sexta-feira, abril 30, 2010

Benefícios da Linhaça

Linhaça ameniza distúrbios da TPM e ajuda nos tratamentos de câncer de mama

Muito conhecida por suas diversas atuações positivas no organismo, os benefícios da semente de linhaça conquistam cada vez mais adeptos, que incorporam o consumo deste grão às suas rotinas alimentares.

Além de funcionar como uma vasta fonte de fibras e vitaminas, a ingestão do grão durante as refeições já é prática constante para quem busca um emagrecimento saudável, pois auxilia tanto na regularização intestinal quanto na diminuição do colesterol.
Com o devido acompanhamento e orientação médica, a linhaça age ainda como importante auxiliar em alguns quadros de distúrbios do diabetes, sistema vascular e melhora na retenção de líquidos.
A alta concentração de ômega 3 e ômega 6 faz do grão um precioso preventivo nos tão sentidos incômodos causados pela TPM, figurando ainda sobre os estrógenos e no controle dos tão temidos câncer de mama, colo e próstata.
Seja na forma de semente ou como farinha, o consumo de duas colheres de sopa ao dia é o ideal, fornecendo ao organismo melhores condições na prevenção e melhora de processos inflamatórios e doenças de pele como, por exemplo, a psoríase e eczemas.
A ação anti-inflamató ria da semente de linhaça garante controle e estabilização das taxas de colesterol e por esta razão já é vista como excelente agregador às defesas naturais do corpo humano, agindo também como auxiliar nos tratamentos de doenças reumáticas graves, acompanhadas de adequado tratamento médico.
Opção saudável e com funcionalidades que agem sobre todo sistema imunológico a integração do grão às refeições pode ser feita através da mistura da farinha aos alimentos, salpicada sobre saladas e frutas, batida ao iogurte ou leite e dos mais variados modos, sempre acompanhada da ingestão de líquidos.

Dra. Sylvana Braga


__,_._,___

quinta-feira, abril 29, 2010

Árvore Dos Problemas

Olá... Como vai?

Sua vida apresenta problemas de alguma natureza, seja no campo pessoal ou profissional? Alguma dificuldade ou grandes desafios?

Acredito que de alguma forma, qualquer um de nós tem seus momentos de maiores ou menores dificuldades, não é mesmo ?

Mas existe alguma fórmula para se livrar dos problemas? Tem como evitá-los?

Creio que não. Mas e quando acontecem, o que pode fazer com eles? Guardá-los na bolsa, na mala e ao final do dia, os levar para casa. Quando são de casa, os carregar para o trabalho ou escola, todas as manhãs?

Então deixe-me contar aqui a história da “Árvore Dos Problemas”, cuja autoria desconheço.

Esta é a história de um homem que contratou um carpinteiro para ajudar a arrumar algumas coisas na sua fazenda.

O primeiro dia do carpinteiro foi bastante difícil.

O pneu do carro furou, a serra elétrica quebrou e ele cortou o dedo. No final do dia seu carro não funcionou.

O homem que contratou o carpinteiro ofereceu-lhe uma carona para casa. Durante o caminho, o carpinteiro não falou nada.

Quando chegaram à casa do carpinteiro, ele convidou o homem a entrar e conhecer a sua família. Quando os dois homens estavam se encaminhando para a porta da frente, o carpinteiro parou junto a uma pequena árvore e, gentilmente, tocou as pontas dos galhos com as duas mãos.

Depois de abri a porta de sua casa, o carpinteiro transformou- se. Os traços tensos do seu rosto abriram-se em um grande sorriso, ele abraçou seus filhos e beijou sua esposa.

Um pouco mais tarde, o carpinteiro acompanhou sua visita ate o carro. Assim que eles passaram pela árvore, o homem perguntou:

- Por que você tocou na planta antes de entrar em casa?

- Ah! Esta é minha Árvore Dos Problemas.

- Eu sei que não posso evitar ter problemas no meu trabalho. Mas eles não devem chegar até os meus filhos e minha esposa. Então toda noite eu deixo os meus problemas nesta árvore quando chego em casa e os pego no dia seguinte.

- E você quer saber de uma coisa? Toda manhã, quando eu volto para buscar os meus problemas, eles não são nem metade do que eu me lembro de ter deixado na noite anterior.

Isso quer dizer que os problemas podem ficar maior de um dia para outro, se nós os alimentarmos durante uma noite mal dormida!

Que tal, agora você também ter sua própria “Árvores Dos Problemas”?

E não carregar mais problemas do dia a dia para dentro de casa!

Pense nisso...

Tenha um Bom Dia HOJE!



Abraço

Gelson

.


Fonte Grupo Yahoo curaespiritual

terça-feira, abril 27, 2010

Sou Imperfeito

Sou imperfeito, e percebo quando me deixo levar por palavras e

atitudes que tudo fazem para me colocar no chão.

É sou imperfeito porque mesmo estando equilibrado e consciente do que é

melhor para mim, deixo que a ira venha e se apodere de mim.

Sim eu reconheço o quanto sou pequeno e me deixo influenciar por

aquilo que não me agrada, e que está ai do meu lado justamente

para me testar e fazer ver o quanto ainda me falta.

É mais um tombo, sempre vão ficar marcas gravadas na alma mas sem

que mudem a minha essência.

Hora de levantar e pedir perdão ao pai que a tudo vê e tudo compreende.

Nenhum tombo é tão grande que os pedaços não possam ser juntados e

com muita vontade mais uma jornada seja iniciada.

Com a ajuda daqueles que verdadeiramente lhe conhecem e o veem como

realmente é, não o julgam, não o acusam, não lhe ferem.

Sua alma ferida, a angustia do seu ser em saber que ainda não está pronto.

O tombo que aceitaste não precisava ter acontecido, mas já que aconteceu

não se lamente, levante muito mais forte e nunca esqueça que viver é

travar uma batalha contra si mesmo todos os dias.

Vença essa batalha dominando a sua ira e não se deixando dominar por

energias contrárias das que busca, energias salutares que elevam o seu

ser e o aproximam dos que querem lhe ajudar.

Não se entregue ao desanimo, sabes quem pode lhe ajudar e sempre

estará de braços abertos para lhe acolher, basta abrir o coração e deixar

o amor entrar.



Gelson



Fonte Grupo Yahoo curaespiritual

.

domingo, abril 25, 2010

O Milagre da Cura está em seu coração

Fonte: www.cienciadafelici dade.org "Direitos autorais reservados da Happy Science-Japan"

Como o Mestre Ryuho Okawa tem nos ensinado, qualquer doença, antes de se manifestar neste mundo material, começa a tomar forma no mundo espiritual. Todas as doenças que surgem nas nossas vidas, primeiro surgiram na alma, para posteriormente influenciar a matéria. Isso significa que a perturbação do equilíbrio espiritual, isto é a quebra da paz em nosso coração, acumulou energia negativa que começou a somatizar a doença no corpo físico.

A doença também não surge da noite para o dia. Antes de se manifestar fisicamente, o fator causador da doença foi alimentado diariamente por semanas, meses e anos a fio. Após o acúmulo, essas energias negativas, que não foram dissipadas adequadamente, começam a atacar as partes do corpo mais vulneráveis ou relacionadas com o comportamento inadequado da pessoa.

Todos os nossos sentimentos, pensamentos, palavras e atos influenciam positiva ou negativamente na formação da doença.

