domingo, março 31, 2013

EL FLOTADOR DE LA FIBROMIALGIA




En cualquier momento podemos pedir a nuestros ángeles y guías que nos ayuden a ver, escuchar y sentir en otras dimensiones, como seguramente lo hacíamos de pequeños. Casi siempre lo que debe limpiarse sube de inmediato a la superficie, lo viejo, que rebosa de emociones de baja frecuencia (remordimientos, celos, rabia, culpa, lamentos, amargura, vergüenza…). Así vamos pelando las capas de la cebolla. Sin olvidar las creencias y patrones de comportamiento sobre los cuales se han construido estos bloqueos. En la ascensión debemos ser capaces de mover la conciencia de una dimensión a otra, de una realidad a otra, y eso no es posible si mi manera de pensar y mis creencias no se transforman radicalmente. ¿Quién o qué empuja hacia la pantalla de la conciencia todos esos comportamientos y pensamientos desequilibrados, para que realicemos una limpieza a fondo?
Por un lado está el alma, el yo superior, y por el otro el niño, o niña, interno que nos ayudan en este trabajo y nos empujan hacia sucesos que manifiestan el miedo, las limitaciones, los traumas o las costumbres que hemos de reconocer y transformar. Así limpiamos el cuerpo emocional, e inmediatamente el cuerpo físico se libera de los bloqueos que tantos problemas emocionales habían inscrito en sus órganos, sistemas y articulaciones. Además el adn se re codifica para absorber más luz y sostener un nivel mayor de conciencia. Por eso el trabajo emocional es imprescindible para ascender. Es el tiempo en que todo molesta y surgen un sinfín de alteraciones musculares, dolores de cabeza, cambios bruscos de peso, pérdida de memoria, alteraciones del sueño, problemas intestinales, alteraciones nerviosas, etc.
Lo increíble es que los llamados síntomas de la ascensión coinciden mucho con dos enfermedades recientemente descubiertas que son la fibromialgia y la fatiga crónica, ambas relacionadas con el sistema endocrino y por tanto con la producción de hormonas en el cuerpo que son las que ordenan la actividad celular. Cuando hay deficiencia hormonal las células alteran su manera de comportarse y surgen las dificultades, incluidas las dificultades emocionales como angustia, ansiedad, depresión, tristeza… Cuando en la limpieza de la sombra se disparan miedos profundos y suben a la superficie las memorias reprimidas, se produce un estrés de las glándulas endocrinas que trastoca toda la producción hormonal. Así que la idea de que según avanzas por el camino espiritual estás más sano y eres más feliz es solamente una creencia sin sentido, por lo menos hasta que atraviesas la etapa de desequilibrio y caos que produce todo cambio espiritual verdadero.
Los que caen en estas enfermedades (del tipo fibromialgia y fatiga crónica) es porque las necesitan (lo mismo que algunos virus, incurables por la medicina académica, tienen como objetivo quemar estructuras obsoletas de adn). Lo viejo debe disolverse antes de que aparezca lo nuevo y muchos patrones de comportamiento están desde hace generaciones inscritos en el adn y deben desaparecer. Además estas alteraciones al fijarse en las zonas musculares producen una lentificación de las actividades vitales y una capacidad para la recapitulación de nuestras actividades laborales (pasar desde planos físicos a planos psíquicos en nuestra profesión). Aprendemos a agradecer y a pedir ayuda a los guías internos que yosoy. Y así estas alteraciones aparecen como aliados que nos permiten librarnos de los engramas rígidos de nuestro adn.
http://www.emiliofiel.com/2012/05/23/23-de-mayo-el-flotador-de-la-fibromialgia/
http://www.sabiduriadelaluz.org/2013/03/el-flotador-de-la-fibromialgia.html

sábado, março 30, 2013

TÉCNICAS PARA LIMPEZAS ENERGÉTICAS

LIMPEZA DA AURA - PARTE 1 http://www.youtube.com/watch?v=j_CEXt3XCJM&feature=related LIMPEZA DA AURA - PARTE 2 http://www.youtube.com/watch?NR=1&v=Ji4XKTtWwz4 LIMPEZA ESPIRITUAL - 21 DIAS - DO ARCANJO MIGUEL http://www.youtube.com/watch?v=TsMkCrnVbwU&feature=related DECRETO DE LIMPEZA TOTAL DE ENERGIA - PARTE 1 http://www.youtube.com/watch?v=zCLMFum1MMk&feature=related DECRETO DE LIMPEZA TOTAL DE ENERGIA - PARTE 2 http://www.youtube.com/watch?v=C0aMtDYdP9I&feature=related DECRETO DE LIMPEZA TOTAL DE ENERGIA - PARTE 3 http://www.youtube.com/watch?v=J-Npx1uBvvE&feature=related MANTRA DE LIMPEZA INTERIOR http://www.youtube.com/watch?v=vLs9o_yCzbc&feature=related

sexta-feira, março 29, 2013

quinta-feira, março 28, 2013

O PODER DAS AFIRMAÇÕES - SUBSTITUA PENSAMENTOS

O PODER DAS AFIRMAÇÕES – SUBSTITUA PENSAMENTOS

HÁ UM PENSAMENTO BEM DIFUNDIDO, REPRESENTATIVO DE GRANDE SABEDORIA QUE, SE POR TODOS NÓS APLICADO, TREINADO COM DETERMINAÇÃO, PODE NOS OFERECER UMA VIDA MELHOR, MAIS DIGNA DE SER REALMENTE VIVIDA, ABRIR NOVOS HORIZONTES, CONDUZIR-NOS PARA PATAMARES DE EXCELÊNCIA EM NOSSAS VIDAS, PROFISSÕES, RELACIONAMENTOS FAMILIARES E SOCIAIS, RESPEITO AO MEIO AMBIENTE E POR CONSEGUINTE A NÓS MESMOS, TRAZENDO-NOS A FELICIDADE E A CONQUISTA DA AUTÊNTICA ALEGRIA DE VIVER. EIS O AFORISMO:

- MANTENHA SEUS PENSAMENTOS POSITIVOS, PORQUE SEUS PENSAMENTOS TORNAM-SE SUAS PALAVRAS.
- MANTENHA SUAS PALAVRAS POSITIVAS, PORQUE SUAS PALAVRAS TORNAM-SE SUAS ATITUDES.
- MANTENHA SUAS ATITUDES POSITIVAS, PORQUE SUAS ATITUDES TORNAM-SE SEUS HÁBITOS.
- MANTENHA SEUS HÁBITOS POSITIVOS, PORQUE SEUS HÁBITOS TORNAM-SE SEUS VALORES.
- MANTENHA SEUS VALORES POSITIVOS, PORQUE SEUS VALORES... TORNAM-SE SEU DESTINO.

PORTANTO, A RAIZ, A CAUSA DE NOSSO AGIR NO MUNDO - E ESSE AGIR SEMPRE TRAZ EM SI UM RETORNO POSITIVO OU NEGATIVO - ESTÁ NO SEGREDO DO CONTROLE, DA SELEÇÃO DE NOSSOS PENSAMENTOS, PENSAMENTOS QUE DEVEM SER ILUMINADORES, SEMPRE POSITIVOS.

NÃO NOS DEVEMOS JAMAIS PERMITIR QUE QUALQUER PENSAMENTO DE LIMITAÇÃO CRESÇA EM NÓS. PORQUE É ACREDITANDO EM NOSSA PRÓPRIA CAPACIDADE DE AUTOCRÍTICA E JULGAMENTO, NA NOSSA CAPACIDADE DE VIGIAR A NÓS MESMOS, NA NOSSA AUTOSUPERAÇÃO, AUTOPERCEPÇÃO E NA FORMA COM A QUAL VEMOS O MUNDO E A REALIDADE QUE PODEMOS TRANSFORMAR A PRÓPRIA REALIDADE CIRCUNDANTE E OBJETIVA – A PARTIR DA SUBSTITUIÇÃO DE NOSSA ÓTICA PESSOAL DE VER, SENTIR E CONSEQUENTEMENTE AGIR NO MUNDO.


“ORAI E VIGIAI”, NOS DIZ O MESTRE. ASSIM, SE ADQUIRIRMOS O IMPORTANTE E SALUTAR HÁBITO DE OLHARMOS PARA NÓS MESMOS, PARA NOSSOS PENSAMENTOS RENITENTES, QUE SE REPETEM FACE ÀS SITUAÇÕES PELA QUAL TEMOS QUE PASSAR, VEREMOS, ADMIRADOS, COMO É POSSÍVEL MUDARMOS A COR E O RUMO DE NOSSA PRÓPRIA REALIDADE INTERIOR – QUE REFLETE NO EXTERIOR, NO NOSSO AMBIENTE.

AQUI ENTRA O GRANDE PODER DAS AFIRMAÇÕES POSITIVAS, QUE DEVEMOS FAZER A NÓS MESMOS TODOS OS DIAS, TODAS AS HORAS, SE NECESSÁRIO.

POR EXEMPLO: AO ENCONTRARMOS ALGUÉM QUE HÁ ALGUM TEMPO NÃO VÍAMOS, EVITEMOS DE FALAR: “COMO É MESMO O SEU NOME? – SABE, ATÉ QUE SOU UM BOM FISIONOMISTA, MAS MINHA MEMÓRIA É PÉSSIMA PARA NOMES...” – COM CERTEZA A SUA MEMÓRIA CONTINUARÁ PÉSSIMA PARA NOMES.

REPITA PARA SI MESMO(A): MINHA MEMÓRIA É EXCELENTE, LEMBRO-ME DE TODOS OS NOMES QUE CONHEÇO OU VIREI A CONHECER.

EVITE, DE TODAS AS MANEIRAS QUE PUDER, AFIRMAÇÕES LIMITANTES: “NÃO POSSO”; “NÃO DOU CONTA”; “ESTOU VELHO PARA APRENDER”; “QUALQUER DIA DESSES EU FAÇO...”

SUBSTITUA ESSES PENSAMENTOS POR OUTROS, ASSIM: “EU SOU, PORTANTO, EU POSSO”; “EU SOU CAPAZ DE REALIZAR TUDO O QUE DESEJO”; “ HOJE, AMANHÃ ÀS TAIS HORAS, FAREI”. – LEMBRE-SE: O “QUALQUER DIA DESSES” – O FUTURO – PODE NÃO DAR TEMPO DE CHEGAR, PODE ATÉ SER TARDE DEMAIS...

REPITA PARA VOCÊ MESMO: “EU SOU FELIZ, MEU ESPÍRITO ESTÁ CHEIO DE BELOS PENSAMENTOS” – NÃO PERMITA JAMAIS ANCORAR SUA FELICIDADE EM ALGO EXTERNO A VOCÊ, SEJAM COISAS MATERIAIS, DINHEIRO, SITUAÇÕES, SEJAM PESSOAS...

AFIRME, DECRETE PARA SI MESMO QUE: “EU SOU FELIZ E NADA, NEM NINGUÉM, TEM O PODER DE TIRAR MINHA FELICIDADE OU PAZ DE ESPÍRITO. EU SOU FELIZ E PRONTO”.

EVITE A TODO CUSTO DIZER: “EU NÃO VIVO SEM ELA (ELE)...”; “SE ELA NÃO FOR MINHA, NÃO SERÁ DE MAIS NINGUÉM...”. JÁ IMAGINOU SE ELA/ELE SE FOR?

SE MUDAR DE IDÉIA E POR SEU PRÓPRIO E INALIENÁVEL LIVRE-ARBÍTRIO DECIDIR SEGUIR OUTROS CAMINHOS? – COMO É QUE VOCÊ FICA?

VOCÊ PERCEBE AQUI O PERIGO, MAS AO MESMO TEMPO A FELICIDADE CONTIDA NO ATO DE PERDOAR, QUE EM MUITAS VEZES COMEÇA COM O ATO DE MUDAR PARA MELHOR NOSSO PENSAMENTO, SER MAIS COMPREENSIVO, MAIS AMOROSO, MAIS TOLERANTE...

