domingo, setembro 25, 2016

MUDE SEUS PADRÕES ALIMENTARES-Os Alimentos que Aumentam Nossa Frequência Vibratória

Uma alimentação natural e o mais desintoxicada possível, além de possuir um alto índice de nutrientes que permitem que as nossas células tenham um padrão perfeito de saúde e vitalidade, irão colocar o Corpo Físico em sintonia para as Ativações Ascensionais,pois a frequência energética do Planeta Terra estará sempre subindo daqui  e muitos problemas de Saúde se agravarão por conta disso se as pessoas não se concientizarem que precisam fazer mudanças e substituições urgentes.
ALIMENTOS ORGÂNICOS
Ao comer os alimentos, você absorve as energias neles contidas. Se o seu campo áurico necessitar dessa energia, ela vai ajudar o seu corpo e contribuir para a sua saúde. Não se esqueça de que os alimentos vão nutrir as suas células e se tornar parte de você. Para que um alimento seja saudável, ele precisa manter uma taxa de pulsação áurica que seja pelo menos tão elevada quanto a taxa de pulsação do campo de energia humano. Alimentos frescos e cultivados naturalmente sempre têm energias mais elevadas do que os que estão poluídos por pesticidas. Os alimentos cultivados organicamente contêm os padrões vibratórios das energias vitais de que precisamos para a nossa saúde. Os alimentos orgânicos são saudáveis, não apenas porque conservam o padrão energético normal do produto, mas também porque apresentam uma intensidade e uma taxa de vibração suficientemente elevadas para garantir a vida. Eles também contêm mais nutrientes naturais, como vitaminas e minerais.
As frutas e vegetais crus e cultivados organicamente afetam rapidamente o sangue de uma forma positiva. Frutas e vegetais crus fornecem micronutrientes e enzimas ativas que são poderosos catalisadores do sangue. O fluido existente no interior das células das frutas e vegetais orgânicos possui um elevado potencial zeta (carga negativa). O potencial zeta é a força que mantém o caráter individual dos bilhões de células que nutrem o organismo humano. Ele é que mantém nossas células sanguíneas circulando. Se o potencial zeta estiver baixo, as toxinas não podem ser eliminadas, os nutrientes não podem ser transportados até as células e todo o sistema entra em colapso.
No jardim zoológico de Copenhagen, os macacos estão fascinados com as bananas e outras frutas orgânicas – rejeitando os alimentos não orgânicos deixados nas gaiolas. “Os chipanzés sabem distinguir esntre frutas orgânicas e regulares. Se oferecemos bananas orgânicas e tradicionais, eles sistematicamente escolhem as orgânicas e comem com a casca. As bananas tradicionais, porém, eles descascam antes de comê-las”.
CLORETO DE MAGNÉSIO
Todos os vegetais crus naturais contêm um teor de magnésio pelo menos duas vezes maior que o de cálcio. Além disso, eles contêm pelo menos cinco vezes mais potássio do que sódio. O equilíbrio sódio/potássio controla a mobilidade do sangue por via do equilíbrio de cargas elétricas, ao passo que o equilíbrio magnésio/cálcio afeta a produção de hormônios que controlam a mobilidade desses íons para dentro e para fora dos ossos e tecidos moles. Esses hormônios podem afetar diretamente o equilíbrio do sangue; o  magnésio ajuda a remover o cálcio dos tecidos moles e a levá-lo para os ossos, que é o seu lugar. Quando existe mais cálcio do que magnésio, são liberados hormônios que retiram cálcio dos ossos e que o levam para os tecidos moles, onde o excesso de íons de cálcio destrói as células.
DIETA MACROBIÓTICA
Em seu livro, Macrobiotics Diet, Michio Kushi afirma: Por ocasião do bombardeio atômico de Nagasaki, em 1945, O Dr., Akizuki alimentava seu pessoal e seus pacientes com uma dieta macrobiótica rigorosa de arroz integral, sopa de miso e tamari temperada com molho de soja, wakame e outros vegetais marinhos, além de sal marinho; o consumo de doces e de açúcares era proibido. Em conseqüência, ele salvou todos os seus pacientes e funcionários enquanto muitos outros sobreviventes da cidade pereceram por causa da radio intoxicação.
COMIDA VIVA E CRUA E SEMENTES GERMINADAS
A luz é uma das maiores energias que movem o mundo. E, nesse sentido, o descobrimento das emissões biofotônicas significou um passo muito importante. Os fótons têm sido denominados “a luz das células”. Não é por acaso, são luzes débeis emitidas pelos organismos vivos, por meio dos quais se comunicam entre si.Todos os organismos vivos, incluindo as células, se comunicam através de campos eletromagnéticos, emitindo fótons que são captados pelo resto. Dessa maneira, graças à comunicação celular, se ativam as ordens para formar os órgãos dos organismos vivos. Trata-se de uma réplica a nível microscópico da comunicação.
O físico Fritz Popp que foi nominado ao Prêmio Nobel pelo descobrimento da luz fotônica celular ou biofotônica, isto é, os nutrientes vivos irradiam fótons. Essas pequenas partículas de luz aparentemente protegem o sistema imunológico e destroem células cancerígenas. Quando aquecemos os alimentos vivos, a irradiação se torna muito forte e depois cessa — os alimentos estão mortos.