Muitos ficam assustados ao contrair uma doença grave. É natural. Mas, isso piora o quadro clínico, pois o medo é um sentimento consumidor de energia. O Medo demosntra a falta de confiança em Deus. De fato, a primeira coisa que se sente é o coração bater mais forte devido a esse medo do desconhecido. O medo da morte faz o coração disparar e a pessoa começa a perder o ânimo para reagir. É preciso desenvolver mais a Fé e confiar em Deus. Confiar que no mundo espiritual existem seres elevados olhando e nos protegendo.

Logo ocorrem alguns pensamentos em seus corações: Por que eu? Eu não merecia! Deus não me ama! Não quero morrer! Essa vida não vale nada mesmo! !Que injustiça, logo eu ? etc.

Esse tipo de questionamento é natural no ser humano, que diante do problema se esqueceu dos momentos bons e tudo que tem recebido de Deus. Isso demonstra que de fato a pessoa estava tendendo para o lado da doença ou estava com uma fé sem uma base forte.

A formação da doença dura, às vezes, muitos e muitos anos. Por isso, quando surge de forma grave, para se proporcionar a cura, é necessário uma profunda reviravolta na forma de pensar da pessoa. Isso mesmo. A pessoa mudando a forma de pensar cura a doença, até mesmo



O que sente em seu coração determina a sua saúde.
Se você sente tristeza, desgosto, raiva, inveja, etc, está emitindo energia negativas que afetarão o seu corpo espiritual. Essas energias são densas e de baixa vibração, fazendo com que a parte do corpo correspondente se enfraqueça.

Mas, existe um outro ponto do qual nos esquecemos. Somos filhos de Deus, filhos do Eterno Buda. O corpo é uma máquina viva perfeita criada por Deus. Ao surgir qualquer problema, o corpo começa a combater esse problema, adotando medidas para erradicá-lo. Assim, sempre que alguma parte do corpo fica doente, imediatamente é acionado o processo de cura. Por isso é necessário descanso adequado, tal como noites bem dormida. Muitos não sabem, mas durante o sono ocorrem vários processos para restabelecer mais rapidamente o estado original do corpo. Assim, gradativamente, a parte doente do corpo vai sendo substituída e curada. Mas se a pessoa não repousa o suficiente, está sobrecarregando o sistema, e não haverá tempo suficiente para a cura total. Essa é uma das razões por que é preciso repouso, quando se fica doente.

Mas, para evitar que a doença cresça, é preciso eliminar o fator que gera a doença.

O que está causando a doença está no subconsciente da pessoa. Está encravado no fundo do coração. Esse fator precisa ser eliminado. Essa é a tarefa de quem adoeceu. Fazer uma profunda análise e descobrir por que ficou assim. Descobrir qual a lição que o destino está tentando lhes transmitir?

Só que diariamente, os pensamentos e sentimentos negativos tidos pela pessoa vão se acumulando no subconsciente. Vão sedimentando lá no fundo do coração e se transformarão numa densa nuvem de pensamentos desarmoniosos que poderão gerar doenças.

Esses pensamentos negativos acumulados durante muitos anos interferem no funcionamento do corpo e no processo de recuperação. Como o subconsciente vem fazendo o trabalho de recuperação do corpo, trocando as células doentes, mortas ou velhas por novas, acaba gerando uma nova célula doente. Essa é a origem do câncer e de outras doenças que atacam os diferentes órgãos do corpo. O poder de cura do corpo, que se encontra no subconsciente, recebe a interferência dessa nuvem de pensamentos negativos sedimentada dentro do coração. Assim, esse poder de cura, quando não corretamente aplicado, acaba tornando-se uma força que vai destruindo o corpo humano.

Esse é o processo de geração do câncer. São células que atacam o corpo humano, objetivando a sua destruição. Comparativamente, é como se fosse uma rebelião de pessoas contra o governo de um país. Elea, por terem objetivos nocivos e nefastos, começam a atacar partes do país, visando destruir o governante.

Assim, o câncer tem origem nos pensamentos e idéias que culpam os outros, ou a si mesmo, críticas severas feitas por um período muito longo, ódio ou raiva acumuladas formam essa nuvem negativa e destrutiva.

Sim, a prática de pensamentos que julgam ou culpam aos outros ou a si mesmo vai acumulando energia nefasta que tem o poder de transformar o poder de cura do organismo em poder de destruição, criando células cancerosas que consomem o próprio corpo.

No entanto, da mesma forma que se possui poder para criar células destrutivas, o ser humano também tem o poder de curar a doença.

Como curar o câncer?
É preciso gerar pensamentos inversos ao de destruição. É preciso gerar pensamentos construtivos. Ao mudar a forma de pensar, passando a desejar ardentemente a ajudar as pessoas, ajudar a construir um mundo melhor, ajudar a construir uma família melhor, ajudar a construir uma sociedade melhor, se perdoar e se predispor a criar coisas boas para os bem dos outros, fará a doença parar de crescer e gradativamente começará a sarar.

Simultaneamente, a pessoa deve continuar com os tratamentos médicos normalmente, pois ajudará a recuperação atacando tanto do lado material quanto espiritual. Precisa crer que os tramentos médicos ajudarão. Confie que os anjos guiarão você para um médico eficiente e que esse médico receberá a iluminação espiritual para medicá-lo.

Veja abaixo uma lista de pontos que devem ser revistos na auto-reflexão para prevenir-se e curar-se do câncer e de outras doenças destrutivas;

Ao rever esse pontos, a doença certamente começará a reverter, fazendo com que o poder de cura manifeste-se mais forte e rapidamente.


Praticar diariamente, várias vezes se possível, a auto-reflexão sobre os pontos listados abaixo. Na reflexão, lembre-se de cada pessoa de sua família, pais, irmãos, filhos, tios, cônjuge, amigos, colegas de trabalho, chefes, professores, subordinados, vizinhos e qualquer outra pessoa com a qual tenha se relacionado passado:



1 - Praticar a Gratidão:


Agradecer a Deus por todas as coisas que você tem, roupas, alimentos, bens, casa, carro,etc..




Agradecer a todas as pessoas, pais, filhos, irmãos, cônjuge, avós, parentes, amigos, colegas, vizinhos, etc.;




Agradecer ao seu país, estado, cidade, comunidade, vila, religião, clube, sociedade. Enfim, você deve se tornar uma célula do seu meio ambiente que trabalha para o bem do corpo de seu país e das pessoas que vivem na sua localidade.



2 - Eliminar o ódio:

A raiva, desprezo e aversão às pessoas deve ser eliminada;




Exercitar constantemente o perdão para com todos;




Deixar de se irritar com as pessoas;




Não deixar se preencher pela raiva;




Aceitar que as pessoas ajam do jeito que elas quiserem, sem criticá-las ou desejar impedi-las;




Passe a incentivar a liberdade de ação das pessoas.




Respeite a vontade dos outros;




Não desejar que elas se mofiquem para atender os seus desejos;



3 - Eliminar a inveja:

Não desejar as coisas dos outros;




Deixar de cobiçar as coisas alheias, pois gera muita energia negativa e é um pensamento destrutivo;




Ser grato a Deus pelas coisas, status e riqueza que os outros possuem, pois também é manifestação da prosperidade Divina na vida deles;




Alegrar-se com o sucesso dos outros;




Parar de querer ser igual ao outros;




Abandonar o desejo de ser famoso ou importante;




Abandonar o desejo de ser reconhecido pelos outros.



4 - Eliminar a Crítica

Parar de Criticar por palavras e mentalmente;




Aceitar as pessoas como elas são;




Reverenciar as pessoas;




Colocar-se no lugar das pessoas;




Procurar reconhecer o ponto de vista dos outros;




Não fazer fofoca e nem falar mal dos outros;




Não denegrir a imagem das pessoas;




Exercitar o elogio às pessoas;




Olhar somente os pontos bons das pessoas.