E QUE POR TAIS PENSAMENTOS ELEVADOS, TRANSMUTADOS, ADQUIRIMOS GRADATIVAMENTE O PODER DE CONDUZIR COM MAIOR LIBERDADE E FELICIDADE AS NOSSAS VIDAS?

É DIFÍCIL MUDAR A MENTE DAS OUTRAS PESSOAS, MAS É PERFEITAMENTE POSSÍVEL MUDAR A NOSSA.

E AO ESTARMOS ATENTOS PARA NOSSOS PRÓPRIOS PENSAMENTOS, AO DECIDIRMOS EM CADA MINUTO DE NOSSO DIA, OPTARMOS PELO MELHOR, ESTAMOS, AQUI E AGORA, CALCANDO AS BASES E PLANTANDO A NOSSA FELICIDADE DE NOS SABERMOS CAPAZES DE SER FELIZ.

INDEPENDENTE DE QUALQUER CONDIÇÃO. AFIRME: “MINHA PACIÊNCIA OPERA MILAGRES EM MINHA VIDA” – E SEJA FELIZ CADA DIA, CADA MINUTO, SABENDO, COMO NOS DIZ O VERSÍCULO: QUE “TUDO POSSO NAQUELE QUE ME FORTALECE”.

“EU SOU, PERFEITAMENTE CAPAZ DE FAZER AQUILO QUE DESEJO FAZER”.
AGORA PARE, FECHE OS OLHOS E DIGA:
“EU SOU A PAZ INFINITA”
– “EU SOU O AMOR EM AÇÃO NA MINHA VIDA”
– “EU SOU O SILÊNCIO QUE TUDO COMPREENDE”
- “EU SOU A LUZ DE DEUS QUE DIRECIONA MINHA VIDA”
– “EU SOU A PROSPERIDADE PLENA EM MINHA VIDA”
- “EU SOU A SAÚDE PERFEITA”
– “EU SOU A PERFEIÇÃO QUE DEUS DESEJA”.

PRATIQUE AFIRMAÇÕES POSITIVAS, DE QUALQUER ESPÉCIE. EM POUQUÍSSIMO TEMPO, SUA VIDA ESTARÁ MUDADA... PARA MUITO, MUITO MELHOR!



Ivanildo Falcão da Gama
www.supraconsciencia.blogspot.com
http://saintgermanchamavioleta.blogspot.pt/2013/03/o-poder-das-afirmacoes-substitua.html

quarta-feira, março 27, 2013

terça-feira, março 26, 2013

domingo, março 24, 2013

A mágoa

Comentários de Luis Cláudio Fabul, amigo especial, odontólogo-cirurgião de primeira, sensível, estudioso, aplicado e comprometido com a vida, em tratamento desde há muito tempo, aliás, tempo demais...

"Você já sentiu, alguma vez, a dor causada por uma pancada na quina da mesa, da cama, ou de outro móvel qualquer? Sim, aquela pancada que quase nos faz perder os sentidos, e deixa um hematoma no corpo.

Em princípio surge uma marca avermelhada, depois arroxeada, e vai mudando de cor até desaparecer por completo. Geralmente o local fica dolorido, e sempre que o tocamos sentimos certo desconforto. A marca permanece por um tempo mais ou menos longo, conforme o organismo.

Agora imagine se, por distração, você bate novamente no mesmo lugar do hematoma. A dor é ainda maior e a cor se intensifica. Se isso se repetisse por inúmeras vezes, o problema poderia se agravar a tal ponto que a lesão se converteria num problema mais grave.

Com a mágoa acontece algo semelhante, com a diferença de que a marca é feita no coração e é causada por uma lesão afetiva. Num primeiro momento a marca é superficial, mas poderá se aprofundar mais e mais, caso haja ressentimento prolongado.

Ressentir quer dizer sentir outra vez e tornar a sentir muitas e muitas vezes. É por isso que o ressentimento vai aprofundando a marca deixada no coração.

Como acontece com as lesões sofridas no corpo, repetidas vezes no mesmo lugar, também o ressentimento pode causar sérios problemas a quem se permite o ressentir continuado. Se um hematoma durasse meses ou anos em nosso corpo, a possibilidade de se transformar em algo mais grave, até num câncer... seria grande. Isso também acontece com a mágoa agasalhada na alma por muito tempo.

Cada vez que nos lembramos do que motivou a mácula no coração, e nos permitimos sentir outra vez o estilete na alma, a mágoa vai se aprofundando mais e mais. Além da possibilidade de causar lesões, gera outros distúrbios nas emoções de quem a guarda no coração.

Por todas essas razões, vale a pena refletir sobre esse mal que tem feito muitas vítimas. Semelhante a um corrosivo, a mágoa vai minando a alegria, o entusiasmo, a esperança, e a amargura se instala. Silenciosa, ela compromete a saúde de quem a mantém e fomenta ódio, rancor, inimizade, antipatias.

Muitas vezes a mágoa se disfarça de amor-próprio para que seu portador consinta que ela permaneça em sua intimidade. E com o passar do tempo ela se converte num algoz terrível, mostrando-se mais poderosa do que a vontade de seu portador para eliminá-la.

De maneira, muitas vezes, imperceptível, a mágoa guardada vai se manifestando numa vingançazinha aqui, numa traiçãozinha ali, numa crueldade acolá. E de queda em queda a pessoa magoada vai descendo até o fundo do poço, sem medir as consequências de seus atos. Para evitar que isso aconteça conosco é preciso tomar alguns cuidados básicos:

O primeiro deles é proteger o campo das emoções, fortalecendo as fibras dos nobres sentimentos, não permitindo que a mágoa o penetre.
O segundo é tratar imediatamente a ferida antes que se torne mais profunda, caso a mágoa aconteça.
O terceiro é drenar, com o arado da razão, o lodo do melindre, que é terreno propício para a instalação da mágoa.

É importante tratar essa suscetibilidade à flor da pele, que nos deixa extremamente vulneráveis a essas marcas indesejáveis em nosso coração, tornando-nos pessoas amargas e infelizes. Agasalhar ódio, mágoa ou rancor no coração, é o mesmo que beber veneno com a intenção de matar o nosso agressor.

Pense nisso e não permita que esses "tóxicos" se instalem em seu coração.

Fonte: http://psicologo-paulocesar.blogspot.com.br/2012/05/sobre-magoa.html

quarta-feira, março 20, 2013

O Medo

Vamos agora considerar o medo na sua totalidade.

Uma mente atemorizada, que bem lá no fundo está tomada pela ansiedade, pelo medo e pela esperança, que é fruto do medo e do desespero, uma mente assim não é, evidentemente, uma mente saudável.

Ela frequenta templos e igrejas, é capaz de elaborar qualquer tipo de teoria, reza, pode até ser erudita.

Por fora, talvez possua a polidez da sofisticação, talvez seja obediente, adequada e refinada, talvez até se comporte da forma correta exteriormente, mas uma mente assim, que tem tudo isso e que tem suas raízes no medo (como a mente da maioria de nós), não tem, evidentemente, capacidade para enxergar direito.
O medo produz diversas formas de doença mental.

Ninguém tem medo de Deus, mas a pessoa tem medo da opinião pública, de não conseguir isto ou aquilo, de não se realizar, de não ter oportunidades.

Como consequência de tudo isso, há esse extraordinário sentimento de culpa - ela fez algo que não deveria ter feito gerando o sentimento de culpa no próprio ato de fazer.

Ela é saudável, enquanto há outros que são pobres e doentes.

Ela tem comida, enquanto outros não têm.

Quanto mais a mente investiga, penetra, pergunta, maior o sentimento de culpa, de ansiedade.

E se todo esse processo não é compreendido, se o medo, na sua totalidade, não é compreendido, então surgem atividades peculiares, as atividades dos santos, as atividades políticas - atividades que podem todas ser explicadas, que você observa, que se dá conta dessa natureza contraditória do medo, tanto o consciente como o inconsciente.

Você conhece o medo - medo da morte, medo de não ser amado ou de amar, medo de perder, medo de ganhar.

Como você lida com isso?
O medo é o impulso que procura um mestre, um guru.

O medo é o manto da respeitabilidade, tão amado por todos - ser respeitável.

Não estou falando de nada que não seja um fato.
É possível ver tudo isso no dia-a-dia.

Essa natureza extraordinária e penetrante do medo - como é que você lida com ela?

Será que você desenvolve a qualidade da coragem apenas de modo a atender às exigências do medo?

Compreende?

Você decide ser corajoso para enfrentar os acontecimentos da vida, ou apenas racionaliza o medo para afastá-lo, ou para encontrar explicações que darão satisfação à mente tomada pelo medo?

Como você lida com isso?

Liga o rádio, lê um livro, vai a um templo, apega-se a algum tipo de dogma ou de crença?
Vamos discutir como lidar com o medo.

Se você se dá conta dele, qual a sua maneira de abordar essa sombra?
Evidentemente, é possível perceber com clareza que a mente amedrontada se apaga.
Ela não consegue funcionar de modo adequado, não consegue pensar racionalmente por medo (não me refiro ao medo que existe no nível consciente apenas, mas também ao que existe nos recessos profundos da mente e do coração).

Como saber?

E ao descobrir, como proceder?

Eu não estou propondo uma questão teórica.

Não diga: "Ele irá responder."

Eu vou responder, mas vocês precisam descobrir.

No momento em que não existir mais medo, não existirá ambição, mas ação, a qual se dá pelo amor do que é feito e não pelo reconhecimento daquilo que você irá fazer.

Assim, como lidar com isso?

Qual a sua resposta?

É claro que a resposta cotidiana ao medo é empurrá-lo para o lado, encobri-lo com a vontade, a determinação, a resistência, a fuga.

É isso o que fazemos senhores.

Não estou dizendo nada de extraordinário.

Então, o medo continua perseguindo você como uma sombra e você não fica livre dele.

Refiro-me à totalidade do medo, não apenas a um determinado medo específico - da morte, ou do que o seu vizinho vai dizer, o medo da morte do marido ou do filho, ou de que a esposa fuja.

Sabem o que é o medo?

Cada um tem a sua forma particular de medo - não um, mas múltiplos medos.

Uma mente que tem alguma forma de medo não pode, evidentemente, ter a qualidade de amor, da simpatia, da ternura.

O medo é a energia destrutiva no homem.

Ele faz a mente fenecer, distorce o pensamento, leva a todo tipo de teoria de extraordinária sagacidade e sutileza a superstições absurdas, a dogmas e cren­ças.

Se você percebe o quanto o medo é destrutivo, como proceder, então, para purificar a mente?


Krishnamurti
Fonte: http://psicologo-paulocesar.blogspot.com.br
http://psicologo-paulocesar.blogspot.com.br/2010/10/o-medo-texto-de-krishnamurti.html
http://saintgermanchamavioleta.blogspot.pt/2013/03/o-medo.html

segunda-feira, março 18, 2013

ACEITAÇÃO AO INVÉS DA RESISTÊNCIA: ENCONTRE PAZ INTERIOR SURFANDO OS ABALOS DA VIDA

A vida não é uma linha reta em direção a tudo quanto desejamos e nos faz sentir bem. Por vezes, é como uma estrada bem sinuosa, cheia de buracos, obstáculos e imponderáveis. Inevitavelmente as dificuldades que enfrentamos ao longo da vida causam-nos dissabores, e com isso dor emocional. No extremo mais adverso, ficamos deprimidos, desesperançados e ressentidos, retirando-nos paz de espírito. Quando surgem situações difíceis na nossa vida que geram perda de algo ou de alguém, compreender e aceitar a inevitabilidade da situação é um passo importante a ser dado para surfar equilibradamente o turbilhão de problemas associados ao acontecimento negativo. Por vezes, ser humano é uma tarefa árdua que nos coloca à prova. A exigência emocional de alguns acontecimentos traumáticos e angustiantes desafiam a nossa capacidade de adaptação e aceitação.