É importante que a pessoa doente seja responsável pelo crescimento dos  seus próprios brotos e plantas verdes, porque receberá também a energia vital das plantas enquanto cuidar delas. Isto é parte fundamental da mesma terapia. A doença representa — de certa maneira e em graus diferentes — uma perda do desejo de viver. O contato com a terra e a vida em germinação é de grande ajuda para restabelecer a conexão profunda com a Vida. É possível observar bons resultados com adultos —e também crianças — depressivos, hiperativos, instáveis emocional e psiquicamente.
Há algumas décadas, foi demonstrado que as células do nosso corpo emitem os assim chamadosbiofótons. São minúsculas partículas de luz que trocam informação e estão presentes em todas as células vivas — portanto, também nos alimentos vivos. Quando uma célula morre, por exemplo, na panela, a luz apaga. Os biofótons não estão mais presentes. Talvez isso nos dê uma luz!
Ao nos alimentarmos de alimentos cozidos, há um aumento dos glóbulos brancos após a refeição — como se tivéssemos ingerido veneno. Nosso sistema imunológico, neste caso, está ocupado de manhã até a noite enfrentando os tóxicos que introduzimos com a alimentação aquecida, em vez de se defender contra germes e destruir células cancerígenas.
“Quando você vai fazer exame de sangue, deve ficar em jejum, porque se tomar café com leite e pão com manteiga, o exame acusará um aumento de 11 mil vezes nos leucócitos, que constituem nosso sistema de defesa. Como o corpo vai se defender dessa maneira se eu não o ataquei? Acontece que o corpo entende como uma doença aquele café com leite e pão com manteiga. E, dessa forma, você aumenta 11 mil vezes os leucócitos no café da manhã, no lanche, no almoço e no jantar, produzindo 44 mil leucócitos por dia sem precisar. Toda a nossa energia vital é utilizada na possibilidade de nos manter vivos, sobreviventes, mas não de nos desenvolver como humanos. A nossa espécie poderia viver até 400 anos, mas sequer conseguimos pensar nisso, pois temos que sobreviver aos venenos e ataques”, explicou Ana Branco.
È importante a temperatura dos alimentos que ingerimos, porque a temperatura pode fazer a diferença entre vida e morte, entre os alimentos vivos (crus) ou mortos (cozido).  A temperatura de nosso corpo é de aproximadamente 37ºC. Se a temperatura de algum ente querido sobe acima de 40ºC, ficamos muito preocupados e com razão. À temperatura de 42ºC, as células do nosso cérebro começam a morrer e, quando a temperatura interna chega a 43ºC, a pessoa geralmente morre!
“no computador, para que se armazene informação, é necessário um chip. Se eu pego o chip do computador, coloco dentro de uma panela e acendo fogo baixo, a primeira coisa que se rompe é uma molécula de água contendo silício. Se eu retornar com esse chip para o computador, constatarei que não há mais qualquer informação gravada, pois o silício só funciona enquanto estiver envolto pela molécula de água. A tecnologia se utilizou dessa informação aprendida com a natureza.
Dentro desta semente de trigo que vocês têm nas mãos e de todas as sementes que estão na terra, há silício envolto por molécula de água. Se eu cozinho essa semente, a primeira coisa que se rompe é a informação. Ela deixa de ser um biochip”, explicou Ana Branco.
Quando você germina as sementes e os brotos, amplia-se o valor nutritivo em 20 mil vezes. Se havia um de ferro, agora haverá 20 mil de ferro. Se havia um de cálcio, agora haverá 20 mil. Toda a discussão a respeito da fome no mundo fica comprometida com essa informação. Aquela quantidade que nós comíamos é completamente desnecessária pela modificação da qualidade do alimento. A semente germinada decompõe todas as proteínas, amidos, carboidratos, gorduras e aminoácidos, que nosso corpo passa a absorver rapidamente, alcançando a alcalinização e, conseqüentemente, a revitalização.
Uma mensagem dos Templários da Nova Era:
“Grandes transformações também na área da vossa alimentação são as Sementes de Luz, que logo serão descobertas; pequenos grãos, pequenos frutos com enorme quantidade de tudo o que necessitareis para serdes absolutamente saudáveis. Não vos esqueçais da fundamental importância da água em vossos corpos. Ela alimenta, cura, limpa, transmuta. Bebei água suficiente para vos sentirdes saciados, plenos.”

CHÁS AROMÁTICOS
Você poderá usá-los na substituição do leite, são várias ervas disponíveis e que ainda ajudarão  a melhorar sua saúde.A Camomila, Erva-Doce, Capim Cidreira são ótimos para substituir o leite, poderá usá-los separados ou misturados que ficam muito gostoso e saboroso.O Chá Branco, Chá Verde, Carqueja, Boldo, Ipê Roxo, Unha de gato são ervas medicinais,  ótimos para a saúde, embora seu gosto seja um pouco amargo.  É bom conhecer as qualidades de cada erva e sempre que puder incluí-los em sua dieta alimentar. Existem muitas ervas medicinais que poderão usar sem problemas dos efeitos colaterais.