5- Eliminar o Ciúme

O ciúme é um medo forte de perder alguma coisa ou pessoa, gerando um sentimento animal de proteção àquilo que você acha que lhe pertence;




O cíume é muito parecido com a inveja, só que para se auto-proteção. Para vencê-lo desapegue-se das coisas. Nada se pode levar para o outro mundo, além do nosso espírito;




O ciúme destrói o relacionamento entre as pessoas, pois é uma desconfiança desnecessária. Pare de desconfiar e confie de coração;




Contente-se com o que tem;




Saiba ser satisfeito com o que recebeu de Deus;




Saiba ser contente com o que as pessoas lhe dão;




Você não é dono do seu cônjuge, seus filhos, ou qualquer outro ser. Portanto deixem-nos seguir o seu próprio caminho; Eles têm o direito de se relacionar com outras pessoas livremente;




Não prenda as pessoas a si; Pelo contrário, liberte-as;



6 - Eliminar a Lamentação ou Auto-piedade

Pare de reclamar das coisas;




Aceite e alegre-se com as coisas como são;




Pare de reclamar da situação, do ambiente, do governo, etc;




Aceite e tente ver o lado bom de cada situação;




Pare de achar que é o coitadinho e desprezado; Todos são filhos amados de Deus;




Abandone o sentimento de inferioridade;




Adquira a auto-confianç a como um verdadeiro filho de Deus.



8 - Eliminar o sentimento de Revolta

Pare de se revoltar contra as pessoas, coisas, sistemas e aceite tudo como é;



•Se tiver opiniões para melhorar as coisas, dê sugestões; mas nunca seja contra;

Não estimule as outras pessoas à revolta;




Não alimente a vingança e nem queira dar o troco para nínguém;




Desenvolva um coração humilde, que aceita as condições e as circunstâncias;




Acredite que tudo lhe foi oferecido assim para que cresça espiritualmente; Desenvolver é a sua missão;




Obedeça ao seu chefe, patrão, superior hierárquico, pais, etc, com um coração humilde e aberto;




Aceite as regras do país em que vive, as leis, os regulamentos, sem se revoltar, tornando-se um cidadão exemplar;




Abandone o desejo levar vantagem em tudo;



9 – Fortaleça a Fé


Desenvolva a Fé em Deus ou Buda;




Acredite que no mundo espiritual há seres preocupados contigo e que estão ajudando-o;




Ore com frequência;




Estude os ensinamentos da Happy Science objetivando evoluir espiritualmente;




Pratique trabalho voluntário nos templos, sucursais e casas missionárias;




Participe dos rituais de orações especiais realizadas nos templos e sucursais;




Participe de seminários;




Leia os livros da Happy-Science, pois são escrituras sagradas;




Reverêncie a Deus, o Eterno Buda, ao seu Anjo da Guarda e aos Espíritos Elevados.




Faça doação de valores em demonstração de desprendimento, fé e gratidão.



Os pensamentos negativos precisam ser purificados e lavados de seu coração. Eles são como um lodo que envolve a sua alma. Lave-os com o sabonete da auto-reflexão, baseando-se nos pontos indicados acima.

Na hora em que o seu coração se purificar, o milagre acontecerá.
Bem, é isso meus caros irmãos.

Deus nos fez perfeitos. Nós, com nossos pensamentos desarmoniosos, perturbamos a paz de nosso corpo, armazenando energias impuras em nosso coração, que resultam em doenças graves.

Para curar-se é preciso gerar energia construtiva, progresso, alegria e felicidade em benefício dos outros e para si mesmo. É preciso preencher o coração com um sentimento de satisfação por estar vivo e poder contribuir para o progresso da sociedade. É isso o que chamamos atualmente de alinhar-se com o Coração de Buda.



Fonte: www.cienciadafelici dade.org

quinta-feira, abril 22, 2010

Sobre o animal de poder

Tenho visto alguns comentários sobre animal de poder e xamanismo em geral, e creio que seria interessante tecer alguns comentários sobre o Tema.

Primeiro é importante compreender o que é o xamanismo, pois desde algum tempo este tema entrou para o clube dos assuntos: "da moda" que se tem um lado positivo de ser mais divulgado e conhecido, tem o lado ruim de ser abordado com muito superficialismo.

Existem dois momentos no xamanismo. Você pode estudar o xamanismo, participar de cursos e vivências onde o conhecimento xamânico lhe dá ferramentas para melhor viver, lhe ajuda a lidar melhor com essa instigante e complexa aventura chamada vida. É como uma pessoa fazendo um curso com um nutricionista. Vai aprender a usar melhor o alimento, a descobrir uma dieta adequada a sua realidade orgânica e aos gastos que tem com seu estilo de vida. Mas ao fazer um curso desses a pessoa não sai formada em nutrição, ela está aproveitando dos conhecimentos dessa área para viver melhor. Da mesma forma ninguém se torna xamã porque fez um curso.

Não existem cursos de formação de xamãs, se você fez algum ou foi convidado para fazer muito provavelmente está sendo grosseiramente enganado.

O xamanismo é um caminho e como todo caminho não pode ser plenamente definido e compreendido a menos que seja trilhado. E tornar alguém xamã é trazer essa pessoa para dentro de uma egrégora, uma egrégora milenar , pois o xamanismo é uma tradição milenar que de forma direta e ininterrupta veio até nossos dias. Assim o trabalho árduo de tornar-se um xamã é algo que exige anos de dedicação, só possível por um contato pessoal e constante com a tradição e seus guardiães.

Menos de 30 anos direto de estudo e práticas não criam a mudança necessária para um xamã pleno. Por isso sempre digo que sou um aprendiz de xamanismo, não um xamã pleno, que é outro estágio bem mais complexo. Pois há uma diferença muito grande entre estudar um caminho, conhecer um caminho e trilhar um caminho. Existem dois ramos do xamanismo quanto a iniciação de novos membros da linhagem. Em um deles o iniciador escolhe ou aceita quem lhe procura por seus próprios critérios. Noutro, do qual faço parte, só é aceito um nova aprendiz se "sinais", "augúrios" confirmam que a pessoa está de fato pronta para trilhar o árduo caminho do xamanismo.

Antes de mais nada temos que lembrar que o xamanismo é oriundo de povos nativos, que viviam em estreita relação com a natureza, logo o primeiro passo para lidar com o xamanismo é recuperar esse elo com a Vida e com a Natureza, especialmente com a Mãe Terra, elo esse que está enferrujado, atrofiado na maioria dos seres urbanos de nosso tempo. Existem muito meios de se iniciar a senda do xamanismo. Existem visões fortes ou acontecimentos incomuns que marcam alguém e revelam a um xamã já iniciado que a Fonte de Tudo está apontando aquela pessoa para ser um aprendiz. Este método é considerado o mais adequado pois evita que preferências pessoais interfiram no processo e garantem que a continuidade do conhecimento está sendo determinada por um estância de força superior, que vai portanto "cuidar" e " auxiliar " o aprendiz.

Outra forma comum de se aproximar do caminho xamânico é chamado de "doença do xamã". Sem nenhuma causa detectável uma pessoa adoece ou cai em depressão profunda, perde a vontade de viver. Então descobre-se que ela tem a doença do xamã. Ela encontra um xamã e então este tem algum sinal que deve, não apenas curar, mas também fazer daquela pessoa herdeira e continuadora de seus conhecimentos. Um processo inciático tem início então e um ser humano vai começar a fascinante aventura de abandonar os limites da condição humana e partilhar com entes e deuses, com seres de outras linhagens de evolução vivências que o levarão a ser de fato "além do humano". Um xamã pode ser um curador, um contador de história, um guerreiro ou um caçador. Pode dançar para expressar o poder, cantar e tantos outros aspectos da arte, alguns inclusive impossíveis de serem descritos ao ocidental civilizado que desconhece a riqueza do mundo no qual os nativos viviam.