A aceitação não tem a ver com baixar os braços perante os acontecimentos, ou passivamente continuar a levar a vida em frente como se nada de terrível tivesse acontecido. Nada disso. A aceitação deve ser compreendida como o encarar a realidade dos fatos, tal como eles acontecem e são impostos pela condição da vida humana. É igualmente importante  ganhar a noção que desejar uma vida completamente estável, sem mudanças e imponderáveis, sem desafios e experiências significativas, é a antítese da própria vida. Este tipo de perspetiva mina os esforços para obtenção de equilíbrio emocional. E, o equilíbrio emocional advém de saber experienciar o impacto das emoções de forma assertiva com a realidade do momento.

Dica: Para enfrentar as tempestades da vida importa aceitar as lições que retiramos da própria vida. Através deste processo, podemos aprender a estar em paz com as ondas emocionais inevitáveis causadas pelo fato de estarmos vivos.

A vida é de extremos, por vezes é bipolar, e movida por opostos, por experiências antagónicas, permitindo-nos experimentar as delícias do amor e as amarguras do desgosto. Estamos fisiologicamente equipados para suportar as lutas e as dificuldades. Estamos igualmente emocionalmente equipados para desfrutar do amor e do sucesso. Estamos aqui para vivermos picos de alegria, e depois, por vezes, vivermos a experiência de dor. Nós estamos aqui para sentir o que é ser-se humano. Aprofundei este assunto no artigo: 007 Permissão para ser humano.



 SER HUMANO ENVOLVE TANTO DOR COMO ALEGRIA E AMOR
Como poderíamos saber o que é o frio se não experimentássemos o calor? Como poderíamos valorizar a alegria se não soubéssemos o que é a tristeza? O caminho que dista entre os opostos é o terreno fértil da nossa aprendizagem, e como tal, não há como fugir-lhe. Em determinado momento das nossas vidas os opostos irão fazer-se sentir e farão sentido.  Não acredito que de forma saudável consigamos deixar de nos preocupar até determinado ponto, ou que consigamos não ficar abalados pelos momentos de adversidade nas nossas vidas. O abalo, a deceção, a tristeza, a angústia são tudo formas de dor emocional , e sentir isso representa a nossa condição humana. No entanto, o que pode abrandar, diminuir e apaziguar a dor emocional, o sofrimento e a angústia, é saber que isso é uma condição da vida, e como tal, saber aceitar permite enfrentar  a natureza dos acontecimentos difíceis com paz de espírito. Com a noção de que se está a viver algo que faz parte da própria vida, e que todas as forças e recursos serão melhor aplicados na minimização dos danos causados, ou se possível no crescimento pós-traumático.

Dica: É importante lembrar-se de aceitar o fato de que o ser humano sente tanto a dor como a alegria e o amor.

Aceitar os abalos e a dor, nada tem a ver com gostar, mas sim com a ideia de encarar de frente a realidade dos acontecimentos, para que possa ficar numa posição mais capacitadora na procura de soluções. Abra a sua mente. Aceitar e focar-se na sua dor é igualmente sinónimo de olhar as suas dificuldades atuais por uma perspetiva positiva. Permita-se aceitar a sua situação atual. Investigue as suas dificuldades, e esforce-se para buscar o seu propósito de vida. Olhe profundamente para os acontecimentos negativos recorrentes na sua vida e de que forma emerge a sua frustração, qual a sua raiz e quanto contribui na ampliação do seu fardo. Até que a aceitação aconteça, a recorrência do sofrimento desmedido vai continuar.

Leia: Sofrimento, será que você se transformou numa pessoa sofredora?


Assim que você entenda que é importante abandonar o sofrimento quando este é prejudicial, uma transformação positiva toma lugar. Você vai perceber que apesar dos acontecimentos de impacto negativo continuarem a fazer disparar sentimentos negativos, estes não têm necessariamente de ser emocionalmente catastróficos. Você assume um determinado controle sobre a reação aos acontecimentos de natureza dolorosa. Você é a pessoa que decide o que sente relativamente ao que lhe acontece. E, se assim for, a sua dor emocional estará sempre enquadrada com o respetivo significado que o acontecimento tem para você. É você que decide sentir o sofrimento emocional, quando percebe que se justifica e que está ligado a um determinado significado atribuído. É um sofrimento consciente, justificado e em paz de espírito. Para aprofundar o assunto, leia: A verdadeira força está em compreender e aceitar a dor emocional.

Para refletir: Partindo da ideia descrita anteriormente, quando a pessoa aprende a surfar os abalos da vida, quando os sente, quando os enquadra e aceita, o fardo torna-se mais suportável e o coração é invadido por um forte sentimento de paz interior.

Fonte: http://www.escolapsicologia.com/aceitacao-ao-inves-da-resistencia-encontre-paz-interior-surfando-os-abalos-da-vida/

domingo, março 17, 2013

Desbloqueio dos Chakras




DICAS TERAPÊUTICAS

Desbloqueio dos Chakras

Os chakras são centros ou vórtices de energia e estão localizados em partes estratégicas de nosso corpo bioenergético e estão sempre em atividade no nosso corpo, quer nós tenhamos consciência disso ou não.

Tem a forma de cones e são muitas vezes representados simbolicamente como um lótus com um número diferente de pétalas para cada chakra.


Eles funcionam tal como um aparelho que capta e emana energia e alimentam o nosso corpo com a energia vital que recebem do universo.

Essa energia da vida, límpida e cristalina, que é continuamente derramada sobre nós, diretamente da fonte criadora permite-nos estar vivos saudáveis, felizes e cheios de vontade de crescer, evoluir.

A energia da vida flui através desses centros produzindo diferentes estados psíquicos, emocionais, sentimentais entre outros, afetando todos os aspectos da nossa vida, a nossa vitalidade, criatividade e bem-estar.

Quando os chakras estão em bom funcionamento e a energia circula livremente como um rio límpido, isso vê-se por fora, sentimo-nos cheios de energia, estamos em perfeita saúde e bem-estar, a todos os níveis quer físico, mental emocional e espiritual.

Ao contrário se os chakras estiverem a funcionar mal, bloqueados, podemos nos sentir sem vitalidade, ter problemas de saúde, desequilíbrios emocionais, distúrbios psíquicos ou a outros níveis.

Como eles estão interligados, se um chakra estiver bloqueado isso irá afectar todo o sistema energético.

Como saber qual Chakra está bloqueado:

Uma das formas de análise é através de uma foto da Aura que é tirada com uma máquina fotográfica própria para essa finalidade e que tem o nome de Kirllian, o mesmo sobrenome que o casal de soviéticos que em 1960 a criaram e a apresentaram para o mundo.

Existem também métodos mais próximo do alcance de todos para fazer esse levantamento, como através de uma análise com Radiestesia, com o auxilio de um Auramiter ou através de uma analise pessoal, onde é levantado os sintomas e problemas por qual se esta passando no momento, seja ele emocional ou físico.

Técnicas para Desbloquear os Chakras:

São diversas as situações que podem causar o mal funcionamento dos chakras.

As preocupações e o sentimento de medo por exemplo, podem diminuir o fluxo de energia no chakra frotal, o que pode resultar na perda de concentração, falta de criatividade e dores de cabeça.

Experimente em uma situação como essa, praticar algo que tenha a capacidade de trazer de volta o equilíbrio desse chakra e desfrute da sensação de bem estar sem a necessidade da utilização de remédios.

Entre as formas mais comuns para limpar, harmonizar e ativar os nossos chakras, estão a utilização de pedras, meditação, aplicação de Reiki, cromoterapia e entre outras a técnicas de visualização.

Exercício de relaxamento e desbloqueio

No final desse artigo, detalhei os 7 principais chakras com o intuito de possibilitar que você possa se auto-avaliar e descobrir se existe ou não desequilíbrio em seus chakras.

Porém, independente de descobrir desequilíbrios ou não em seus Chakras, te convido para um exercício delicioso de energização e ativação do chakras através de uma técnica de relaxamento e visualização.

O áudio que segue, traz exercício para todos os chakras separadamente, te dando a possibilidade de optar por tratar apenas um chakra ou fazer o tratamento em todos eles.

Para começar, sugiro que esteja em um local tranquilo e que tenha a certeza de não será interrompido por ninguém.

Reserve esse momento só para você.

Desligue o telefone, encontre uma posição confortável e se permita dar início a essa fantástica experiência.



Descrições dos Chakras para Análise

Chakra Básico ou de Raiz -

 Localizado nos órgãos genitais e na pélvis, esta relacionado com as gônadas (glândulas sexuais) e governa o sistema reprodutor.

Influências – Desequilíbrio no Físico como Anemias, resfriados, sexualidade reprimida ou excessiva, frigidez, impotência, insuficiência renal, fadiga, dores nas articulações, dores lombares e nas pernas, pressão alta ou baixa, problemas de coluna, osteoporose, falta de energia, prisão de ventre, diarréia, colite, apendicite.

Emocional equilibrado: Impulso para agir, consciência instintiva básica, força, agressividade controlada, coragem, afeição, criatividade, generosidade, capacidade de sentir prazer, pessoa sensata, segura e estável, habilidade em prover o necessário para vida e capacidade de cuidar de si.

Emocional desequilibrado: Egocentrismo, agressividade, preocupação, inexatidão, indolência, extravagância, não permite o prazer, pessoa sem vida, desanimada, confusão de interesses, insatisfação, medo, timidez, insegurança, histeria, paixões fortes, aspereza, dificuldade em lidar com finanças, medo de arriscar-se, apego material, tabus sexuais.

Chakra do Umbigo –

Localizado na lombar e abaixo do umbigo.

Influência
– Desequilíbrio no físico como desarmonia dos rins, fígado, pâncreas, vesícula e bexiga. Alergias alimentares, problemas menstruais, distúrbios gástricos e intestinais, perda da vitalidade, dores lombares, no sacro e cóccix.

Emocional Equilibrado:
União sexual prazerosa, alegria instintiva, capacidade de planejamento, coragem de viver, paixão, habilidade em relacionar-se, jogo de cintura, flexibilidade, auto-aceitação e paixão pela vida.

Emocional Desequilibrado: Medo, incapacidade de construir, distração, raiva, ódio, inveja, insegurança, falta de paixão, tristeza, manipulação e apego, dependência emocional, vícios e autodestruição.

Chakra solar -

Localizado um pouco acima do umbigo.

Influências – Desequilíbrio no físico: Má digestão, diabetes, toxinas, úlceras e hérnias, gastrites e problemas de assimilação dos alimentos. Hipocondria, câncer no intestino e anorexia ou bulimia.

Emocional Equilibrado:
Impulso para vivenciar as emoções, colocar-se expressando suas próprias qualidades, vontade de liderar, amor à vida, aptidão para experimentá-lo com plenitude, propósitos definidos de ações, intuição, ternura e boa vontade. Auto-estima, confiança e alegria.

Emocional Desequilibrado - Ansiedade, egoísmo, vaidade, ciúme, preconceitos, ira, timidez, intransigências, abuso de poder, impaciência, preocupação. Não sabe dizer não. Desconfiança, arrogância e baixa auto-estima.

Chakra do Coração -

Situa-se na região do tórax e está conectado com a glândula timo, responsável pelo funcionamento do sistema imunológico.

Influências - Desequilíbrio no físico como doenças cardíacas, distúrbios de pressão, problemas pulmonares e bronquites. Sistema imunológico ineficiente e dor de cabeça.

Emocional Equilibrado: Amor próprio e pela humanidade, verdadeira compreensão da compaixão e benevolência, aceitação, bondade, disponibilidade para o perdão, ajuda ao próximo, sabedoria, conscientização do outro, assentamento na estrutura terrena, dá consistência e vitalidade as aspirações amorosas, pacificação, fé na vida e nas pessoas.

Emocional Desequilibrado: Depressão, angústia, desprezo, raiva e medo, apego ao apego, incapacidade de amar e se emocionar. Coração fechado, apego e depressão.

Chakra da Garganta -

Localizado sobre a garganta, se comunica com a glândula tireóide. Está ligado à inspiração, a comunicação e a expressão com o mundo.
Influências - Desequilíbrio no físico como Laringite, faringite, problemas de tiróide e paratireóide, doenças mentais, distúrbios da fala, gagueira e surdez.