VINAGRE DA MAÇA
O vinagre de maçã natural é altamente diurético, ajuda na eliminação do excesso de líquidos. Possui qualidade antioxidante, antiinflamatória e antibiótica excelentes. O vinagre de maçã natural controla o equilíbrio do pH do sangue e da pele;é natural ,tem propriedades muito parecidas com a química do suco gástrico secretado pelo estômago, e por isso, capaz de matar bactérias nocivas à saúde, facilitando a digestão. Médicos naturalistas recomendam que se faça uso de duas colheres das de sopa de vinagre de maçã natural misturado à água antes ou após as refeições regularmente, para evitar intoxicações alimentares, ou deter um processo de intoxicação em andamento. Umas das razões da vitalidade do vinagre de maçã, é que ele associa minerais ao potássio: fósforo, cloro, sódio, magnésio, cálcio, enxôfre, ferro, flúor, silício e traços de diversos outros. Alguns cientistas como o médico Pires Van Koek atribuem ao vinagre de maçã natural qualidades medicinais miraculosas para a saúde e o recomenda para pessoas que desejam voltar ao seu antigo peso de uma forma natural, e também para a regularização de todas as funções orgânicas deficientes, principalmente devido a uma dieta antinatural. Então, não é novidade que o vinagre de maçã natural tenha conquistado a fama de ser um excelente nutriente, fortificante, depurador do sangue, rejuvenescedor do organismo e excelente emagrecedor. Atualmente há pesquisas sobre a ação do vinagre de maçã natural em doenças mais graves ainda, com resultados surpreendentes e positivos.
CHÁ VERDE
Também está comprovado que o chá verde ajuda a diminuir as taxas de colesterol e ativa o sistema imunológico. A Sociedade Brasileira de Médicos Antroposóficos vai mais além e defende que consumir chá verde regularmente ajuda a prevenir alguns tipos de câncer, artrose, aterosclerose e outras doenças degenerativas. As virtudes do chá verde na prevenção do câncer vêm do fato de que ele é rico em bioflavonóides e catequinas, que são substâncias que bloqueiam as alterações celulares que dão origem aos tumores. Pesquisadores acreditam, ainda, que o hábito de beber chá em vez de café é um dos fatores responsáveis pelo menor índice de infarto em países do Oriente. E como se não bastasse, comprovou-se também que as substâncias presentes no chá verde ajudam a prevenir cáries, têm ação antiinflamatória e antigripal, ativam o sistema imunológico e regeneram a pele. E isso está acontecendo com o chá verde (também conhecido como banchá), considerado atualmente um aliado da saúde por ser rico em flavonóides – substâncias antioxidantes que ajudam a neutralizar os radicais livres, responsáveis pelo envelhecimento celular precoce.
CLORELLA
Trata doenças degenerativas e as infecções de um modo geral. Trata a obesidade e faz emagrecer. Fortalece o Sistema Imunológico. Normaliza a digestão e funções intestinais. Regenera a pele, combatendo cravos, acne, estrias, celulites e rugas precoces, dando ao corpo um aspecto mais jovial. Remineraliza o organismo e trata crianças anêmicas, descalcificadas e doentes, podendo ser dado para bebês de colo. Trata e regenera as glândulas endócrinas. A clorella é a mais completa forma de vida, em termos de aminoácidos, dentre todos os seres vivos que contém proteínas. Contém cerca de 60% de proteínas e é capaz de produzir 50% mais proteínas do que qualquer outro ser vivo.Seus efeitos de equilíbrio nutricional e normalizador no organismo humano se manifestam como poderoso desintoxicante de toxinas alimentares e medicamentosas, inclusive, por metais pesados. Restaura tecidos danificados (contusões, perda de tecidos, fraturas e cirurgias) . Protege contra radiações solares e atômicas. Trata e previne a desnutrição, o estresse, as síndromes da fadiga crônica, da desmotivação, do pânico e da estafa.ESTÉVIA (Stevia rebaudiana):
Planta originária da região de Cerro Cora, no Paraguay; devido à grande utilidade da mesma como complemento nutricional para o Pâncreas, regenerando-o e estimulando-o à produção de insulina, infelizmente, caiu no domínio da picaretagem e falsificação. Se encontra em qualquer drogaria, em forma de um pó branco, composto geralmente de ciclamatos, sacarina ou aspartame e manitol, o que é uma falsificação infame de um povo que se diz civilizado e amante daquilo que chamam de “científico”. Das folhas da estévia se prepara um chá com propriedades antidiabéticas comprovadas cientificamente. É importante que o leitor compreenda que não existe estévia em forma de pó branco, e eu não entendo como o Ministério da saúde pode regulamentar produtos de tão grosseira e criminosa falsificação, que servem apenas para engordar contas bancárias de multinacionais inescrupulosas. Falsificam estévia, ginseng, pfáffia paniculatta (Kuntzé), confrei, e por aí afora… Usado para emagrecer, a estévia é um adoçante sem calorias que não altera as taxas glicêmicas do sangue. A estévia é um pó escuro, resultado da desidratação e moagem das folhas das plantas. Além de regularizador glicêmico, a estévia ativa as funções do metabolismo, combate a prisão de ventre, a fadiga, e a depressão orgânica; atua no sistema Vascular, reduzindo a pressão arterial; é excelente calmante e adoçante natural, substituindo o açúcar.