Existe uma diferença entre um curandeiro e um xamã curandeiro. Lidar com ervas por exemplo. Um curandeiro lida com ervas por ter herdado este saber de outro herbolário, ele "estudou" o saber que domina. Um xamã "fala" com o espírito das plantas, ele pode entrar em qualquer mata ou floresta e vai saber para que cada planta serve, mesmo que nunca tenha aprendido nada sobre elas, as plantas lhe contam sobre suas virtudes terapêuticas. Um xamã é um intermediário. Ele vive simultaneamente neste mundo e em mundos outros que não este. Tornar-se um xamã é ampliar de forma incompreensível ao civilizado, as capacidades perceptivas normais.

Vivemos num mundo muito vasto, como uma grande cebola, cada camada é um mundo diferente, com seres diferentes, com forças diferentes atuando. Em nosso mundo temos 3 reinos principais perceptíveis (não vou considerar aqui reinos como o monera ou fungi da biologia moderna deixando os mesmos na classificação geral de animais e plantas, mas num estudo mais profundo precisaríamos estudar o vírus, inclusive porque alguns xamãs atribuem um papel importante no desequilíbrio da raça humana pelo contato e domínio desses seres, para alguns xamãs nos tornamos vetores de vírus e nosso comportamento é virótico e não de mamíferos, isto foi brilhantemente colocado no filme Matrix, mas é tema para outro momento.)

O reino mineral é para nós, em nosso estado "normal" de consciência inerte e chega-se a dizer que não está vivo.

Dentro do conceito orgânico de vida deveríamos dizer, mas o fato é que pedras, minerais tem seu nível de consciência próprio e podem ser "acessados" pelo xamã em seu trabalho.

As plantas tem outro nível de consciência e é interessante como o fato de tal nível de consciência não ser tão perceptivo aos seres humanos encontramos certas linhas que defendem um vegetarianismo como algo "superior" ao regime carnívoro. O fato de não ouvirmos os lamentos de uma planta ao ter sua vida ceifada apenas permite que não percebamos que o fato de que sempre há uma vida sendo sacrificada para que outra continue.

Fosse uma alface ou um boi, ambos sonhavam em ter mais um por do sol, mais uma chuva, mais um céu estrelado e a forma de honrar a vida que se foi para que a nossa fosse alimentada é usando nosso dom da vida de forma plena e recompensadora.

Assim um(a) xamã tem aliados na natureza, pois ele (a) é parte da natureza e tem em si todas as forças , está ligado(a) a todas as forças circundantes.

Um (a) xamã tem um mineral ou pedra de poder, um tipo de pedra ou mineral que serve de "base" para seu trabalho, que o energiza, onde seu poder se "assenta".

Tem também uma planta de poder, uma planta que é sua "companheira e apoio" no mundo da magia.

Um xamã que tenha um eucalipto como planta de poder, por exemplo, vai poder sempre restaurar a energia gasta em seus trabalhos ou ampliar a sua ainda mais quando dormir encostado ou dependurado numa árvore dessa. Se tiver seu poder bem desenvolvido quando chegar numa região receberá informações que precisar sobre a mesma, dos seus "aliados" eucaliptos.

Se se perder num lugar, precisar passar a noite num ponto desconhecido, basta encontrar uma árvore da mesma espécie da sua de poder e ela o guardará eprotegerá.

E então chegamos no animal de poder.

Este tema é muito importante, mas mais importante é entender que numa iniciação xamânica completa o (a) aprendiz começa descobrindo seu mineral ou pedra de poder, que lhe dá base, depois sua planta de poder, que vai lhe "religar " a Terra, vai ajudar a nós, seres móveis, encontrar um enraizamento não estático em relação a mãe Terra e só então poderá encontrar plenamente seu animal de poder.

Encontros fortuitos podem ocorrer antes por diversas razões, mas apenas ver e saber qual é seu animal de poder não quer dizer que ele esteja integrado a sua realidade existencial plena.

Sabemos intelectualmente de tantas potencialidades nossas e no entanto isso não quer dizer que as tenhamos plenamente manifestas em nossas vidas e atuantes.

Hoje é moda ir a uma jornada xamânica de fim de semana ou menos que isso e ter "viagens" onde o animal de poder se apresenta.

Eu vejo que nisso pode existir fantasia sem fim se não for corretamente desenvolvido.

O trabalho de aproximação do animal de poder exige um rito, pois não é a mente que vai atrair o animal de poder e a mente aqui pode fantasiar, não captar a realidade.

Vejam que tais práticas vem de um povo com outros paradigmas culturais, assim temos que ter cuidado para compreender o que é realmente um animal de poder.

Um animal de poder é a expressão da força de um xamã dentro de outro reino.

Assim como nós "temos " um animal de poder ele nos "têm" .

É uma troca justa , há um equilíbrio de poder aqui e a partir do momento que nós despertamos este elo ambas as partes passam a ter um grande responsabilidade.

Pois assim como podemos evocar nosso animal de poder para certas "ajudas" ele também pode nos chamar para auxiliá-lo em sua esfera.

O ocidental civilizado se aproxima da idéia de animal de poder com sentimento de posse e uso como faz com tudo.

Pensa que o animal de poder é mais um item, mais um acessório que ele tem para usar, que ele pode comprar como tenta comprar tudo a sua volta.

Mas não tem nada disso nessa relação é outro caminho outra abordagem que leva ao reino do animal de poder.

Um animal de poder é um batedor e um guia do (a) xamã em outros mundos, é uma fonte de força constante para o (a) xamã.

A relação entre um xamã e um animal de poder é muito complexa para ser descrita em palavras e deve ser abordada com todo cuidado e discernimento, pois muitos xamãs chegam a morrer quando seu animal de poder é ferido ou morto.

O mais importante, nada mais tolo que revelar aos quatro ventos seu animal de poder. Entre os xamãs isso é um segredo muito bem guardado só partilhado dentro de seu clã.

O xamanismo é um campo feroz, onde verdadeiros combates podem ser travados e assim como um homem pode prender e escravizar outro homem um xamã deturpado pode também capturar o animal de poder de outro resultando em desequilíbrio e doença para a vítima.

Aí vem a questão: pessoas não xamãs tem animais de poder?

Sim e podem aprender a se sintonizar com os mesmos e usufruir de todo poder que isto representa, principalmente em termos de saúde e força de decisão.

O importante é que a abordagem seja feita de forma sensata e dentro de uma prática efetiva para evitar fantasias que só atrapalham o processo.

Só pode ajudar alguém a achar seu animal de poder quem tem o seu bem estabelecido e forte.

Pode-se chegar sozinho ao animal de poder?

Sim, é possível.

O animal de poder pode inclusive te procurar antes de vc procurá-lo o que é considerado um presságio forte para quem isso ocorre que a condição de xamã lhe é acessível.

Todos(as) podem ser xamãs?

Eu respondo perguntando:

Todos podem ser artistas?

Todos podem estudar violão, piano, canto, pintura, mas uns tem as habilidades e outros não o que não impede que todos usufruam da arte, para o xamanismo vale o mesmo.

Assim o tema animal de poder é vasto e está ligado a outros correlatos dentro desse campo vasto e complexo que é o xamanismo.

Espero ter deixado alguns temas para meditação.