Emocional Equilibrado:
Sensibilidade, criatividade artística, dom da palavra e do conhecimento, claraudiência, intelecto claro, independência, idealização, senso de planejamento, força de vontade, capacidade de tomar decisões.

Emocional Desequilibrado:
Fobias, covardia, falta de criatividade, mentalidade e expressão tacanha, rude e pobreza de espírito, criticismo, preconceitos, atitudes extremamente racionais, pessoa que reclama o tempo todo, agressividade verbal e apego a crenças limitantes .

Comunicação confusa, sem integração entre os pensamentos e as ações. Pensamos uma coisa e fazemos outra. Dificuldade profunda de falar o que se pensa, conversar em grupo ou em público. Aparenta timidez, voz rouca, oprimida e sensação de nó na garganta.

Chakra Frontal -

Localizado entre as sobrancelhas, se relaciona com a glândula pituitária.

Influências – Desequilíbrio no físico como renites, problemas de ouvido, de olhos, surdez, tontura, enxaqueca. Cansaço e confusão mental.

Emocional Equilibrado: Percepção em relação ao universo que o cerca, entendimento do próprio caminho, percepção, intuição, fé e devoção, carisma, magnetismo, força, sabedoria, capacidade de concentrar-se e foco no objetivo.

Emocional Desequilibrado: Desconcentração, dogmatismo, vê a vida com limitação, arrogância, medo, perda da fé e sedução, delírios, egoísmo, obsessão, teimosia e apego a crenças impostas pela sociedade.

Chakra da Coroa - Localizado no topo da cabeça. E o portal da espiritualidade, do reconhecimento de Deus/Deusa em nós e no outro.

Influência psicológica: pensamentos ligados à verdadeira espiritualidade e a compreensão de natureza cósmica do ser humano vão depender do funcionamento harmônico deste chakra que, quando totalmente aberto, nos desperta do “sono da ignorância” material.
É considerado o mais importante devido sua integração com os níveis físico, mental, emocional e espiritual.

Bloqueado: não existem bloqueios verdadeiros nesse nível.
Existe desenvolvimento relativo deste chakra.
Se estiver muito fechado, a pessoa terá fortes sentimentos de insegurança e desorientação psíquica.
Leva ao desconhecimento e incompreensão da espiritualidade, tendo uma visão completamente materialista da existência.

“É muito importante utilizarmos a energia que é derramada a cada momento sobre nós, de forma positiva, harmoniosa e equilibrada para que possa sempre fluir sem impedimentos, completamente límpida e cristalina tal como a recebemos”.

Fonte: http://saintgermanchamavioleta.blogspot.pt/2012/11/desbloqueio-dos-chakras.html

sexta-feira, março 15, 2013

A adversidade é uma condição da vida. Todos nós, em diferentes níveis e em diferentes situações lidamos com a adversidade, desde um grau reduzido, como por exemplo, em tenra idade não termos altura suficiente para alcançarmos o que desejamos, a graus mais elevados, como por exemplo, enfrentar dificuldades financeiras, ou uma doença terrível. A adversidade está em toda a parte. Todas as pessoas têm dificuldades para superar e problemas para resolver  num determinado momento ou período da sua vida. Nunca sabemos quando um evento inesperado vai acontecer. E, sobretudo quando esses momentos ruins ocorrem, pode ser difícil mantermo-nos otimistas.

ENTENDER A ADVERSIDADE
Quando as dificuldades acontecem, num primeiro momento podemos ter um impulso para pensar de forma negativa, até aqui tudo bem. No entanto, à medida que os dias vão passando e as dificuldades não diminuem, o pessimismo pode começar a assombrar-nos a vida. E, quando isso acontece, para além da própria adversidade acrescentamos um outro problema, que é o pensamento derrotista. Instala-se dessa forma um duplo problema que a pessoa passa a ter de lidar. O duplo problema construído pela adversidade e pela própria forma que a pessoa passou a pensar, cria uma desvantagem de enfrentamento do problema original. Perante este cenário o que pode ser feito?

Uma estratégia bastante benéfica é olhar para a natureza da adversidade e tentar entendê-la. Como referi anteriormente, todos nós temos obstáculos  e problemas que nos desafiam e necessitam de ser superados. Certamente cada um de nós pretende ter uma vida melhor, mas muitas das vezes é mais difícil do que esperamos. Arrisco a dizer que você também experienciou situações inesperadas que teve de enfrentar e lidar com grande custo e pesar. Essa é a natureza da adversidade. É uma parte inevitável da vida que nos acontece inesperadamente e que é vantajoso saber aceitar. Afinal, isso não acontece só com você, acontece com todos. Mesmo aquelas pessoas que tiveram muito sucesso passam por dias ruins.

Quando você aprender a aceitar a adversidade como uma parte natural da vida, você começa a trabalhar melhor com as adversidades que possam surgir, impedindo que o pensamento pessimista se instale e consequentemente fica melhor preparado para lidar com a situação problemática. Podemos considerar o processo de aceitação como o primeiro passo a ser dado para que consiga manter-se otimista. No entanto, é necessário que o processo seja reforçado com outras estratégias que irão promover o seu pensamento otimista.



Em seguida apresento quatro estratégias que irão ajudá-lo a manter-se otimista perante a adversidade:

1. DÊ UM TEMPO PARA SE ACALMAR
A tendência comum em reação à adversidade, é a irritação, que pode conduzir à angústia seguida de desespero. Expressar a raiva e a frustração, numa primeira fase até pode ser benéfico (desde que não prejudique ninguém). Mas, passado pouco tempo, eventualmente, você tem que superar a raiva e olhar para a situação que tem entre mãos. Na grande maioria das situação o que aconteceu não pode ser alterado, de modo que importa aprender a aceitar isso. Se você não se acalmar, se você não conseguir restabelecer o seu equilíbrio emocional face às adversidades da vida, as probabilidades do pessimismo vir a instalar-se aumentam drasticamente.  E isso pode levar ao ressentimento.

 2. RECUPERE E REFORCE O SEU ÂNIMO
Na presença da adversidade, também existe o impulso para a pessoa emergir em toda a negatividade vivida pelo momento crítico. A pessoa pode gerar a ideia que não existe espaço para mais nada a não ser sofrer com o que está acontecendo. É importante que a pessoa entenda, que pelo fato de dedicar a sua atenção a outros assuntos, ou a outras coisas, por algum tempo, não tem de sentir-se mal por isso. Pelo contrário, é benéfico que possa fazê-lo. Isso irá certamente permitir continuar a levar a sua vida para a frente e a não colocar em “perigo” as restantes áreas fora do problema.

Fazer algo para recuperar o ânimo, não tem de ser olhado como algo que não deve acontecer. Pelo contrário, a pessoa deve investir algum do seu tempo a recuperar as suas energias e bem-estar. Pode ser algo simples, como ir ver um filme ou sair com os amigos. Apenas certifique-se que é interessante o bastante para permitir libertar temporariamente a sua mente para fora do que está acontecendo. Isso não significa ignorar o problema na esperança de que irá embora. Você deve sempre trabalhar nos seus problemas ou situações incómodas. É mais sobre encontrar um espaço para recuperar as suas energias para evitar afundar-se.


3. VISUALIZE UM FUTURO MAIS PROMETEDOR
Quando você está lidando com a adversidade, pode ser fácil pensar que isso nunca vai acabar. Pode instalar-se o pensamento catastrófico que o seu mal estar irá ser permanente, e com isso perspetivar um futuro em que não consegue ver mais nada a não ser maus momentos. Se refletir um pouco sobre esta ideia, provavelmente conseguirá concordar que ninguém consegue prever o futuro com total exatidão. E, se assim é, deixa aberta a possibilidade de acontecer algo melhor do que aquilo que pode estar a julgar vir a acontecer. Por esta razão é que é importante visualizar um cenário em que podem vir a acontecer coisas boas, de acordo com os seus desejos.

Para aprofundar o assunto, leia: Visualize o que deseja alcançar.

Concentre-se nas coisas boas que você tem à sua frente e que ainda consegue fazer ou tem intenção de vir a realizar. Há sempre algo de bom que você pode pensar para o seu futuro se olhar de forma construtiva e otimista. Nem todo o futuro é mau. Ter esperança de que as coisas boas vão finalmente começar a acontecer de novo, e fazer por isso, é certamente vantajoso. O seu otimismo, suportado pela sua vontade de superar a adversidade vai ajudar a reunir forças para construir um futuro melhor. Sem uma perspetiva otimista, as coisas tornam-se muito mais difíceis.

4. PENSE NA ADVERSIDADE COMO UMA CONDIÇÃO DA VIDA
Quase tudo na vida é ciclico. A adversidade não foge a esta tendência. As coisas podem estar indo bem, e de um momento para o outro, algo ruim acontece. Novos problemas apresentam-se de forma inesperada. O lado bom, é que existe também o reverso da medalha, as coisas boas, por vezes, também acontecem inesperadamente. Se tudo é cíclico, então os momentos ruins que você possa estar a passar acabarão por ser seguidos por bons momentos. É apenas uma questão de trabalhar em não deixar-se abater demasiado com a adversidade que enfrenta, a fim de chegar posteriormente aos bons momentos.

PERMANEÇA OTIMISTA
Quando a adversidade bate à porta, não há problema em sentir-se mal por um tempo, desde que você não perca o seu otimismo. Mesmo sentindo-se mal, é imperativo que tome ações que possam minimizar o sucedido e promovam o retorno do seu bem-estar e significado de vida. Continue otimista de que as coisas serão melhores, aja de acordo com essa crença, e em breve, certamente você vai descobrir que o retorno positivo acontecerá.

Fonte: http://www.escolapsicologia.com/como-manter-se-otimista-perante-a-adversidade/

quarta-feira, março 13, 2013

The 7 Habits of Calmness

By Leo Babauta
I have come to believe that high stress, constant anxiety over tasks and work and life, social anxiety … is all a part of the modern way of life.
Most people just don’t feel a sense of peace, of calm, of serenity, throughout their day.
I have to admit that I’m the same way some of the time, but I have learned a few things that have helped me create a feeling of calmness much more of the time than ever before.
It’s a series of habits that have developed over the last few years. I’m not perfect at them, but I do practice them, and they are always helpful.
These are habits, not a one-time change in my surroundings or work pattern. Changing your environment is great, but you can’t control the things that happen to you much of the time, and you certainly can’t control how other people act. The only thing you can control is your response — and this response matters. You can respond to the same event with anxiety or anger, or you can respond with peace and calmness.
Let’s figure out how.