Observação;-
Devemos incluir na nossa alimentação os alimentos descritos abaixo, pois são fontes de vitaminas e minerais naturais, além de possuírem muita energia e vitalidade favorecendo nossas células e o DNA, permitindo assim que a vossa frequência energética aumente e o vosso gradiente de Luz  brilhe cada mais:
   • Stévia – substituto do açúcar; Semente de Linhaça; Semente de Girassol; Clorella; Farinha Integral – substituta da farinha branca; Quinoa; Castanha do Pará; Nozes, Amêndoas; Cacau em Pó; Suco de Limão; Semente de Damasco; Pólen de Abelhas; Alho; Ginseng; Queijo tofu
GRATIDÃO
Antes de comer, faça um pouco de meditação, colocando as mãos sobre os alimentos para transmitir-lhes energia e sincronizar-se com eles. Visualize-os nutrindo você. Agradeça pelos alimentos que está ingerindo. Então, ao comer, siga o alimento por todo o sistema digestivo, até a penetração nas células. Isso o ajudará a apreciá-lo.
ALGUMAS MUDANÇAS POSITIVAS QUE TODOS PODEM FAZER 

Vocês têm que mudar os hábitos de freqüentarem ambientes contaminados, mudando dessa forma, toda a estrutura vibracional de vocês no aspecto energético e emocional. Passar várias horas por semana num ambiente bem preservado irá ajudá-lo a restabelecer o equilíbrio entre o seu campo áurico e as energias da Terra. Isso é necessário para a plena saúde.
SOL
O sol carrega o campo áurico diretamente, depois que estiver recarregado, você na verdade passa a necessitar de apenas uns vinte minutos de luz solar por dia para manter uma boa carga de energia.
Se soubéssemos aproveitar e tirar proveito da natureza de forma sábia não teríamos mais doenças, a energia do Sol está aí, a energia da Terra, a energia das sementes germinadas, cheias de fótons de Luz viva, a alimentação crua, tudo está ao nosso favor e não percebemos, “estamos com a faca e o queijo nas nossas mãos” e ainda assim delegamos nosso poder de decisão a terceiros: médicos e governos. Estamos ajudando a sustentar uma sociedade em decadência, onde só tomamos uma atitude se for vinculada na mídia. Precisamos exercer nossa autonomia, porque se não mudarmos agora , os outros mudarão por nós.MAR
O mar também carrega energia do ar. O ar úmido e salgado carrega o campo áurico e ajuda a eliminar as freqüências vibratórias demasiado babas para manter a vida. Caminhar ao longo da praia faz o campo áurico se expandir. As vezes, o campo tem o seu tamanho duplicado e prolonga-se por sobre a água.O ar salgado carrega e purifica esse campo, e vinte minutos de natação na água salgada purificam profundamente o velho muco estagnado que porventura tenha se acumulado durante os longos meses de inverno. Alguns dias dessa atividade fazem um grande bem para a saúde do seu campo áurico.CACHOEIRAS E LAGOS
Lagos tranqüilos nos transmitem grande sensação de paz, aliviando as tensões ou as pulsações irregulares no nosso campo, causadas pela tensão da vida moderna. As pulsações áuricas da água corrente ampliam o campo áurico, fazendo com que ele pulse mais rápido e de uma forma uniforme e saudável. A energia áurica nas proximidades de uma queda d’água é enorme: Galhos de árvores quebrados próximos a essa fonte de energia vivem durante muito mais tempo do que viveriam sem essa energia.OBJETOS DOS OUTROS
Talvez você esteja doente por usar objetos que pertenceram a outras pessoas cujas energias não são compatíveis com as suas. Para prevenir isso, caso tenha ganhado ou herdado uma jóia, deixe-a mergulhada durante uma semana em água gelada. Use quatro colheres de sopa de sal marinho para um litro de água. Se possível, deixe exposta ao sol a solução com o objeto.JÓIAS E CRISTAIS
Se você usar jóias ou cristais certifique-se de que eles estejam dentro da faixa de vibrações saudáveis do seu campo. Para fazer o teste segure-os firmemente e sinta o efeito que eles produzem sobre a sua mão. A energia deles lhe parece leve ou pesada? Dura ou macia? Ela perfura o seu campo ou tem um efeito suave e tranqüilizante sobre a sua parte exterior? Eles o recarregam com os tipos de energia de que você precisa ou retiram energia do seu corpo pelo fato de suas vibrações serem demasiado lentas para você? Para descobrir em que parte do corpo você se sente mais à vontade usando essas jóias ou cristais, coloque-os em diferentes regiões ao mesmo tempo que vai sentindo-lhes as energias. Você se sente bem ao usá-los? Talvez você tenha necessidade de uma determinada cor no seu campo áurico. Pergunte a si mesmo com que propósito você está usando esse cristal. Repita esse procedimento com os seus cristais, jóias e adereços.
ACUNPUTURA
A acupuntura é um dos melhores métodos de que a medicina dispõe para auxiliar o sistema imunológico. Antigamente a acupuntura era usada como medicina preventiva e o praticante era considerado um fracasso se o paciente adoecesse. Se o sistema meridiano for mantido em equilíbrio e a energia (ch’i) fluir por todos os canais determinados, o corpo ficará forte o bastante para se defender de qualquer invasão. A acupuntura na região da aura é especialmente eficaz por estimular os órgãos. Nosso corpo está sob constante de poluentes do meio ambiente; assim é importante que se mantenha contato com o sistema imunológico o tempo todo.