Nuvem que passa

Extraído do Pistas do Caminho



_Fonte grupo yahoo xamanismo

terça-feira, abril 20, 2010

Mantras - Defesa Psíquica e Tratado Geral

Em Ago-2002, Lázaro Freire escreveu:

Eu também não acredito em mantras. O Wagner Borges também disse várias vezes que não acredita. O Evandro também. Cansamos de repetir isso. O chato é que os desgraçados dos mantras teimam em continuar funcionando, quer a gente acredite, quer não!!!

Faça como eu, o Wagner, o Evandro, o Massami, o Frank e dezenas de outros. Não acredite mesmo! Experimente, e depois nos conte.

A primeira vez que o Wagner usou, ele estava projetado, sofrendo um assédio pesado. Em total catalepsia projetiva. O assediador pulava nele, para para-traçá-lo. Ele fazia Estado Vibracional. O cara era repelido na hora, voava para a parede. Mas se levantava, e voltava ao ataque.

Isto se repetiu inúmeras e inúmeras vezes. O Wagner não sabia mais o que fazer. Um amparador apareceu, e com aquela voz firme, disse:
- Faz um mantra, rapaz.

O Wagner protestou na hora. Disse para o amparador que de jeito nenhum, que aquilo era muleta, que ele sabia se defender usando a sua consciência e técnicas. O amparador riu. O Assédio continuou por minutos que pareciam horas. O cara caia, e voltava ao ataque, quantas vezes fossem necessárias. E o Wagner imóvel.

O amparador se divertia, até falar de novo:
- Meu rapaz, seja humilde, peça ajuda: Faz um mantra!

O Wagner protestava, enquanto tentava defender sua para-cidadela do assediador sexual. Mantras? De jeito algum! Crendices, muletas, religiosidades sem sentido. E o ataque continuava, sem terminar nunca.

Na terceira vez, o amparador usou aquela "voz de comando", firmíssima, a qual eles usam de vez em quando, que nos faz pensar se realmente temos livre arbítrio. Quando eles falam "deste" jeito, vc não consegue pensar, simplesmente obedece.
- FAZ UM MANTRA, RAPAZ !!!

O Wagner, meio sob protestos, resolveu usar um mantra light, ocidental, e repetiu na testa, pulsando luz:
- Jesus! Jesus! Jesus! Jesus! Jesus!

Um raio de luz cortou o céu, e deu jeito no assédio... Não vou entrar em detalhes, mas inúmeras vezes já vimos isto acontecer aqui na lista. Os usos de Hórus, então, nem se fala. E a energia liberada naquela semana pelo Viveka Chuda Mani? E como desprezar os efeitos do OM no frontal, ao qual CENTENAS aqui devem sua maior lucidez projetiva e a sua abertura de clarividência?

Eu também não acredito... Mas que eles funcionam, funcionam!

Encaminho abaixo msg antiga minha, com um "tratado geral dos mantras", explicando o seu princípio de funcionamento - que baseia-se simplesmente em ressonância, em sintonia espiritual.

EM tempo: Mantras não são apenas palavras em sânscrito. O que acha que é um AMEM dos cristãos, repetido bilhões de vezes na história, sempre para coroar sua ligação com o divino? E muitas vezes em uníssono? Se qualquer psicólogo sabe que repetir MAL ou palavras negativas pode levar a pessoa a um mal estado interno, pq será que quando é para coisas boas, somos tão relutantes?

Por outro lado, se é verdade que PAZ pode ser um mantra... Note bem que os hindus usaram a forma OM SHANTI durante milênios, e em uma função muito mais espiritual e consciente do que a palavra PAZ foi usada no Ocidente. Aqui, o conceito de "paz" muitas vezes é apenas "o intervalo entre duas guerras". E a palavra foi usada por muito menos tempo. Impossível comparar a egrégora acessada por um OM SHANTI a uma menor gerada pela palavra PAZ.

E o que vem a ser uma "língua estranha", se em qualquer período da história a ïndia sempre teve de 20 a 30% da população mundial? Ou seja, a cada 4 vidas, uma a gente passa por lá, em média. Não é a língua estranha - é a NOSSA língua nas encarnações em que nos damos uma tregua mais espiritual - pq quando vc encarna na Índia, e todos aqui encarnam, sua vida é até por força cultural, muito mais ligada à espiritualidade cotidiana...

A reencarnação não é Ocidental ou Oriental. Todos aqui já falaram chinês - a não ser os poucos que são Extra Terrestres encarnados recentemente para missões (ou resgate de karmas) no planetinha azul menos desenvolvido.

¿Brujas? No creo. Pero que hay, hay!
E mantras vão funcionar se vc fizer, e vc nem precisa acreditar neles.
Experimenta! !!

Abaixo, tratado geral dos mantras:

***

Mantras são palavras que de tão usadas para associações com coisas boas, passam a ser capazes de evocar a egrégora (holopensene, atmosfera espiritual) equivalente.


Os hindus são os craques na utilização dos mesmos. O "Japa" (repetição de sons) é uma técnica iogue bastante conhecida - ao mesmo tempo em que se faz âsanas (posições), mudras (gestos) e pranayamas (respirações), o adepto entoa repetitivamente (japa) palavras específicas (mantras). E é claro, faz ao mesmo tempo a meditação (dhyana) relacionada. Não vou entrar em teorias de porque funciona - mas o fato é que funciona.

As lendas sobre o poder do verbo são comuns em todas as religiões. No hinduismo, a divindade absoluta e não persnificada (Brahman) é dividida em 3 aspectos ou divindades: Brahma (criador, ação inicial, cardinal, Pai do Cristão), Vishnu (amor, mantenedor, fixo, Filho do Cristão) e Shiva (energia, transformação, energia, mutável, Espírito Santo do Cristão). Para que o mundo fosse criado, conta-se que Brahman (o criador) entoou o mantra (verbo, palavra) divino: OOOooooooommm. E a partir desta liberação de energia (associável, por exemplo, ao Big Bang) o universo teria sido criado.

No cristianismo, conta-se no 1o capítulo do Evangelho de João, ao narrar a criação do universo, que "No princípio era o verbo, e o verbo estava com Deus, e o verbo era Deus". E Deus Pai (o 1o aspecto), entoando uma palavra sagrada (Fiat Lux? Faça-se a luz?) ou mantra, criou o mundo a partir de seu VERBO (palavra, ordem) sagrada, como cita o primeiro capítulo do primeiro livro da Bíblia, a Gênese (E Deus disse: Faça-se a luz, e a luz foi feita...)

No ocultismo egípcio, em algumas cidades acredita-se que o mundo tenha sido criado a partir de uma palavra de Toth.

E por aí vai.

Mas mantras não são apenas hindus.
Pense em toda energia positiva associada, por exemplo, às palavras LUZ, AMOR, CRISTO, JESUS... Ao evocar consciente e energeticamente uma palavra destas, você, é claro, emana formas pensamentos compatíveis. E com isto atrai também coisas legais, da mesma frequência. São como chamados ou senhas - e o uso milenar faz com se impregnem de egrégoras bem legais.

Outro que não pode deixar de ser citado é o EU SOU, I AM, AMEM e variações sonoras e gráficas. É uma evocação à divindade que há em cada um, e, não por acaso, Krishna, Jesus e até mesmo Sai Baba falam na divindade na primeira pessoa - não por serem isto ou aquilo mais do que qualquer um, mas por ter plena consciência de que são (como nós) Deuses.

Já que estamos fazendo uma "teoria geral dos mantras", é importante dizer que, no hinduismo, nos mantras em sânscrito, exaltações masculinas terminam em YA, e as femininas, em AI.