The Habits of Calmness

These are the habits to develop that will help you develop calmness (based on my experience):
  1. A calm morning ritual. Many people rush through their mornings, starting the day out in a stressful rush. I wake up a little earlier (5 a.m. these days, though that changes), and start with a little meditation, then a few yoga poses. I then start writing, before I let the noise in. Exercise is another component of my morning routine. You don’t need to do the same things, but find the quiet of the morning and make the most of it.
  2. Learn to watch your response. When something stressful happens, what is your response? Some people jump into action — though if the stressful situation is another person, sometimes action can be harmful. Others get angry, or overwhelmed. Still others start to feel sorry for themselves, and wish things were different. Why can’t other people behave better? Watch this response — it’s an important habit.
  3. Don’t take things personally. Many times the response (that you noticed in Habit 2) is to take things personally. If someone does something we don’t like, often we tend to interpret this as a personal affront. Our kids don’t clean their rooms? They are defying us! Our spouse doesn’t show affection today? He/she must not care as much as he/she should! Someone acts rudely at work? How could they treat us this way?! Some people even think the universe is personally against them. But the truth is, it’s not personal — it’s the other person’s issue that they’re dealing with. They are doing the best they can. You can learn not to interpret events as a personal affront, and instead see it as some non-personal external event (like a leaf falling, a bird flying by) that you can either respond to without a stressful mindset, or not need to respond to at all.
  4. Be grateful. Sure, lots of people talk about gratitude … but how often do we apply it to the events of our day? Things are crashing down at work, or our boss is angry, or our co-workers are rude, or our kids are misbehaving, or someone doesn’t love us as we’d like … do these cause anger/anxiety/unhappiness, or can we be grateful? Drop the complaints, and find a way to be grateful, no matter what. And then smile. This unbending habit can change your life.
  5. Create stress coping habits. Many times, when we are faced with stress, we have unhealthy responses — anger, feeling overwhelmed and withdrawing, eating junk food, drinking alcohol or taking drugs, shopping or otherwise buying stuff, going to time-wasting sites, procrastinating, and so on. Instead, we need healthy ways to cope with stress, which will come inevitably. When you notice stress, watch how you cope with it, and then replace any unhealthy coping habits with healthier ones. Healthy stress coping habits include: drinking tea, exercise, yoga, meditation, massaging your own neck & shoulders, taking a walk, drinking some water, talking with someone you care about.
  6. Single-task. I’ve written numerous times in the past about single-tasking vs. multitasking, but I think people multitask now more than ever. People text while on the train, while walking, while driving. They tweet and post to Facebook and Instagram, they email and read blogs and news, they watch videos while getting things done, they watch TV while eating, they plan their day while doing chores. This is a great way to cause a level of anxiety that runs through everything you do, because you’re always worried you should be doing more, doing something else. What if, instead, you just did one thing, and learned to trust that you shouldn’t be doing anything else? It takes practice: just eat. Just wash your bowl. Just walk. Just talk to someone. Just read one article or book, without switching. Just write. Just do your email, one at a time, until your inbox is empty. You’ll learn that there is peace in just doing one thing, and letting go of everything else.
  7. Reduce noise. Our lives are filled with all kinds of noise — visual clutter, notifications, social media, news, all the things we need to read. And truthfully, none of it is necessary. Reduce all these things and more, and create some space, some quiet, in your life.

Ultimate Beginner’s Guide to Tea

Speaking of calm habits, I helped create a new guide/course on tea: The Ultimate Beginner’s Guide to Tea. This isn’t an affiliate link and I don’t make any money if you buy it — I just recommend it because Jesse Jacobs is a great tea teacher, and he’s created something wonderful at Samovar Tea Lounge. It’s one of my favorite places in the world, and tea has become a deeply ingrained part of my life.
Check it out, and learn more about tea with me and Jesse: The Ultimate Beginner’s Guide to Tea.

Fonte: http://zenhabits.net/calm/

segunda-feira, março 11, 2013

5 MANEIRAS DE MELHORAR DRASTICAMENTE O HUMOR

Os estados de humor têm uma forte influência na nossa vida. Os estados de humor influenciam a forma como pensamos, sentimos e agimos no mundo. Saber regular o nosso humor é uma vantagem para sermos assertivos e tomarmos decisões acertadas de acordo com os nossos objetivos de vida. Nem sempre conseguimos garantir uma estabilidade no humor, por vezes o humor diminui e com isso pode surgir o abatimento, a angústia, a raiva, a irritabilidade, e nos casos mais severos conduzir-nos a algum tipo de transtorno psicológico como a ansiedade ou a depressão. Poucos de nós foram ensinados a regular as nossas emoções indesejáveis e, portanto, poucas pessoas são capazes de manter um nível constante de humor “bom” o dia todo.

Infelizmente, existem momentos ao longo do dia que, quando o nosso humor diminui podem afetar negativamente os processos e os resultados de uma situação. As sugestões que apresento mais abaixo podem ser usadas antes de qualquer evento importante, e igualmente  quando você reconhece que preferiria estar num estado de humor melhor.

1. SEJA GRATO
Pode parecer “cliché” sermos gratos por aquilo que temos ou conseguimos fazer, ou expressar gratidão aos outros. Com as imensas tarefas que temos de realizar diariamente, e com o apurado detetor de mal estar que possuímos no nosso organismo, que nos empurra a atenção para o que não está bem na nossa vida, ou para aquilo que nos causa sofrimento, dor, desilusão, angústia, ansiedade, irritabilidade, entre outros, tendemos a não olhar para o que temos de bom ao nosso redor.

Nos próximos cinco minutos faça um exercício de gratidão. Tome consciência dos seus cinco sentidos (ou se for o caso, para o máximo de sentidos funcionais) e tente observar o máximo de estímulos que consegue tomar consciência e dos quais gosta, tira prazer e satisfação. Faça isso. Seja tão específico quanto conseguir. Observe a sua capacidade de ouvir os sons de que gosta, de ver as paisagens que o inspiram, de cheirar, de tocar e de saborear tudo o que o faz sentir-se bem. Tome consciência do quão importante tudo isso é na sua vida, e que está ao seu dispor e alcance.

Em seguida você pode tomar consciência das pessoas que o influenciaram positivamente, seja grato pelas pessoas que melhoraram a sua vida. Você pode agradecer o seu trabalho, os seus bens materiais  o seu carro e todas as outras coisas na sua vida que a tornam mais fácil e melhor. Eu particularmente, muitas vezes penso e sou grato por este magnífico planeta sem o qual nada disso seria possível.

Tomar consciência de tudo quanto é bom ao seu redor e ser grato por isso, no inicio  pode ser estranho, mas, certamente num período breve você irá perceber o enorme benefício de ter abraçado a prática da gratidão.

Dica: A gratidão é uma das muitas formas de saber apreciar, de saber envolver-se e ligar-se às coisas boas que existem na sua vida.

2. PRATIQUE O SORRISO
Não quero transmitir a ideia de que se você tem motivos para estar mal humorado, que deverá desatar às gargalhadas, nada disso. O que pretendo transmitir, é que se você está com o seu humor em baixo e pretende elevá-lo, pode utilizar o sorriso como uma forma simples e eficaz para sentir-se melhor. E, para que consiga sorrir é necessário que se abra a essa possibilidade. É importante que se predisponha a ser simpático para com as outras pessoas, e consiga prestar atenção às situações ou conversas que podem promover o seu sorriso. Ainda assim, pode sempre forçar um pouco, ouvindo anedotas, ver um filme cómico, ou conviver com aqueles amigos mais animados e brincalhões. Pode ainda você mesmo dizer uma piada ou descrever uma experiência sua que tenha sido engraçada. O mais importante de tudo, é realmente estar predisposto a mudar o seu humor usando o sorriso.



3. ESCOLHA AS SUAS PALAVRAS
As palavras têm um enorme poder em todo o nosso ser. As palavras podem transmitir-nos energia, alegria, impulso, motivação e assim, terem um enorme impacto positivo. Ao pensar ou dizer palavras capacitadoras ou calmantes, você vai mudar o seu humor para melhor. Em seguida apresento algumas palavras poderosas, pondere utilizá-las ou escolha as suas próprias palavras que mexem consigo de forma positiva.

Palavras capacitadoras:

Magnífico
Maravilhoso
Espetacular
Perfeito
Glorioso
Soberbo
Extraordinário
Bombástico
Palavras calmantes:

Pacífico
Sereno
Tranquilo
Paz
Calma
4. RESPIRE PROFUNDAMENTE
A respiração consciente é uma das formas mais rápidas de abandonar os pensamentos negativos e focar-se  no momento presente. Inspire e expire de forma lenta e profunda. Concentre-se nas sensações físicas da respiração. Foque a sua atenção no ar que entra e sai pelo seu nariz. Sinta o ar fresco que entra e sai à medida que vai respirando de forma lenta e profunda.

Se você está stressado, ansioso, angustiado, irritado ou frustrado, há dois métodos que você pode usar depois de estabilizar a sua respiração com o método anterior:

A – Tape a sua narina direita e inspire e expire pela narina esquerda. Faça o mesmo processo mas desta vez usando a inspiração e expiração usando a narina direita e tapando a esquerda.
B – Inspire pelo nariz e expire lentamente pela boca.
A respiração intencional e focada nas sensações físicas que resultam da inspiração e expiração, permite relaxar o corpo e ao mesmo tempo, mesmo que temporariamente, a mente afasta-se dos pensamentos que têm vindo a dar suporte ao estado de mau humor ou humor diminuído.

5. ENVOLVA-SE COM AS SUAS AÇÕES
Relembre um momento em que você foi criança. Tente avivar as imagens que guarda acerca da forma como se envolvia nas suas brincadeiras. Visualize a alegria, a excitação e o envolvimento que você tinha nas coisas que fazia quando era jovem. Essa capacidade de tirar proveito, gozo e satisfação das tarefas que realizamos, por vezes, na idade mais avançada vai-se perdendo. Muitos de nós perdemos ou enfraquecemos a habilidade de nos envolvermos profundamente nas atividades que nos dão satisfação, alegria e gozo.

Ser for o seu caso, envolva-se nas brincadeiras com os seus filhos. Se não tiver filhos, envolva-se nas atividades que gosta de realizar, foque-se nisso. Certamente irá usufruir do fenómeno do envolvimento, que dá origem a outro fenómeno, que é esquecer-se de si mesmo, do tempo e das arrelias da vida. O envolvimento com aquilo que interage e gosta, promove o seu bem-estar, e consequentemente melhora o seu humor.  Envolva-se nas atividades que lhe dão prazer, envolva-se com as pessoas que gosta, com o livro que adora ler, com a música que gosta de ouvir, entre outras coisas. Quando fluímos com aquilo que fazemos, e gostamos, é libertado no nosso organismo um químico (endorfina) que nos faz sentir bem. O envolvimento e imersão com as atividades que praticamos promovem o bem-estar.

Fonte: http://www.escolapsicologia.com/5-maneiras-de-melhorar-drasticamente-o-humor/

sábado, março 09, 2013

Les secrets du succès et de la paix intérieure

 
  1. j0400694 resize Avoir un esprit ouvert à tout et attaché à rien. Croire que tout est possible si on a suffisamment de volonté. Renoncer totalement à ce à quoi on est attaché (lieu, objet, personne). Accueillir ce que nous offre l'Univers sans juger.
     
  2. Jouer sa propre musique intérieure. Écouter son coeur. Prendre des risques pour sa passion. Savoir que l'échec n'est qu'une illusion et qu'il ne faut pas en avoir peur.
     
  3. Vous ne pouvez pas donner ce que vous ne possédez pas. Changer ce que nous n'aimons pas en nous. S'aimer soi-même et se respecter. Trouver son but.
     
  4. Adopter le silence. Découvrir la valeur du silence. Intégrer plus de silence dans sa vie. Prendre consciemment contact avec Dieu.
     
  5. Renoncer à son histoire personnelle. Décrocher du passé. Vivre l'instant présent et acceptez la réalité telle qu'elle est.
     
  6. Il est impossible de résoudre un problème avec le même esprit qui l'a créé. Accepter le monde tel qu'il est. Savoir qu'il existe un lien entre chaque individu, que nous sommes tous liés.
     
  7. Il n'y a pas de ressentiment justifié. Accepter l'opinion des autres même si elle est différente de la nôtre. Pardonner quand c'est nécessaire de pardonner.
     
  8. Traitez-vous comme la personne que vous aimeriez être. Faire partout place à l'inspiration.
     
  9. Chérissez le divin en vous. Vous êtes Dieu créateur de votre vie et du monde dans lequel vous vivez.
     
  10. Être positif et penser positivement.
 
Source : Dr. Wayne DyerLes dix secrets du succès et de la paix intérieure - Écouter son âme, ouvrir son coeur

http://www.chemindevie.net/article-les-secrets-du-succes-et-de-la-paix-interieure-115719925.html

quarta-feira, março 06, 2013

Les 4 niveaux de conscience

 



1. Inconscience Inconsciente
À ce stade, vous n’êtes pas conscient de votre inconscience. Vous attirez choses négatives dans votre vie et ce, à un rythme assez rapide. C’est comme si vous aviez créé une boule d’énergie négative qui vous emmène vers le bas. Ce n’est jamais de votre faute et vous cherchez toujours le responsable de vos malheurs.