FITOTERAPIA
A Fitoterapia é uma terapêutica caracterizada pela utilização de plantas medicinais em suas diferentes formas farmacêuticas, sem a utilização de substâncias ativas isoladas, ainda que de origem vegetal, cuja abordagem incentiva o desenvolvimento comunitário, a solidariedade e a participação social.
As plantas medicinais têm sido a base dos principais produtos para a saúde desde a Antigüidade, endossada pelos dados da Organização Mundial de Saúde, de que 80% da população mundial utiliza estas plantas ou preparações destas no que se refere à atenção primária de saúde. O reconhecimento de seu valor como recurso clínico, farmacêutico e econômico tem crescido progressivamente em vários países, os quais vêm normatizando e legislando acerca dos diferentes critérios de segurança, eficácia e qualidade que devem envolver esses produtos.
AYURVEDA
A medicina Ayurvédica une os conhecimentos de uma filosofia milenar que não exclui o homem em sua essência. A Ayurveda faz a leitura do todo. A Ayurveda tem técnica diferenciada que faz diagnóstico imediato com técnica diferenciada, utilizando pulso, língua e olhos. Dr. Deepack Chopra trata dos seus pacientes com Câncer utilizando a medicina Ayurvédica em sua clínica nos EUA, obtendo resultados fantásticos, a remissão é quase que total. Na Ayurveda consegue-se identificar a causa das enfermidades e tratar com remédios à base de elementos naturais, meditação, exercícios.
Fonte;Autora- Solange C. Ventura-www.curaeascensao.com.br

ALGUNS EXEMPLOS DE TERAPIAS ALTERNATIVAS  Á MEDICINA CONVENCIONAL,PARA ESTUDO E CONSULTA

Fonte: https://portal2013br.wordpress.com/2016/07/29/mude-seus-padroes-alimentares-os-alimentos-que-aumentam-nossa-frequencia-vibratoria/

segunda-feira, setembro 19, 2016

CHAVES PARA O AUTOCONHECIMENTO E A CURA-Vidas Passadas ou Hologramas?

O FALSO ENTENDIMENTO SOBRE AS VIDAS PASSADAS-Por Rodrigo Romo
Aqui temos um aspecto diretamente influenciável pelas nossas crenças na questão de memória celular e padrões mentais, que se aplica no falso entendimento de vidas passadas. Pela experiência que tenho em terapias, pude constatar que muitas pessoas possuem, holográficamente inseridos, parâmetros de encarnações que não são dela, mas que criam uma condição cármica na sua estrutura psíquica e emocional.Quando a pessoa acredita em determinada encarnação, ela assume o carma completo desse contexto encarnacional, seja ele bom ou ruim. Muitas pessoas que buscaram, através de oráculos ou regressões a vidas passadas e acessaram esses hologramas ou até mesmo a realidade, acabaram ancorando definitivamente em suas vidas presentes os registros cármicos e dármicos dessas encarnações.
A questão é que, na maior parte, essas encarnações não são reais mas implantes de memória para prender as pessoas na realidade terrestre encarnacional. Isso insere uma gama de obrigações e de carma que essa realidade sustentou no passado, se conecta diretamente ao subconsciente dessas pessoas e passa a ser ativo na sua vida presente, o que inclui obsessores, doenças, ou mesmo aspectos positivos, o que nem sempre ocorre. Muitas pessoas, na sua ânsia interna de poder, vaidade ou mesmo curiosidade, buscam saber o que foram em vidas passadas, porém não existe uma garantia que as regressões estejam acessando um registro verdadeiro, assim como a vidência de uma pessoa, pois esses registros podem ser captados de um obsessor muito próximo a essa pessoa, um holograma.
Os implantes geram esse holograma, que entra na frequência psíquica da vidência das pessoas com muita facilidade, fazendo com que enxerguem vidas ou situações que nunca existiram para essa pessoa; porém, quando você aceita isso como a sua verdade, toda a carga cármica que essa realidade gera fica atrelada permanentemente à sua pessoa, ampliando ainda mais a sua rede de obrigações na Terra com o umbral e os clones de controle.As vidas passadas ou paralelas existem, porém a sua interação com a nossa realidade presente é muito relativa, pois as informações estão armazenadas no corpo causal de forma a servirem de base para correção de eventuais desvios de personalidade e ações em relação ao reto viver e reto agir. Normalmente, voltamos a encarnar para ter experiências que nos ajudem a evoluir e a corrigir atitudes desarmônicas em nossa jornada.
Mas as programações dos nossos dogmas, que se baseiam em nossos elementais e nos miasmas que codificamos, são os mecanismos que nos mantêm presos a situações repetitivas de sofrimento. O correto seria que as nossas vidas passadas fossem um livro aberto para todos nós, para que aprendêssemos a viver mais harmônicos e a entender o nosso carma de forma a superar os obstáculos, mas isso não ocorre, pois estamos dentro de uma prisão holográfica de sofrimento, onde a nossa divindade foi-nos removida pelas crenças aceitas.Normalmente, uma vida passada real ativa memórias muito fortes nas reações emocionais e endócrinas, gera o processo de bilocação que é você se transportar de uma realidade para a outra de forma automática e voltar a perceber os ensinamentos que devem ser corrigidos na vida atual. Esse processo é muito interessante e normalmente não ocorre com os hologramas, que são apenas informações muito sutis, como se você estivesse vendo um filme em câmera lenta ou até mesmo em tempo real, mas esse filme não gera sensações e nem experiências reais, com as quais você sente detalhadamente; fica mais como uma memória reprimida na mente. Diferenciá-las é bem difícil, pois requer muita serenidade e meditação para poder diferenciá-las.
