para mim, porque, mesmo assim, esta pedra apareceu ?

Será que é porque preciso parar por alguns momentos e refletir sobre o que tenho que fazer após ter passado por ela ?

Eu estou realmente preparado para continuar seguindo este caminho, ou devo estudar mais, me aperfeiçoar mais, amadurecer mais ?

Será um teste para ver o quanto sou paciente e preciso ir um pouco mais devagar observando mais atentamente as coisas que acontecem ao meu redor durante o caminho, ou o quanto sou ansioso em desejar as coisas de forma imediata e saio atropelando tudo que para na minha frente ?

Será que foi algum inimigo que colocou esta pedra aí para me atrapalhar ?

Mas mesmo que tenha sido, devo entender que eu, de certa forma, permití isso, então ela se torna uma ocorrência positiva.

Será que é apenas o meu medo, a minha insegurança, minha baixa auto estima, minha falta de auto confiança, que está fazendo minha mente criar estas pedras, e na verdade elas nem existem, são ilusões da minha mente e do meu ego manipulador ?

Independente da forma que ela tenha surgido, ou a sua origem, na verdade isso pouco importa.

O que importa mesmo é que ela está lá, e está por um motivo, e assim se faz necessário sua parada temporária para analisá-la, pois se você optar por chutá-la, por exemplo, pode apostar que ela surgirá novamente à sua frente em algum outro ponto do seu caminho.

Sabendo que você precisa eliminá-la completamente e adquirir o aprendizado que ela contém, e acredite, é exclusivo pra você, pois cada pedra contém uma mensagem personalizada, sua melhor atitude é não fazer nada com ela.

Nem chutá-la, nem passar por cima, nem passar aos lados e muito menos pedir a Deus pra tirá-la de lá.

Assim que você analisar calmamente e conscientemente a situação, e descobrir o motivo de sua aparição, a pedra simplesmente rolará e deixará o caminho livre à você, sem um mínimo de esforço de sua parte, pois ela terá cumprido sua missão.

Assim, você poderá continuar a seguir seu Caminho ou optar por um outro caminho livremente, sem empecilhos, mas em qualquer das opções, uma certeza nascerá.

A certeza de que você é uma pessoa melhor, mais profissional e mais madura do que era, antes da pedra surgir !

"As pedras em seu caminho existem para seu Bem, para seu Melhor e para seu amadurecimento.

A Escolha em Transformá-las em um obstáculo que o fará desistir ou em uma Ponte que o levará à outra margem do rio, é toda...SUA !"


Abraço Iluminado.
Ricardo Prado
http://portalarcoiris.ning.com
http://saintgermanchamavioleta.blogspot.pt/2013/09/pedras-no-caminho-devo-chuta-las-ou.html