2. Inconscience Consciente
Ici, vous êtes conscient de vos pensées négatives et des conséquences qui peuvent s’ensuivre. Vous voyez votre pattern négatif et vous êtes devenu assez conscient ce que vous êtes en train d’attirer à vous. Vous pourriez ne pas aimer ce que vous attirez à vous, mais vous en prenez la responsabilité.

3. Conscience Consciente
Vous décidez volontairement d’avoir des pensées pures et positives au sujet de votre objectif, et vous enlevez toutes les résistances qui pourraient empêcher sa réalisation. Et effectivement, cela se produit. Cela pourrait être aussi simple que de visualiser qu’un espace de stationnement se libère juste pour vous au centre commercial. Vous en avez clairement l’intention, vous permettez que cela se produise et vous le reconnaissez lorsque cela arrive.

4. Conscience Inconsciente
Lorsque vous arrivez à ce point, vous ne faites pas d’efforts pour créer les choses dans votre vie. Vous savez comment votre esprit fonctionne et vous passez un moment chaque jour à lui donner de l’importance. Les nouvelles créations viennent à vous aisément et rapidement. Vous avez construit une boule d’énergie positive qui continue de rouler devant vous en votre faveur. Et les gens disent que vous êtes une personne chanceuse!

« La plus grande découverte de ma génération est que les êtres humains peuvent modifier leur vie en modifiant leurs attitudes mentales » - William James


Source 
http://www.chemindevie.net/article-les-4-niveaux-de-conscience-115264106.html

segunda-feira, março 04, 2013

SIMPLIFIQUE A SUA VIDA: MELHORE O SEU BEM-ESTAR COM PENSAMENTOS PRÁTICOS

A vida é complexamente simples. Com todas as vicissitudes inerentes à vida, saber olhá-la de forma simples e prática é o equilíbrio necessário para esbater a sua complexidade. A vida não é estática. A vida é multifacetada na sua essência. A vida é relativa. E o sentido da vida, é aquele que cada um lhe quer dar. Nas suas múltiplas formas a vida deixa-nos espaço para exercermos o livre arbitrio. Temos oportunidade de fazer escolhas que realmente afetam a nossa vida. É no intervalo que ponderamos as nossas escolhas e o momento de passar à ação que temos a possibilidade de simplificar a nossa vida. E, a vida será tanto mais simplificada quanto mais conseguirmos adequar os nossos pensamentos de forma prática aos desafios que nos vamos deparando no nosso dia a dia.

Em seguida apresento algumas sugestões de pensamentos práticos que certamente podem ter o poder de simplificar a sua vida:

FLEXIBILIDADE DE PENSAMENTO
Todos temos uma tendência natural para nos acostumarmos a padrões de comportamentos, a formas de fazer as coisas através de determinados procedimentos a que podemos chamar de hábitos. Esses hábitos têm uma vantagem, eles facilitam-nos a vida. Permitem que possamos agir com confiança e certeza, dado que na grande maioria das vezes conseguimos saber de forma antecipada o resultados das nossas ações. Até aqui tudo bem, os hábitos são vantajosos. No entanto, esses mesmos hábitos comportamentais são suportados por formas padronizadas de pensar, o que pode, por vezes, ser uma desvantagem. Essa desvantagem manifesta-se sempre que necessitamos alargar o nosso ponto de vista ou olhar por uma outra perspetiva aquilo a que estamos habituados. Se assim não fosse, se não tivessemos que nos adaptar e descobrir novas formas de pensar e agir para melhorar problemas, a humanidade não se tinha desenvolvido. A flexibilidade de pensamento é um recurso extraordinário para a adequação e simplificação da vida. Para aprofundar este assunto leia: Como melhorar a sua flexibilidade de pensamento.

“É difícil abrir os olhos para a nossa realidade em constante mudança, com toda a sua grandeza, beleza, força e oportunidades, quando a nossa mente formou opiniões particulares demasiado rígidas sobre essa realidade.” – Miguel Lucas

O SOFRIMENTO É UMA CONSTANTE NA VIDA
Aceitar e permitir que a “negatividade” ocasional desempenhe um papel na felicidade, ajuda a criar o espaço necessário para uma resposta assertiva para a vida. Saber olhar o lado escuro da vida e até mesmo experimentá-la, ocasionalmente, não é o problema. No entanto, olhar apenas o lado escuro e vivê-lo sem uma forte razão, é o problema. Temos de ser capazes de ver o que é.

ABANDONAR A BATALHA ENTRE O DESEJO E O MEDO
Se o impulso para a frente é alimentado pelo seu desejo, então a força do seu desejo determina a velocidade do seu avanço. Por outras palavras, quanto mais você quiser alguma coisa, mais rápido sua energia ou ímpeto se move, e quanto mais rápido você está sendo impelido para a frente, mais certo será o retorno positivo. Quanto mais forte a sua resistência ou crenças limitantes, mais e maiores serão os obstáculos no seu caminho.

Então, o quão você está se movendo rapidamente em direção ao que quer é sempre um produto de quanto você quer e de quanto está contradizendo esse desejo. Se o seu desejo é forte, se você realmente quer algo, o caminho será percorrido mais rapidamente e com uma grande dose de força. Se você tiver um pouquinho de dúvida, você vai ser quebrado através desses obstáculos, e quase de forma impercetível. Se você tem uma forte vontade e igualmente uma forte resistência, provavelmente vai bater nos obstáculos, uma e outra vez, avançando para a frente muito lentamente a cada batida, fazendo com que o progresso seja dolorosamente lento e penoso. Você está a mover-se para a frente, mas a um custo extremo. Abandone o medo, passando à ação corajosa.



A IMPORTÂNCIA DOS VALORES NUCLEARES
A fim de saber se aquilo que você acha que quer vai fazer o seu coração vibrar, você tem que saber o que são os seus valores fundamentais. Toda a decisão que você toma beneficia em ser baseada nos seus valores nucleares.

“Assim como o seu carro funciona de forma mais suave e requer menos energia para ir mais rápido e mais longe quando as rodas estão em perfeito alinhamento, você terá também um melhor desempenho quando os seus pensamentos, sentimentos, emoções, objetivos e valores estão em equilíbrio.” – Brian Tracy

Como hierarquizar os nossos valores ? Colocar em ordem de prioridade os nossos mais profundos valores faz alguma diferença?Hierarquizar os valores, tem a ver com aquilo pelo qual cada um de nós se movimenta na vida, o que verdadeiramente serve de orientador para a vida e para as decisões. Acresce o fato de se tivermos bem presente a hierarquização de valores, certamente irá contribuir para a diminuição de conflitos internos, seremos mais assertivos connosco e com os outros dentro da nossa perspetiva de vida.

Exemplos de valores nucleares: Conhecimento, coragem, justiça, amor, humanidade, espiritualidade, perseverança, integridade, amabilidade, modestia, perdão, gratidão, compaixão, prudência.

A PREOCUPAÇÃO EXCESSIVA É CONTRAPRODUCENTE
Pense nisto por um momento. Existem coisas com que você luta diariamente? Claro que existem, todos nós enfrentamos obstáculos na vida. O que aconteceria se você aceitasse a situação, ajudaria alguma coisa? Você pode apontar para um problema realmente ruim, um relacionamento abusivo, uma criança doente, uma doença terminal. E estes são problemas difíceis de lidar, obviamente que sim. Mas, ficar lutando contra isso funciona? Se há uma solução e você pode fazer algo a respeito, a preocupação excessiva não ajuda. Fazer algo sobre a situação, problema ou incómodo ajuda. Se não há solução, lutar contra o problema só faz com que você fique mais stressado e infeliz. Preocupar-se é como estar sentado num baloiço. Dá-lhe algo para fazer, mas não o leva a lugar nenhum.

A citação, atribuída ao Dalai Lama e parafraseada de várias maneiras diferentes, diz:

“Se não há solução para o problema, então não perca tempo preocupando-se com isso. Se houver uma solução para o problema, então não perca tempo preocupando-se com isso “.

MELHORAR A SATISFAÇÃO DE VIDA
A grande maioria das pessoas já tem o que precisa, a fim de desenvolver uma vida mais satisfatória. Você não precisa sair e comprar algo, você não tem necessariamente de obter isto ou aquilo. Você é a matéria-prima. O trabalho de crescimento pessoal não tem a ver com construir uma nova identidade, é um projeto de remodelação. As partes mais fracas podem ser reforçadas, reparadas e melhoradas. As partes mais dominantes, as partes problemáticas podem ser amenizados, disciplinadas, e refinadas, colocadas em segundo plano, em vez de ocupar o centro do palco. O crescimento psicológico é sobre a reorganização do mundo interior, não tem a ver com mudá-lo completamente. A intenção não é criar algo completamente novo, mas sim trabalhar com o que já existe em nós.

“Hoje, amanhã, e o maior número de dias possíveis eu vou fazer tudo que eu puder, com o que eu tenho, com o que eu sou … E vou deixar que aquilo que é suficientemente bom na minha vida seja bom o suficiente.” - Miguel Lucas

“Ninguém fica velho meramente por viver um número de anos. Nós tornamo-nos velhos por abandonarmos os nossos ideais. Os anos podem enrugar a pele, mas a falta de entusiasmo enruga a alma. ” - Samuel Ullman

ESTADO DE FLUXO COM A VIDA
Quando aprendemos a tirar partido das nossas ações, quando aprendemos a envolvermo-nos com as “coisas” que gostamos de fazer, quando nos envolvemos numa boa conversa, quando damos muito de  nós às “coisas” e às pessoas com quem interagimos e apreciamos, certamente o resultado será um retorno positivo. Quando nos ligamos às “coisas” da vida e perdemos a noção de nós mesmos e do tempo, estamos em estado de fluxo (Flow, em inglês). O estado de fluxo, é um estado de bem-aventurança, de total bem-estar e elevado desempenho.

“O mestre na arte da vida faz pouca distinção entre o seu trabalho e o lazer, a sua mente e o seu corpo, a sua informação e a sua recreação, o seu amor e a sua religião. Ele mal sabe qual é qual. Ele simplesmente persegue a sua visão de excelência em tudo o que faz, deixando os outros decidir se ele está trabalhando ou divertindo-se. Para ele, ele está sempre fazendo as duas coisas. “ – James Michener


CUIDAR DO SEU CORPO
O corpo é o nosso maior bem. Cuidar do corpo é construir a base do nosso bem-estar e felicidade. Por vezes, damos por garantido a saúde e funcionalidade do nosso corpo. Esquecemo-nos de honrar a nós mesmo. Ignoramos os seus alertas, e entramos em sofrimento físico e emocional. A vida torna-se mais difícil, e na hora de precisarmos de todos os nossos recursos disponíveis, aquele que mais nos pode ajudar (o corpo) está gritando ele mesmo (o corpo) por ajuda. Ajude-se a si mesmo, cuidando do seu corpo. Por exemplo, praticar exercício físico de forma regular.

“Desfrute de seu corpo, use-o de toda maneira que puder. Não tenha medo dele, ou o que os outros pensam dele, ele é o maior instrumento que você jamais vai possuir.” – Baz Luhrmann

PERSISTIR NAQUILO QUE GOSTA E É PRIMORDIAL PARA VOCÊ
Traçar objetivos é uma constante na nossa vida. Mas para alcançarmos alguns desses objetivos mais exigente, objetivos que desafiam as nossas capacidades, precisamos persistir. Precisamos manter os níveis motivacionais elevados e o foco naquilo que pode facilitar a sua realização. Precisamos mantermo-nos firmes perante os recuos e os fracassos. A persistência é um requisito básico para a obtenção dos objetivos que necessitam de elevado empenho e dedicação nossa.

Nada no mundo se compara à persistência. Nem o talento; não há nada mais comum do que homens mal sucedidos e com talento. Nem a genialidade; a existência de génios não recompensados é quase um provérbio. Nem a educação; o mundo está cheio de negligenciados educados. A persistência e determinação são, por si sós, omnipotentes. O slogan “não desista” já salvou e sempre salvará os problemas da raça humana. – Calvin Coolidge

Fonte: http://www.escolapsicologia.com/simplifique-a-sua-vida-melhore-o-seu-bem-estar-com-pensamentos-praticos/

domingo, março 03, 2013

As Emoções e sua relação com os nossos órgãos.