Quando falamos em vidas passadas também entramos na questão de memória celular na linha temporal, o fluxo das memórias se projetando pelo tempo na linha hereditária familiar e no aspecto espiritual. Os nossos guias pessoais, que na maior parte das vezes são entidades relacionadas à nossa linha familiar de vidas passadas, estão presentes no pano astral, motivo pelo qual às vezes é muito mais fácil um vidente captar a energia desse amparador e acreditar que é a nossa vida passada, pois, como amparador, o seu campo eletromagnético está muito presente em volta do nosso campo áurico. Esse processo é bastante comum e gera confusão quando se busca definir uma vida passada de um indivíduo, através de mediunidade ou dos oráculos convencionais.

Todos nós carregamos a memória celular de vidas passadas em nosso inconsciente de forma a manter uma codificação a ser corrigida à medida que despertamos para novos parâmetros de vida e de conduta. Os elementais que geramos nas vidas passadas representam a bagagem de miasmas codificados em nossa matriz genética, na fita dupla no DNA. Quando um holograma é acoplado, essa memória passa a determinar um mecanismo concentrado de sofrimento e de repetição dos miasmas de forma intermitente na vida das pessoas, criando os mecanismos que obrigam as pessoas a voltarem a encarnar, seguindo os mesmos ciclos negativos do passado. Esse processo gera condições para que entrantes se mantenham sempre próximos dessas pessoas, para que possam controlar as suas vidas e ao mesmo tempo estudar os processos endócrinos e vitais no decorrer do processo.
A nossa memória não consegue definir o que é real e o que é um holograma, pois ela pode ser enganada através de informações subliminares. Atualmente, nas pesquisas mais modernas já se fala na condição de penetrar nos sonhos de umas pessoas e inserir ou extrair memórias da mesma. Isso é um exemplo do que já se pesquisa e tem sido ventilado para a mídia, nos patamares mais internos das pesquisas com o poder da mente. E já é possível o desdobramento psíquico na linha do tempo com a capacidade de intervenção nos acontecimentos.
Texto extraído do livro “Miasmas e Elementais – A Estrutura Eletromagnética do Pensamento” de Rodrigo Romo. 
 fonte – http://www.rodrigoromo.com.br/
Todos os direitos reservados.
***********************************************************************************************************************
PROVAS DE REENCARNAÇÃO DOCUMENTADAS
Gus Ortega (Colorado-EUA)
Gus Ortega diz ter sido seu avô. Ele começou a falar isso quando tinha 18 meses e fez muitas declarações bem específicas. Este é um dos mais convincentes casos de reencarnação e é investigado por Jim Tucker, professor de psiquiatria da Universidade da Virgínia.
Gus afirma ser seu avo Augie, morto em 1993 por um derrame. Ele tinha uma loja, vendia de tudo e amava a sua família, mas nunca conheceu seu neto Gus, que nasceu 1 anos após a morte sua morte.
Com um ano e meio, Gus disse para seu pai enquanto ele trocava sua fralda: “Quando eu tinha a sua idade, eu trocava a sua fralda”. É claro que ele ficou perplexo.
Um dia, seu pai trouxe fotos antigas para casa e mostrou ao filho. Algo extraordinário aconteceu: seu filho apontou para uma pessoa na foto e disse
“Oh… esse sou eu!”. Como ele poderia saber? Gus se lembrou de episódios da vida do avô das quais seu pai mal se lembrava….
Ian Hagedorn (Flórida-EUA)
Jim Tucker estuda muitos casos de reencarnação, e um caso especial. Há poucos casos americanos com marcas de nascença junto com lembranças. São incomuns, mas existem.
Ian Hadedorn, de 6 anos, mora em Pensacola e é filho de Maria Hagedorn. Ele diz ter sido um policial em Nova York morto com um tiro. Sua lembrança diz que uma noite entrou em uma loja e lá havia bandidos que o mataram com um tiro. Este policial seria o pai de sua mãe! Agora vem o interessante…
Ian sofre de uma rara doença do coração e quando se esforça demais desmaia. Ele já fez 6 cirurgias antes de fazer 4 anos. Sua artéria pulmonar foi gerada com defeito, fazendo seu coração não se desenvolver do lado esquerdo.
Vamos ver como seu avô morreu. Maria conta que ele era policial e quando entrou na Rádio Shack sabia que havia algo errado. Dois homens tiraram uma metralhadora do casaco e a apontaram para o gerente. Seu pai disse: “Largue as armas, é a polícia.” e alguém atirou nele quando disse isso. Na autópsia, a causa da morte foi uma artéria pulmonar rompida causada por um tiro. A mesma artéria que faz Ian sofrer atualmente!