Por exemplo, para evocar Shiva (deus transformador, aquele da dança, com vários braços, dentro de uma roda), pronunciamos: OM NAMAH SHIVA YA

Para Gansesha (da sabedoria e proteção, aquele com cabeça de elefante), filho de Shiva: OM NAMAH GANESHA YA

Já se fosse para *a* Sarasvati (consorte de Brahman), seria OM NAMAH SARASVATI AI

Legal destacar que no hinduismo, todas as divindades possuem uma consorte ou "esposa" - a divindade é sempre masculina e feminina, Yin e Yang, Deus e Deusa. E o mundo e sua ilusão material (Maya) é criado em cima desta polaridade.

Um mantra iniciático e secreto, que o Wagner Borges recuperou via viagem astral, recentemente, é o ARUNDHATI Este mantra, evocando a deusa metaforicamente pela estrela da manhã (ou vênus), faz referência secreta "àquela que inspira as boas ações". É um mantra para ser usado quando precisamos de calma mental e equilíbrio. Deve ser entoado no cardíaco (anahata) ou no frontal (ajna), com as mãos postadas à frente do peito (pontas dos dedos para cima, dedos e palmas se tocando, braços na horizontal, no tradicional gesto de saudação hindu). De forma suave, doce - mas ao mesmo tempo firme e decidida - sem coerção, como tudo que é relacionado ao yoga.

É importante falarmos também dos bija-mantras. Segredo total durante milênios, os bija (semente) são mantras capazes de ativar imediatamente cada chakra. Exatamente por seu poder, foram mantidos em segredo, de modo a só serem passados a pessoas preparadas. Normalmente, após algums vidas de yoga, e mesmo assim, após muitos anos na vida.

Hoje em dia, adotamos a postura "não cortas as pernas das crianças para evitar que se tornem ladrões". Portanto, nos tempos de aquário, revela-se cada vez mais o antigo ESOterismo (eso=para dentro, fechado, secreto), tornando-o EXOtérico (exo=para fora, aberto, revelado). A responsabildiade é de cada um - e as consequências também. O planeta tem pressa, e ninguém vai conseguir esconder as informações.

Vamos aos bija-mantras, então (eles precisam ser entoados imaginando o chakra em questão como sendo o foco, ou seja, a "garganta" precisa ser imaginada lá, e o "ouvido" também - se não for vibrado dentro do chakra, a palavra não faz efeito)

Muladhara (básico, atrás da coluna):
LAM

Svadhistana (sexual, na altura dos órgãos sexuais)
VAM

Manipura (umbilical, na altura do umbigo)
RAM

Anahata (cardíaco, na altura do coração)
YAM

Vishuddha (laríngeo, na altura da garganta)
HAM

Ajna (frontal, no centro da testa)
OM

Sahashara (coronário, no alto da cabeça)
Não tem, por ser sutil demais para ser atingido por vibrações físicas, mas alguns autores e iogues utilizam o AUM

Curioso é que o chakra frontal, associado ao cérebro e hipófise, possui em sânscrito o nome de AJNA, que quer dizer comando. Ou seja, há 6 ou 8 mil anos atrás, eles JÁ SABIAM não só sobre chakras, mas também sobre glândulas e suas importâncias, e que a consciência e o comando do corpo estava no cérebro...

Um pouco mais sobre chakras e bija-mantras, em português, pode ser encontrado em: http://www.cripto. com/rad/chakras. html

Agora, para quem quer detalhes MESMO, e lê em inglês, uma excelente explicação sobre chakras, bija-mantras, nadis e kundaline pode ser encontrada em http://utenti. tripod.it/ aum/kundalini_ eng/chakras. html
Clicando na imagem de cada chakra, obtêm-se a ficha completa do mesmo.

Voltando aos mantras, há os que são traduzíveis, ou seja, personificados, visualizados (saguna) e os que tem sentido abstrato (nirguna). Mantras para divindades são saguna, já o OM, por exemplo, assim como os bija-mantras, são nirguna mantras.

É comum, entre projetores, vibrar as palavras LUZ, OM ou CONSCIÊNCIA na altura do frontal. Esta técnica, usada tanto antes de dormir para ativar a clarividência, quanto como saída para ataques extra-físicos, é na verdade uma técnica mântrica - uma vez que a associação da palavra ao chakra em questão, trazendo a atmosfera espiritual equivalente, é responsável diretamente pela aceleração do estado vibracional.

Outro mantra importante, que precisa ser citado, é o famoso OM MANI PADME HUM O mesmo faz referência à divina flor do lótus do coração, um sub-chakra importantíssimo do sistema cardíaco, subordinado ao anahata - e é ligado a sentimentos elevadíssimos. A vibração do OM MANI PADME HUM no cardíaco e frontal é também uma excelente técnica projetiva.

Apenas para completar, já que não dá para esgotar o assunto, preciso registrar que o uso de mantras também é muito comum no Tibet. E que de certo modo, as repetições de preces cristãs evocam também a técnica de "japa" (repetições) - a idéia da eficácia de uma oração (repetitiva) é exatamente a associação com egrégoras mais positivas - e funciona, pelo mesmo princípio dos mantras e japas hindus.

Paz & Luz,
(ou melhor: Om Shanti, Om Prakash!)

Lázaro Freire

Fonte: Grupo Yahoo curaespiritual

domingo, abril 18, 2010

Atraia coisas boas agora!

Encher nossa vida de alegrias é bem mais fácil do que a gente pensa e depende apenas de algumas pequenas atitudes.


Visite uma pessoa sábia:
Sempre haverá perto de nós uma pessoa que consideramos sábia, que nos compreende, nos dá conselhos. Pessoas que dizemos ser "iluminadas" ... Sempre que puder, procure por esta pessoa, ouça-a!



Crie um espaço sagrado:
Escolha um canto da sua casa, um lugar onde sua presença é mais constante, pode ser o mais simples possível, mas faça com que seu coração fique ali. Pode ser seu quarto inteiro, um lugar da sala onde você se recolhe para meditar, sonhar...



Sorria:
Sorria sempre. Imagine que você vai ter uma reunião chata e tensa. Se você entrar na sala sorrindo para os presentes, falando com todos de maneira amável, perceberá que metade desta tensão já foi quebrada ali. Você está no trânsito, uma pessoa tenta passar a sua frente, mas não há espaço, ao invés de encará-lo com toda sua raiva, tente sorrir e ceder-lhe o espaço. Além de ser uma atitude bem mais educada, você acaba de energizar toda sua volta com uma grande energia positiva. O segredo do sorriso está num coração tranquilo... sorria para alguém, no elevador, na fila do banco, apenas um sorriso, como se fosse um cumprimento. Ninguém resiste... mais cedo ou mais tarde lhe devolvem o mesmo sorriso. Procure sempre sorrir.



Fale com alguém:
Procure uma pessoa que você não vê há muito tempo. Ligue agora para ela, convide-a para um almoço. Crie laços carinhosos, as pessoas sentem muita falta deste tipo de sentimento. Tenha carinho pelas pessoas, sejam da maneira que forem. Se souber de alguém que se encontra em dificuldades, não espere que ele peça ajuda, vá até ele, mostre que você está por perto, ou faça algo anonimamente, e sinta como seu coração vai se sentir feliz.



Aceite ajuda:
Fique atento às palavras e ajuda que vem muitas vezes de pessoas estranhas. Às vezes um estranho lhe diz exatamente o que você precisava ouvir...parece um enviado...



Veja um filme, leia um livro:
Um filme muitas vezes poderá lhe contar justamente a história que você está precisando ouvir. Abra um livro ao acaso, leia com atenção a página, a resposta de muitas questões pode estar ali.