O Fígado:
Ele é responsável por desmoronar e armazenar e reconstruir a matéria.
Se a vida de uma pessoa desmorona, e não consegue realizar a tarefa de reconstrução, começa uma sensação de estar sobrecarregada, que pode criar ódio, raiva e ressentimento.
Muitas pessoas de fato estão sobrecarregadas pelas circunstâncias de suas vidas, mas o limite de c...
ada um varia muito e, claro, muitas pessoas têm diferentes neurose quando se sentem sobrecarregadas.
"Desmoronar é uma situação diretamente relacionada ao Baço
O Fígado é o grande processador das emoções, não somente da raiva."
Medicina Holistica Integrativa


Os Pulmões:
Eles têm duas funções: inspirar a vida e expressar idéias através da fala.
Se você tiver problemas com os pulmões, uma expressão está sendo sufocada, não consegue se expressar livremente, em alguma área de sua vida.
Quando uma palavra subjuga uma criança, a criança pode se tornar muito barulhenta e sempre empurra os outros para apenas ouvir, que é um dos órgãos do corpo e sua relação com a estimulação de emoções em os pulmões, ou desistir, porque somos oprimidos e fechar nossa comunicação, e depois temos os pulmões fracos.
Geralmente, se você tem problemas pulmonares, é porque precisa ser ouvida e aprender novas formas de comunicação.
Ao se sentir oprimida lembre-se que assim que se aproxima de algumas pessoas poderá sentir-se oprimida em um segundo quando se aproxima delas e você se sente oprimida, é o que eu quero dizer.
Essas pessoas sugam sua energia de tal forma tão completa que a outra se sente incapaz de drenar a sua, por isso toda a redução do estresse é uma grande ajuda.
A meditação reduz o stress e se elas aprendem a fazê-lo corretamente é muito útil, mas se o fizerem apenas um curto período de tempo vai não obter o efeito desejado.

Estômago:
É a assimilação das experiências de nossos ideais, e o que se sente e também o que acontece, não se consegue digerir as coisas corretamente, então, o estômago pode adoecer, como o resultado de preocupação ele cria uma fenda entre a mente e as emoções .
Lembre-se novamente que se sente também com o que acontece, e para muitas pessoas é a verdade, muitas questões ao mesmo tempo, tudo está acontecendo intensamente e todo o tempo, sendo eles mesmos que estão criando tudo isso, como são os padrões de comportamento, então você tem que olhar.


O Pâncreas:
Isso tem a ver com o açúcar e a doçura da vida, pode ser danificada por amargura, especialmente uma mãe muito amarga, existe muitas pessoas tendo este problema.

Rim:
Envolvem emoções e são os processadores do canal de água mais importante, porque é onde é armazenado os temores resultantes dos traumas, que possam prejudicar a vitalidade dos blocos individuais a sua motivação e entusiasmo.
Quando o medo é armazenado nos rins, o indivíduo se tornará incapaz de lidar com situações emocionais no futuro.

O Baço:
Mantém fracassos, desejos de morte, apatia, e se uma pessoa enfrenta mais dificuldades do que ele pode suportar, pode desistir, pode-se acreditar que eles realmente falhou e perdeu a vontade de viver, e seu desejo de viver .
Os problemas de circulação e digestão, a preguiça, porque os sentimentos estão morrendo, e você tem que intelectualizar tudo, e você sente esse tipo de apatia e interiormente suporta alimentando-o.
É um problema do baço.
"Desmoronar é uma situação diretamente relacionada ao Baço.
Obs de Medicina Holística Integrativa "

As gônadas:
Eles armazenam no inconsciente, quando uma pessoa deixa a sua capacidade de lidar consigo mesmo por meio de drogas, álcool, lesões, acidentes, quando você perde o seu próprio empoderamento, energias além do nosso controle podem envolver e nos possuir.
Algumas pessoas que deixaram a vida tomar o seu próprio rumo em qualquer área, já que a natureza não gosta de um vácuo e há buracos na aura, então geralmente têm coisas que lhes são inerentes.

Coração:
É sobre o amor, e sobre os danos ao coração devido a perda, quando você confia em alguém de uma pessoa em um, e que nos leva a temer mais perdas, bem como possessividade, ciúme, egoísmo , que é todo o dano que ja sofreu o coração que está quebrado.

Vesícula Biliar:
Ele é o precursor de ter problemas cardíacos e está danificado pelo medo da perda, e todas as tensões resultantes de uma falta de confiança na vida.
É a ansiedade sobre o futuro e aqui está a olhar para a questão da concepção, se os pais não são bons quando você foi concebido, se a alma passou por um momento de trauma e não eram bem-vindos para a nova encarnação, e é uma grande decepção a alma no caminho que os pais vão cuidar da criança, problemas entoam na vesícula biliar.

A mama:
Eles representam o aspecto feminino de nutrientes, bem como a sexualidade e armazena os sentimentos da mulher sobre sua sexualidade e como os homens a vê.
Portanto, se há um trauma sexual, a repressão, o ressentimento em relação às expectativas de seu papel, então pode acontecer a qualquer dano.

Pernas:
Eles nos levam para a frente, podemos dizer, os problemas surgem quando a pessoa não teve a coragem de dar um passo atrás.
Muitas vezes é porque essas pessoas não tiveram o apoio que ele ou ela sentiu necessidade, e, em seguida, começar a ter problemas com as pernas.

Mãos:
Correspondem ao dar e receber, e o problema se desenvolve quando uma pessoa não se sente igual aos outros, e não pode encontrar o justo equilíbrio entre dar e receber.
Isso tem a ver com se você usar sua força de vontade ou cessionários.
Este desequilíbrio é causado por um ego superdesenvolvido ou a falta de auto-estima.

O Pescoço:
É a parte flexível da coluna, é o equilíbrio da sua vontade com flexibilidade.

A gola é uma tensão, rígida no pescoço que sente muito duro, quando mantém alguns conceitos rígidos e estes são desafiados.

Cabelo:
É governado pelo fígado para que a perda de cabelo é causada pelo apego rigidamente a raiva ou a raiva.
Quando alguém impõe sua vontade aos outros, só para provar seu ponto de vista, um é trazer à tona ressentimentos do passado, ou recordar.
É o cabeça-dura.
Eles podem ter problemas com cabelo.

Quadris:
São os pontos de equilíbrio são a energia criativa associada à criação dos filhos.
É a nossa capacidade de levantar-se e ficae por nossa conta, a flexibilidade nos quadris, está relacionada com o seu sentido de liberdade pessoal, e aqui olhamos para adolescentes, que produzem faixas de seu primeiro sentimento de separação dos pais , as expectativas, seus endereços, temos uma entidade sexual.
Se alguém se rende ao controle dos pais, como adolescentes, em vez de encontrar a nossa própria direção, em seguida, os quadris não se desenvolvem adequadamente.
Assim, a deterioração dos quadris realmente decorre de uma culpa sexual, de modo que se sente culpa e ressentimento, porque nós permitimos que outros tomem decisões por conta própria, e temos manifestado a nossa força, temos também a deterioração dos quadris.

A Tiróide:
Este é o lugar onde armazenamos a raiva, o desejo de poder, atitudes rígidas quando a tireóide não funciona bem.
Existe uma calcificação anormal nos ossos, e pode também desenvolver artrite e de um corpo rígido em uma mente rígida.

Timo:
O medo rege o nosso sistema imunológico o medo faz uma pessoa voltar se encolher e pode perder a integridade numa situação, e quando isso acontece, o corpo permite a entrada de vírus.
Quando você tem um vírus, você tem que olhar onde o medo entrou em sua vida, você tem que voltar a atenção a essa situação e imaginar diferente e alterá-la para ajudar a combater o vírus.

Glândulas supra-renais:
A Dor armazenada nos leva a sentimentos de ser vítimas e complexos, é lutar ou escapar?
Sempre acredite que há algo lá fora, que vai capacitá-los,ajudá-los e está a persegui-los.
Quando eles não estão dispostos a suportar amorosamente a dolorosa experiência emocional, a pessoa reage como se o mundo fosse responsável por sua experiência dolorosa, e esquece que cada pessoa é responsável pela sua própria criação, da sua própria vida.


Hipófise:
As tristezas reprimidas, porque a experiência de tristeza ou dor pode ser uma porta ou portão para uma consciência mais elevada, após os julgamentos das glândulas menores são transmutadas.
Carinhosamente suportar a dor, apenas nos permite experienciar a dualidade e a reconciliação, e esta versão apenas faz parte do processo de ajuda da glândula pituitária.
A dualidade é certo e errado, bom e mau, positivo ou negativo, em todos os níveis.

A glândula pineal:
Você precisa de luz natural do dia, você precisa de entusiasmo e não é emoção suficiente em sua vida, a glândula pineal não está funcionando corretamente, então eles tem que sair na natureza, porque a natureza a fim de encontrar alguma luz natural, e que realmente vai ajudar.

Coluna:
A coluna vertebral é a sua vontade, a força de vontade, é como quando não se mantem o próprio ponto de vista diante da pressão que vem de fora, pode ter distorção escoliose, da coluna vertebral, a curva porque dobra sua força de vontade.
Quando se usa a coluna para fazer um trabalho espiritual, a nossa força de vontade está alinhada com a vontade divina, e que alguns chamam de co-criação, mas realmente é a espinha dorsal que se abre para a Kundalini, que é apenas a fêmea é na coluna e quando percebemos isso, ela está realizando.

Órgãos sexuais:
Eles estão jogando, isso, claro, é a sua capacidade de se expressar sexualmente.
Pode haver uma incapacidade de receber a fêmea, se os pais queriam um filho do sexo oposto, pode estar enfrentando uma moralidade própria e está realizando uma auto-punição.

As costas:
É o que você deixa para trás, o que você quer esquecer o que está no fundo da nossa mente, a parte inferior das costas é suportado e a dor nesta parte é quando uma pessoa sofre por não ter o apoio que ele ou ela acredita que precisa para conseguir algo.

Bexiga:
A água é a livre expressão, exteriormente expressar a emoção.
Se a bexiga é fraca, uma pessoa sente dificuldade em expressar sentimentos.

O Intestino Delgado:
É a fase final da digestão é o início da absorção, fornece a base para a construção e crescimento, constrói a sua personalidade, seu caráter, força de vontade, confiança, mas o mais importante de tudo é que ela reflete o estado mais importante de nossas vidas.
Então, realmente não podemos funcionar quando sofreu um grande embaraço.
Esse constrangimento sofrido na infância.
Eles estão muito conscientes, muito perto das pessoas, elas pensam que não estão concordando ou pensar sobre ele, mas lembre-se da escola, primeira menstruação, as crianças com quem bricavam, um membro da família que fez com que se sintam envergonhados.

O Intestino Grosso:
Tem a ver com a matéria sólida e isso bos mostra se somos capazes de lidar bem com todas as questões materiais.
O intestino grosso é sobre deixar ir e liberar totalmente todas as coisas que não nos servem, e a incapacidade de deixar ir pode ser o resultado de um medo da perda.
O que você irá perder se você deixar ir?
É preciso olhar para trás para o momento da concepção, o que formou a atitude da personalidade dessa pessoa.

Fonte: http://saintgermanchamavioleta.blogspot.pt/2013/02/as-emocoes-e-sua-relacao-com-os-nossos.html

sábado, março 02, 2013

5 OBSTÁCULOS À FELICIDADE E COMO SUPERÁ-LOS

A felicidade é um termo subjetivo. Felicidade pode significar coisas diferentes para pessoas diferentes. Mas há elementos comuns que se aplicam a todos nós, e que podem não estar devidamente explícitos para você. Deixe-me explicar. A maioria de nós acha que os obstáculos  à felicidade envolvem coisas como não ter dinheiro suficiente, estar num  relacionamento ruim, não ter sucesso, ou não sentir-se realizado. Seja qual for o caso, na ausência daquilo que não conseguimos obter ou alcançar, por vezes, justificamos a nossa infelicidade com coisas ou pessoas exteriores a nós. Ainda que alguns acontecimentos ou pessoas possam contribuir para a vivência de experiências menos boas, cada um de nós tem sempre em si mesmo a responsabilidade de tomar uma atitude. O caminho da felicidade ou infelicidade estabelece uma relação muito mais forte com a nossa reação aos acontecimentos, do que com aquilo que nos acontece. É óbvio que temos sempre de ser razoáveis na análise do impacto que determinados acontecimentos têm na vida de cada um de nós. Mas, ainda assim, mesmo nas situações mais catastróficas há sempre pessoas que conseguem erguer-se acima do seu sofrimento e encontrar um novo significado na vida e, consequentemente recuperar a sua felicidade.