Mas algo ainda mais estranho aconteceu. Maria diz que com 3 anos, Ian estava fazendo bagunça e ela disse para ele parar senão iria apanhar, e então ele disse: “Quando você era pequena e eu era seu pai, você fez muita bagunça e nunca bati em você.” É claro que ela ficou pasma! E então Ian começou a falar mais e mais sobre o avô, convencendo a todos de que é ele reencarnado. A correlação entre a doença e a morte do pai, é uma evidência muito forte.
Dilukshi Nissanka (Sri Lanka)
O Sri Lanka é um país de maioria budista e de lá vem muitos e talvez os melhores casos de reencarnação. O caso de Diluskshi Nissanka talvez seja um dos mais fantásticos. É estudado pelo Prof. Erlendur Haraldsson da Univ. da Islândia. Diluskshi falou de uma vida passada durante 3 anos, onde ela persistia e repetia a mesma história sem parar. Ela chocou os pais quando disse que não era filha deles. Disse ter outros pais em outro lugar e que morou em um lugar perto de Dambulla, local a 6 horas de viagem, onde havia um rio, e que caiu de uma ponte que passava sobre ele e morreu.

Para a família de Nissanka, suas lembranças são dolorosas. Sempre que falam disso, fica claro que Nissanka não se sente parte da família. É ainda mais difícil para sua mãe.”Ela começou a falar da outra vida na escola Montessori, que seu templo ficava em outro lugar. Quando comiamos e iamos dormir, ela falava de sua outra vida. Eu me senti muito mal, ela só falava de sua outra família.” diz Kashuriarachi, mãe de Diluskshi.”Fiquei tão irritado com ela que bati nela uma vez.” diz Siriwardana, pai de Diluskshi Um jornalista ouviu o caso e sua história foi publicada no jornal. Logo a família recebeu uma carta de um senhor chamado Ranatunga, que reconheceu Diluskshi como sendo sua filha morta.
Os Nissankra fizeram uma viagem de 6 horas até Dambulla para encontrar esta família. No caminho, Diluskshi reconheceu o local e guiou o motorista para a casa onde sua antiga família morava. Foi um encontro emocionante e sempre Diluskshi fica bem mais a vontade nesta família.
Shiromi, a filha de Ranatunga, tinha 6 anos quando morreu afogada ao cair da ponte.
De 20 declarações dadas por Diluskshi, 12 se encaixam muito bem e são bem específicas. No vídeo abaixo, chamado “Histórias de Vidas Passadas” você pode ver mais detalhes sobre o caso de Gus Ortega, Dilukshi Nissanka e Ian Hagedorn.
Cameron Macaulay (Escócia)
Um dos melhores casos de reencarnação já estudado. Foi inclusive episódio da série Histórias Extraordinárias, exibido no Discovery Channel. Também é estudado por Jim Tucker, professor de psiquiatria da Universidade da Virgínia. Eu ia escrever sobre ele, mas resolvi copiar o ótimo texto escrito por Giordano Cimadon da Sociedade Gnóstica sobre o caso. Segue:
Como uma típica criança de seis anos de idade, o pequeno Cameron Macaulay gostava muito de fazer desenhos. Um de seus preferidos era o de uma casa de um único pavimento, com a fachada toda branca, localizada em uma baía. Quando sua mãe perguntou que casa era aquela, a resposta de Cameron fez com que um arrepio corresse ao longo de sua espinha.
O menino respondeu que aquela era a sua casa, e que ele vivia ali com sua antiga mamãe, numa região situada em Barra, uma ilha escocesa, a uma distância de 260 quilômetros de seu lar atual. Cameron estava convencido de que tinha vivido uma vida passada, e parecia estar muito preocupado que sua antiga família pudesse estar sentido a sua falta.
Depois do susto, sua mãe recordou que desde que aprendeu a falar, Cameron costumava contar aventuras infantis vividas naquela ilha. Mas a partir do momento em que ele passou a fornecer detalhes sobre a casa em que estas aventuras aconteceram, muitas outras memórias vieram à tona. Cameron descrevia sua antiga família, seus irmãos e irmãs, chegando até mesmo a contar como seu antigo pai tinha morrido.
No início, a família tratou estas narrativas como sendo parte de uma imaginação fértil de criança. Contudo, em determinado ponto, o pequeno Cameron começou a apresentar sinais de tristeza e sofrimento, reclamando por estar separado de sua família de Barra.
Certo dia, a professora de Cameron chamou seus pais para uma conversa. Disse a eles que o menino se queixava muito da ausência dos pais e dos irmãos. Além disso, sentia muita falta de brincar nas pedras da praia e reclamava que sua casa atual tinha apenas um banheiro, enquanto a casa de Barra tinha três.
Desde então não parava mais de falar sobre a ilha e o que tinha experimentado ali. Contou como costumava observar os aviões pousando desde a janela de seu quarto. Chegou mesmo a dizer que seu pai se chamava Shane Robertson, e que ele tinha morrido porque não tinha olhado para os dois lados, possivelmente se referindo a um atropelamento.
Não demorou para que uma equipe de pesquisadores, entre os quais estava Jim B. Tucker, professor de psiquiatria da Universidade da Virgínia, encontrassem o menino, e o convidassem a ir a Barra para conhecer seu antigo lar. Ao receber a proposta, a mãe de Cameron ficou assustada, pois sua família rejeitava a tese de uma vida passada. Mas o menino ficou tão excitado que não conseguia parar de pular de alegria.