Viva a vida:
Imagine o quanto foi esquematizado, programado, ajustado e premeditado para que você pudesse nascer. Você é uma "Jóia". E você sem se dar conta, passa a maior parte do seu tempo achando que a vida é uma droga. Não faça isso. Perceba que você não tem nenhuma perspectiva de quanto tempo de vida ainda tem, assim sendo, não desperdice seu tempo com coisas ruins. Seja feliz, viva a vida. Faça com que as pessoas à sua volta sejam felizes, assim como você.


A luz que você irá irradiar será percebida até pelo mais infeliz dos mortais.





Fonte Grupo Yahoo BruxaZaira

sexta-feira, abril 16, 2010

Oração para a Cura

Oração para a Cura
Ó Deus, meu Deus.

Pelo Teu poder curador,

Pela fulgência das estrelas,

Pela força preponderante da Tua Palavra,

Peço-Te que, com as águas da Tua bondade,

Purifiques este irmão.......................... de toda a aflição,

De todo o mal, de todas as faltas e fraquezas.

Não lhe negues, eu Te imploro,

O que ele busca no oceano da Tua graça.

Poderoso és para fazer o que Te apraz.

Teu nome é a cura, ó meu Deus,

E a lembrança de Ti o melhor remédio.

A Tua misericórdia por nós é a nossa cura,

É o nosso socorro.

Em verdade, és Todo Generoso, a Suprema Sabedoria.

Ámen.

quarta-feira, abril 14, 2010

O QUE É A BIORGONOMIA?

O QUE É A BIORGONOMIA?



É uma terapia energética de cura através da qual, o terapeuta diagnostica os diversos bloqueios ao nível do fluxo energético do vários orgãos e sistemas do paciente, o que lhe permite actuar ao nível das suas causas, e anular traumas e medos de modo a restabelecer o equilíbrio físico, mental e emocional do indivíduo.

Esta terapia bioenergética baseia no estudo profundo do funcionamento de todos os seres vivos na sua totalidade física, psíquica e espiritual, sendo uma técnica condutora de energia vital regeneradora de todas as células, tecidos, orgãos e sistemas.

Trata-se de uma técnica transformadora das causas de todos os bloqueios existentes em qualquer dos sistemas energéticos dos seres vivos, permitindo um desbloqueio do fluxo de “energia vital” ou “energia orgone”, sendo assim possível curar variado tipo de doenças.


A terapia biorgonómica permite:


Restabelecer o equilíbrio físico, psiquico e emocional;


Transformar tristeza, depressão e negativismo em vitalidade e saúde
Dissolver as causas das doenças
Anular traumas e medos
Despertar a auto-consciência

Esta técnica revolucionária de cura foi desenvolvida por um cientista israelita chamado Rafi Rosen, que se baseou na Orgonomia criada pelo psicólogo e médico austríaco Dr. Wilhelm Reich, aluno de Sigmund Freud. Wilhelm Reich, por volta dos anos 30 do séc. XX, descobriu a existência do orgone ou energia de vida.




Nas suas pesquisas, Reich estudou o comportamento do sangue, particularmente dos glóbulos vermelhos, e descobriu que, em presença de Energia de Vida, os glóbulos apresentavam um contorno brilhante ao seu redor a que chamou bions. Contudo, pôde verificar que, quando privados de energia, os glóbulos apresentavam uma mancha escura à volta, mancha que ele chamou de bactéria T. Descobriu também que quando os glóbulos se dissolvem, os Bions e as Bactérias T entram no organismo. Ele fez uma experiência com uma cobaia na qual injectou Bactérias T; o animal começou a desenvolver um cancro; depois injectou-lhe uma dose de bions e o mesmo animal voltou a ter vitalidade.



Ele concluiu que uma doença só se desenvolve e alastra quando há ausência de orgone e bions, havendo portanto presença de uma energia desvitalizada, a que chamou energia de vácuo. Embora a presença de energia orgone seja suficiente para começar um processo novo de vida e de cura, o Dr. Reich morreu sem ter desenvolvido um processo de transformação do vácuo em energia de vida, logo de cura.

Muitos anos depois, Rafi Rosen, entusiasmado pela descoberta do orgone e pelos estudos de Reich, acabou por descobrir a técnica que permite definir a presença ou não de orgone ou energia de vida à nossa volta, sistematizando um novo processo terapêutico a que viria a denominar de Biorgonomia.





ENERGIA ORGONE

Energia Cósmica Primordial, também designada nos organismos vivos como bioenergia ou Energia Vital. Foi “descoberta” por Wilhelm Reich no final dos anos 30. Universalmente presente é possível de ser demonstrada visualmente, termicamente, electroscopicamente e também através do contador Geiger-Mueller.



A COMPLEMENTARIDADE ENERGÉTICA

Tudo o que existe na criação tem uma energia complementar. Todos os seres têm um complementar energético: isto é, um ser que, energeticamente funciona da mesma forma. Tem o mesmo campo energético. Ambos funcionam como um só, porque são dois seres provenientes de uma só ideia manifestada.

Os dois complementares podem estar fisicamente na Terra e mesmo que não estejam juntos, existe um equilíbrio no corpo físico, emocional e mental de cada um. Vivem cada um do seu lado, uma vida harmoniosa, sem doenças graves e sem problemas maiores, e nem precisam de se conhecer. Sentem-se equilibrados.


Mas há também pessoas que nascem sem complementar energético, porque decidem voltar ao plano físico para fazer novamente a experiência da vida material, enquanto o seu complementar fica na dimensão da vida depois da morte. Estas pessoas enquanto crianças requerem toda a energia dos pais, porque não têm a sua própria energia complementar. Mais tarde passam a vida a lutar para manter um equilíbrio interno, percebendo interiormente que lhes falta sempre algo, mas incapazes de dizer o quê.

Do mesmo modo, muitas pessoas tinham o seu complementar na Terra à nascença, mas perderam-no numa dada altura – o corpo físico do seu complementar morreu. A partir desse momento e no pior dos casos, algumas dessas pessoas entram inconscientemente num processo de auto-destruição do seu corpo físico, isto porque antes da morte do complementar, existia um estado de harmonia e de bem-estar natural, e depois do desaparecimento da outra metade, aquele que fica no plano terrestre, deseja inconscientemente uma única coisa – a reunião com o complementar -. Através deste desejo inconsciente, de um lado retemos a energia do complementar que fica acoplada à nossa, impedindo a energia de vida de fluir livremente e criando então uma energia de vácuo, e por outro lado, procuramos uma maneira de nos auto-destruir.

Os meios de auto-destruição são muitos: doenças degenerativas, como cancro e doenças terminais, alcoolismo, toxicodependência, suicídio, etc.
Felizmente, nem todas desenvolvem doenças crónicas, mas frequentemente, estas pessoas ficam deprimidas subitamente sem uma causa aparentemente definível, sentem um vazio, um fardo um peso que não sabem como preencher, têm dificuldade em adormecer e acordam regularmente cansadas e sem energia. Registam depressões crónicas e uma angústia permanente.

A Biorgonomia consiste na reunião do puzzle cósmico, em unir o que foi separado. O terapeuta tem a capacidade de reparar a situação inicial, de unir energeticamente as duas energias complementares, e uma vez reunidas, elas manifestam todo o seu potencial e o vácuo deixa de surtir efeito, e a cura pode ocorrer após uma transformação mais detalhada de todos os sistemas energéticos dos orgãos afectados e incidindo sobre as causas (genéticas, hereditárias, cármicas, etc...) que deram origem a determinado bloqueio.