Para você que pode estar a sentir a sua felicidade negativamente afetada e certamente pretende superar os seus dissabores, importa superar aquilo que se apresenta como obstáculos à sua felicidade. A boa notícia é, que existem algumas estratégias e esclarecimentos que podem funcionar como um enorme incentivo no resgate da sua felicidade.  São passos, dicas e formas de pensar que podem ser aplicadas no seu dia a dia, e que podem estar sobre o seu controle.

A seguir apresento alguns dos obstáculos mais comuns à felicidade e como superá-los:

FALTA DE AUTOVALORIZAÇÃO E AUTOACEITAÇÃO
Quando não valorizamos a nós mesmos, aquilo que possuímos, que sabemos fazer, e quando não sentimos apreço e estima pela pessoa que somos, afastamo-nos da criação de uma base sólida que possa edificar a construção da felicidade. Quando não aceitamos as nossas fraquezas, as nossas lutas, ou até mesmo as nossas dificuldades e incapacidades, colocamo-nos numa posição de desvantagem acerca de nós mesmos. Voltamo-nos contra nós mesmos, impedindo-nos de aceitar o estado ou situação que nos encontramos, dificultando as ações que poderiam solucionar os problemas e restituir o sentimento de bem estar e felicidade.

Quando não reconhecemos que somos os principais responsáveis pelas forma como encaramos o estado de infelicidade em que nos encontramos, não conseguimos ser capazes de reconhecer que somos igualmente os agentes da possível melhoria e que ela é possível e depende de nós.

Lição 1: Assuma a responsabilidade pela sua própria vida. Essa é a única maneira de recuperar a sua autoestima e controle sobre a mudança a implementar.  Verifique onde você está fazendo autosabotagem e pare com este tipo de comportamento. Comece a falar para si mesmo, e sobre si mesmo, em termos de autoresponsabilidade  e certamente vai  ver as circunstâncias da sua vida e você mesmo a mudar drasticamente para melhor.

Lição 2: Defina limites saudáveis acerca da sua responsabilidade sobre os acontecimentos de vida. Tente perceber que as atitudes negativas em nada melhoram o estado em que se encontra e que apesar de poderem existir pessoas e circunstâncias desfavoráveis, é a sua reação que mais impacto tem acerca da forma como você se sente na sua vida. Em seguida, faça escolhas sobre quem você quer ser na sua vida, tal como expliquei no artigo: Que tipo de pessoa você quer ser? Quais são as relações que são importantes para você? Quais são tóxicas? Tome as suas decisões com amor e compaixão e tente entender que isso não significa que você tem de se sentir diminuído ou subjugado. Quando nos beneficiamos e nos elevamos a nós mesmos todos saem beneficiados, começando por você.



FALTA DE CONFIANÇA E PROCURA DE APROVAÇÃO
Quando você procura a aprovação dos outros para viver a sua vida, você pode acabar correndo atrás de algo que não esteja de acordo com aquilo que lhe é significativo e o faz vibrar. Você permite que outros ditem o quão feliz você está  com base na aprovação ou não de quem você é ou o que está fazendo. Certamente, haverá sempre alguém que discorda de você ou não entende as suas escolhas, e se você vive a sua vida tentando fazer com que todos o aprovem, estará perdendo muito da sua energia pessoal. Isso, então, esgota a sua reserva de ímpeto para realizar coisas que o encaminhem rumo a uma felicidade sustentada por você. Esforce-se por desenvolver a autoconfiança, e melhore a  autoestima de forma a que não tenha de ficar drasticamente agarrado à opinião de alguém. Então, viva a sua vida como você melhor se sente, sem desculpas e sem ter que se defender ou justificar-se a alguém. Aqueles que realmente importa na sua vida certamente irão apoiá-lo de qualquer maneira, porque eles amam-no por aquilo que você é.

Lição 1: Desenvolva a sua confiança interior. Embora às vezes isso pareça mais fácil dizer do que fazer. É possível se você decidir que é aquilo você quer fazer. O primeiro passo para a confiança é a aceitação. Então, aceitar-se e aceitar o seu momento menos bom é primordial na sua recuperação. Você está exatamente onde eventualmente precisa estar para encaminhar-se no sentido de desenvolver-se em termos pessoais. Não descarte o seu valor e não se compare com os outros. Todos nós temos o nosso próprio caminho na vida, às vezes eles se cruzam, e às vezes não, mas de qualquer forma, cada um de nós somos valiosos da forma como somos, ainda que possamos mudar para melhor de acordo com os nosso objetivos. Pondere ler: 3 passos e 10 formas para construir a sua autoconfiança.

Lição 2: Faça as suas próprias escolhas. Conheça as suas motivações e faça o seu melhor para garantir que as suas escolhas são próativas, construtivas e alinhados com os seus verdadeiros desejos (e não os desejos do seu ego ou dos outros). Então, você vai construir a confiança necessária para seguir com essas escolhas. Acresce ainda o fato da sua confiança aumentada permitir enfrentar alguns dos seus medos, porque você vai perceber que quando as suas escolhas estão enraizadas na sua paixão e no seu verdadeiro querer, na verdade não existem fracassos, erros ou más escolhas, mas sim oportunidades de aprendizagem e crescimento. Sugiro que  pare de questionar a si mesmo e comece a tomar medidas para a sua melhoria de vida, agora mesmo.


FALTA DE ÍMPETO PRÓPRIO, SEGUINDO OS CAPRICHOS DO EGO
Quando você não tem a noção clara do caminho que quer percorrer ou não constrói os seus próprios motivos, pode ficar à mercê daquilo que os outros e a sociedade lhe transmitem. Corre o risco de movimentar-se por uma competitividade desmedida, pretendo obter mais do que os outros têm, ou comparar-se em demasia com a vida dos outros.  Quando você corre atrás de sonhos que são baseados em lacunas percebidas a coisas externas a você, como coisas materiais ou até mesmo relacionamentos, então você está procurando a felicidade no lugar errado. Não são as coisas ou as pessoas que mais contribuem para a felicidade, é sempre a motivação e as intenções por trás das nossos desejos que mais importam. Encontre a base da sua felicidade interior e todos os fatores externos poderão ser benéficos se funcionarem  como um reforço para a sua vida, ao invés de você depender deles para a sua plena felicidade.

Lição 1: Saber o que quer e porquê. Distinga os seus desejos autênticos dos não autênticos. Para fazer isso você  precisa prestar atenção aquilo que sente acerca dos seus desejos. O que você está sentido é uma falta que precisa preencher, uma espécie de desespero? Ou você está a sentir-se tranquilo e animado para manifestar o que sabe que quer e dentro de suas capacidades de conseguir fazer, ser e ter? Os seus motivos e intenções são o que determinam o curso de ação das suas experiências de vida? Se você conseguir descobrir “o que” e depois o “porquê”, você vai desenvolver um enorme ímpeto que o colocará numa posição vantajosa para viver e tornar reais os sonhos que idealiza  E a melhor parte é que você vai estar fazendo isso a partir de um estado de alegria e confiança interna, em vez de um estado de tensão e incerteza.

Lição 2: Muitas vezes a infelicidade resulta de sentimentos de “não ter o suficiente.”  Quando você sente algumas faltas na sua vida às quais dá uma extrema importância e significado, pode fazer com que  se sinta deprimido e solitário. Mas você pode mudar isso, adotando uma atitude positiva. No entanto, isso não significa fingir ser algo ou alguém que não é. Tudo isso significa que você se está tornando mais sensível e atento acerca daquilo que já tem na sua vida. Quando você está apreciando, significa que você não está desvalorizando. Portanto, não importa o quão pequeno possa ser aquilo que você contempla, encontrar algo para ser grato no momento, e construir o seu caminho sedimentado nesse sentimento permitir-lhe-á ver o mundo como um lugar próspero.

FALTA DE UM PROPÓSITO MAIOR, OBJETIVOS E VISÕES MAIS GRANDIOSAS
Quando você não traça um propósito bem definido pode perder, sendo muito mais fácil deixar levar-se pelos caminhos do ego que podem conduzi-lo à infelicidade. É por isso que é tão importante  descobrir o que mexe consigo, o que o impulsiona, o que o apaixona, e qual o propósitoem que você está direcionado e focado. Descubra aquilo que é significativo para você, invista nas ações e atividades que no seu retorno o fazem sentir-se bem, com um senso de felicidade. Pondere ler: Clarifique a sua visão de sucesso.

Lição 1: Faça perguntas capacitadoras. A fim de encontrar o seu propósito, o que acabará por lhe trazer imensa alegria e satisfação, pergunte a si mesmo questões do género: “O que me motiva na minha vida? Porque coisas eu sou apaixonado? Quais as qualidades que eu tenho que podem ser valorizadas e compartilhadas com o mundo? No que eu sou excecionalmente bom? Que tipo de pessoa quero eu ser? O  legado quero deixar? “

Lição 2: Funda-se ao seu propósito. Lembre-se que o seu propósito é algo que beneficia do seu total envolvimento. Não tem apenas a ver com a sua vocação. Olhe para as suas paixões e desejos mais verdadeiros e lá você vai encontrar o seu propósito.


FALTA DE PRIORIDADES E ENERGIA DISPERSA
É importante definir o que a felicidade significa para você, pessoalmente, e depois priorizar as coisas, pessoas e atividades que mais significado têm para você. Em seguida, dê tempo para que as coisas possam surtir efeito. É uma questão de equilíbrio e de delegação, quando necessário. Trata-se de encontrar a sua força interior, o que lhe dá a energia e motivação para tudo que você pretende realizar na vida.

Lição 1: O que é importante para você? Se você retirar as distrações da sua vida por um momento, o que resta?  Descubra o que é mais importante para você e, em seguida, certifique-se de fazer disso uma prioridade em sua vida. Pondere ler: Construa  a base do seu poder.

Lição 2: Compreender que ser equilibrado na sua vida é extremamente importante para a sua felicidade e bem estar. Isso não significa que às vezes algumas coisas não irão ser alvo da sua atenção mais do que outras. Significa simplesmente que se você olhar para cada ano ou até mesmo a cada mês da sua vida, por exemplo, que você vai ser capaz de dizer que deu a cada área da sua vida a devida atenção. Isso significa que você percebe que a vida não é um lugar onde obtém tudo o que deseja, mas sim, que terá tanto mais sucesso quando mais investir nas vária áreas da sua vida que contribuem para a sua felicidade e realização pessoal. Assim, aprender a priorizar permitirá menos arrependimentos acerca daquilo que desejava ter feito e não deu a devida atenção. Faça com que a sua vida seja preenchida com o seu propósito, energia e motivação, fazendo com que cada momento conte, e você fertilizará o terreno para a felicidade. Pondere ler: Felicidade, construa o seu suporte.

CONCLUINDO
Nem sempre os obstáculos à nossa felicidade são facilmente percetíveis. Estes cinco obstáculos estão fortemente relacionados com a forma como interpretamos as nossas prioridades de vida, o significado que damos ao que fazemos e à interpretação daquilo que nos acontece. Se você pretende realmente construir uma felicidade e bem estar sustentado, torna-se premente abordar estas questões de uma forma ou de outra. Mas a escolha é sempre sua, e essa é a parte mais capacitadora.

Fonte: http://www.escolapsicologia.com/5-obstaculos-a-felicidade-e-como-supera-los/