Reencarnacao de Cameron
Quando o avião pousou na baía de Cockleshell, Cameron perguntou para sua mãe: “O meu rosto está brilhando?” E a mãe respondeu: “Por que você está perguntando isso meu filho?” E Cameron disse: “Porque eu estou muito feliz!” Da janela ele apontava para a praia e dizia: “Agora vocês acreditam em mim?” E quando desceu do avião, jogou suas mãos para o alto e gritou: “Estou de volta!”
Já no hotel, a família de Cameron e a equipe de pesquisadores partiram em busca de pistas sobre o passado do garoto. Quando localizaram a casa branca na baía (na foto ao lado), dirigiram-se imediatamente para lá, mas sem contar nada para Cameron. Ao chegar na frente da construção, Cameron a reconheceu no mesmo instante. Mas algo mudou em sua expressão.
Cameron parecia triste enquanto andava pelo interior da casa, como se sentisse falta de alguma coisa. Talvez ele estivesse esperando que, ao entrar em casa, sua mãe estivesse ali para recebê-lo, exatamente como ele se recordava. Parecia conhecer todos os seus detalhes, e não demorou para que encontrassem os três banheiros que ele já tinha mencionado para sua professora.
Os pesquisadores levaram a família de Cameron para conhecer um membro da família Robertson. No entanto, ele não foi capaz de fornecer quaisquer informações a respeito de Shane, sua mulher e seus filhos. Ainda assim, ao ver fotos antigas de família, Cameron reconheceu um carro preto, e um cachorro preto e branco, dos quais ele já tinha falado diversas vezes.
Para a família de Cameron, a viagem à Barra representou um verdadeiro alívio. Ninguém mais desconfiava que Cameron estivesse inventando coisas, e o menino se tornou mais calmo, não sentindo mais a tristeza que tanto o aborrecia. Nem todas as respostas foram encontradas, e a maior certeza de todas, ao menos para Cameron, é que a morte não é o fim, mas um novo início.
James Leininger (Estados Unidos)
James Leininger era uma criança que gostava de brincar somente com uma coisa: aviões e somente aviões. Não adiantava o brinquedo que seus pais Andrea e Bruce lhe davam para brincar, ele só queria aviões. Só que com 2 anos, tudo mudou. Ele começou a ter pesadelos terríveis relacionados à aviação de guerra. Sua mãe o acordava enquanto ele gritava coisas como: ”avião atingido em chamas; o homem pequeno não consegue sair.”
Um vídeo gravado pelos pais, mostra James com 3 anos passando por um avião como se estivesse fazendo uma verificação pré-voo. Os pesadelos não passavam e seus pais procuraram a terapeuta Carol Bowman, dedicada ao estudo do fenômeno da reencarnação, que trabalhou o caso e conseguiu trazer a memória do menino diversas lembranças. Ele detalhou que era um piloto de caça e que seu avião, um Corsair que vivia tendo seus pneus esvaziados, havia sido atingido em cheio no motor direito pelos japoneses em Iwo Jima.
A Reencarnacão de James
James ainda contou ao pai que ele tinha decolado de um navio chamado Natoma, e que tinha voado algumas vezes com alguém chamado Jack Larson. Depois de alguma pesquisa, Bruce, o pai de James, descobriu que o Natoma e Jack Larson eram reais. O Baía Natoma era um pequeno porta-aviões no Pacífico, e Larson morava no Arkansas.
Seu pai ficou obcecado e descobriu que o único piloto da esquadra morto em Iwo Jima se chamava James M. Huston Jr. e tinha 21 anos, morto em 3 de março de 1945. Ele passou então a acreditar que seu filho era a reencarnação de James M. Huston Jr., e que ele tinha voltado porque havia algo a ser terminado. O casal Leininger resolveu escrever uma carta para a irmã de Huston, chamada Anne Barron, contando a história do menino. E diante de tantos detalhes, que de modo algum ele poderia saber, ela também passou a acreditar.
Apesar dos céticos, este tem sido considerado o caso mais documentado de reencarnação já estudado e a história é tão atraente que virou livro: “A Volta” (Editora BestSeller, 320 pág.), escrito a seis mãos pelos pais Bruce Leininger e Andrea Scoggin Leininger e pelo romancista Ken Gross.
OBS;Reparou que nos casos estudados de reencarnação, a maioria dos reencarnados morreu de forma violenta, inesperada e repentina? Outro dado interessante. Todos os que se lembram de vidas passadas são crianças. Sabe o por que? Porque condicionamentos culturais ainda não bloquearam esta classe de memória.
**************************************************************************************************************************

Divulgação: A Luz é Invencível
A “Luz é Invencível” tem por norma não publicar links que não estejam ligados ao texto postado.Pedimos a compreensão de todos, e para qualquer dúvida, temos nossa caixa de sugestões onde todos podem livremente fazer suas colocações que serão arquivadas para consultas posteriores.
Nós agradecemos a compreensão de voces.



Fonte: https://portal2013br.wordpress.com/2016/07/20/chaves-para-o-autoconhecimento-e-a-cura-vidas-passadas-ou-hologramas/