É também necessário trabalhar os medos subjacentes ao desenvolvimento de determinada doença, trauma ou bloqueio.
Um problema de saúde pode ter várias origens e derivar de vários medos. Torna-se então necessário tratar todos os medos que estejam relacionados com o problema, pelo que o terapeuta deve seguir também a sua intuição para detectar os medos mais inerentes ao problema.

Como tal, a terapia biorgonómica actua como ferramenta transformadora de tudo o que possa estar a funcionar erradamente em qualquer dos sistemas energéticos, usando-se a energia vital, energia cósmica, energia orgone, prana ou ki, sendo assim possível actuar sobre todo o sistema energético de todos os orgãos do corpo humano, podendo mesmo curar certas doenças crónicas, consideradas incuráveis.

Em suma, a Biorgonomia permite:

- Restabelecer o equilíbrio físico, psiquico e emocional;



- A transformação da tristeza, depressão, negativismo em vitalidade e saúde;



- Dissolver as causas das doenças;

- A anulação de traumas e medos;

- Controlo de carmas;

- Caminho para auto-consciência e consciência colectiva.

Necessitamos de energia de vida para sermos felizes, saudáveis e vivermos o potencial completo das nossas vidas, isto é, numa só palavra, - Ser.




Bibliografia:

ROSEN, Rafi. O sétimo sentido e a realidade do além: a biorgonomia na vida cotidiana. Belo Horizonte: Maptone, 1995

LEGAULT-TAVARES, Isabelle. Está doente, parabéns. imp. Loulé, 2005



Fonte: http://biorgonomia.blogs.sapo.pt/861.html

quinta-feira, abril 01, 2010

O que acontece durante nosso sono?

por Mauro Kwitko - maurokwitko@ yahoo.com. br



Geralmente, o que ocorre durante o sono é, tradicionalmente, considerado como afloramentos do nosso Inconsciente, desejos não realizados, simbolismos de frustrações, agressividade reprimida, sexualidade distorcida, etc. Mas não é bem assim... Durante nosso sono podem acontecer muitas coisas, vejamos algumas delas:

a) Afloramento do conteúdo inconsciente
- É o que é considerado tradicionalmente.

b) Projeção astral
- Como nós não somos nosso corpo físico, e, sim, estamos nele, somos uma Consciência. Quando o corpo dorme, nós podemos sair dele e ir para o Corpo Astral. E aí, iremos vivenciar realidades astrais, entrar num mundo invisível, onde existem pessoas, cidades, natureza, de uma freqüência tão sutil que escapa aos nossos sentidos corpóreos durante o estado de vigília. Mas, cuidado, pois de acordo com a nossa freqüência, iremos para onde somos compatíveis, pois no Plano Astral é como aqui no nosso, existem lugares freqüentados por pessoas boas, sérias, lugares freqüentados por marginais, alcoolistas, drogadictos, etc. Vamos para onde nos levam nossos pensamentos, nossos sentimentos, nossa índole.

É freqüente termos o que se chama de um "sonho vívido" com um parente ou amigo desencarnado ("morto"), mas isso pode querer dizer que saímos do corpo e fomos para onde está a pessoa que amamos e aí acordamos com a sensação de que encontramos aquela pessoa. Também podemos ir até onde está um desafeto, alguém com o qual temos problemas, conflitos, e aí "sonharemos" que estamos discutindo, brigando.
Para a Consciência, não existe tempo nem espaço, por isso, alguém pode estar aqui, dormindo, sair do corpo, e ir até um local distante milhares de quilômetros, para ver alguém amado ou odiado, em questão de fração de segundos. A Consciência obedece ao pensamento; essa é a maneira de locomoção no Astral. E quando uma pessoa acorda e lhe parece que realizou sexo durante seu sono? Os "sonhos" angustiosos de fuga de pessoas que querem nos pegar, de ameaças, etc., podem ser uma ação real de obsessores que estão ali do lado, aguardando a pessoa dormir e sair do corpo, ou então, uma regressão espontânea para outra encarnação, onde isso está acontecendo.

c) Regressão espontânea a encarnações passadas
Isso ocorre freqüentemente. Uma pessoa está dormindo e "sonha" que está presa em uma cadeia, que está em uma guerra, que está sendo enforcada, etc., e, ao despertar, recorda fragmentos disso. Isso pode ser analisado tradicionalmente como algo real, de seu dia-a-dia, em que se sente presa em sua realidade, num casamento asfixiante, num emprego que não lhe satisfaz, etc., ou o seu cotidiano é uma "guerra", cheio de dificuldades e lutas, ou então é uma pessoa que costuma não manifestar o que sente, não verbalizar, "engolir", etc. Pode ser isso, sim, mas também podem ser fatos reais, incursões que realiza em seu Inconsciente, regredindo a fatos traumáticos de encarnações passadas, que lá estão como se ainda estivessem acontecendo!

Mas sonhar com um fato traumático de outra encarnação pode curar uma fobia, um transtorno do pânico, uma depressão?
Não, porque isso não desconecta a pessoa daquele fato; o retorno geralmente ocorre ainda durante a situação, a pessoa volta para cá antes do final do fato, quando o que cura é ver e vivenciar até o final da situação, até tudo ter passado, não estar se sentindo mais preso nem angustiado, com raiva ou tristeza, etc.

d) Um outro fato que pode acontecer durante o sono é a ação dos Espíritos obsessores, e que também é confundido ou interpretado como sonho.
Quando se fala em Espíritos obsessores, a primeira impressão que se tem é de que são seres inferiores, inimigos, ruins, que estão ali para nos fazer mal, vingar-se, etc. Isso pode ser assim, muitos deles são dessa índole e estão perto de alguém encarnado para fazer-lhe mal, baseado em seus raciocínios, ou seja, serem inimigos daquela pessoa, por fatos dessa vida atual ou de encarnações passadas. Por exemplo, alguém mata uma pessoa, e essa, fora do corpo físico morto, passa a acompanhar seu assassino, atormentando- o durante o dia, atuando em seus pensamentos, e durante seu sono quando aquele sai do corpo e entra no mundo invisível. E aí são os relatos de perseguições, alguém tentando lhe agredir, matar, etc.
No Plano Astral, tudo é criado pelo pensamento, pela imaginação (imagem em ação) e, então, se um ser desencarnado quer fazer mal a alguém encarnado, projetado durante o sono, imagina uma faca, por exemplo, e ela aparece.
Se consegue atingir o outro com essa faca, este sente como sentimos aqui no corpo físico. A sensação das coisas no Astral, quando estamos lá, é tão real quanto a daqui, quando aqui estamos. Mas, também, existem Espíritos obsessores que não estão acompanhando alguém para lhe fazer mal, pelo contrário, estão ali por amor, por querer cuidar, proteger aquela pessoa. É o exemplo de um pai ou uma mãe que, desencarnado( a), permanece na casa onde vivia, para zelar pelos filhos, pelo cônjuge, etc. E aí, durante o sono, algum deles pode encontrar esse familiar "morto", conversar com ele, abraçarem-se, e, ao despertar, fica a nítida sensação daquilo ter sido algo real. E foi, mas nas sessões de psicoterapia tradicionais, isso é interpretado como saudade, um desejo de encontrar o pai ou a mãe que já morreu, etc. Pode ser isso, claro, mas também pode ter sido um encontro real, não imaginário.

Enfim, muitas coisas acontecem durante nosso sono. Mas isso somente é levado em consideração por psicoterapeutas espiritualistas, que estão levando a Psicologia e a Psiquiatria para a frente, libertando-as.



\
Flavia Duarte Braga - Banco BRJ S.A.
flaviabraga@ bancobrj. com.br

http://binhamomentos.blogspot.com/