terça-feira, julho 31, 2012

RITUAIS


RITUAIS EGÍPCIOS

I. Para aumentar a auto-estima:

Em um dia qualquer da Lua Crescente, vá a um lugar calmo; leve com você um espelho pequeno e um saquinho com pétalas de girassol. Ao chegar ao local, pense em todas as suas qualidades e, olhando para o espelho, diga:

"Rá, que comanda o mundo e simboliza o sol, envie para mim poder, força e criatividade. Faça brilhar meus talentos e ofusque meus pontos negativos."

Em seguida, jogue as pétalas sobre sua cabeça e siga em frente sem olhar para trás. Pode continuar usando o espelho.


II. Para se realizar material e profissionalmente:

Separe um chumaço de algodão, um punhado de areia e uma pirâmide pequena. Depois arrume assim: sobre uma mesinha coloque a pirâmide no centro, a areia ao redor e o algodão na ponta da pirâmide. Imagine que tudo que deseja está se realizando, que vai se realizar com certeza e diga:

"Anúbis! Dê-me sabedoria, senso de justiça e paciência."

Obs: A frase deve ser dita 3 vezes. Jogue a areia e o algodão no lixo e use a pirâmide na mesinha ao lado de sua cama. Anúbis é o Deus mediador do Céu e da Terra. Tem grande prestígio com a lua, com os mortos e com todos os deuses, entidades de todas as vibrações.

PEQUENO RITUAL PARA BUDA

Paz, Aconchego, Harmonia E Prosperidade Em Casa.

Compre uma imagem de Buda sorridente e coloque em sua residência, de preferência de frente para a porta de entrada. Caminhe em volta da imagem e vá dizendo:

"Recolha toda a infelicidade, os problemas, as preocupações dos moradores deste lar e guarde tudo na sacola que você leva às costas."

De tempos em tempos, ofereça presentes a Buda como flores, arroz cru e moedas chinesas. Se não as tiver, ofereça moedas do maior valor corrente e peça desculpas por não ter as moedas da preferência Dele.

DIA DE LUA CHEIA


A Lua Cheia exerce grande poder sobre a nossa vida e deve ser celebrada de modo especial.

Aí estão os rituais realizados na primeira noite de Lua Cheia de cada mês do ano. Fique de olho no calendário e celebre a Lua!


JANEIRO: Comemore a primeira Lua Cheia do ano acendendo uma vela branca no primeiro degrau de uma escada de sua casa (pode ser uma escada simbólica, feita com livros, por exemplo). Isso significa que você está disposto a receber todas as Luas do ano com amor e fé. A Lua agradecerá e um importante elo de Magia se fará entre vocês.

FEVEREIRO: A Lua Cheia de Fevereiro pode presentear você com um mágico amuleto. Colha sete folhas de árvores diferentes e deixe-as "dormindo" sob uma pedra da lua nesta noite. Na manhã seguinte, coloque as folhas em um saquinho da cor do seu signo e leve-o com você. Este amuleto lunar tem o poder de aumentar nosso magnetismo pessoal.

MARÇO: Este é o mês do Ritual dos Elementais. Para atraí-los faça nessa noite uma "cara de maçã" utilizando cravos-da-Índia para fazer os olhos, nariz e boca. Coloque a maçã em um recipiente com um pouco de água e deixe dormir no batente da sua janela. Esta antiga brincadeira atrai os elementais, que trazem ao lar a Magia e a alegria.

ABRIL: Na Lua Cheia de Abril, devemos fazer uma Magia em homenagem aos Elfos. Coloque em sua janela doces e balas coloridas dentro de um círculo feito com açúcar e vá dormir. Dizem que, nesta noite, os elfos saem para dançar e agradecem sua oferenda, proporcionando dias de muita alegria.

MAIO: A Lua Cheia de Maio deve ser dedicada à busca do amor verdadeiro. Se você ainda não encontrou o seu, esta é uma boa oportunidade. Nesta noite, olhe para a Lua e peça que ela lhe traga o seu amor verdadeiro. A Lua de Maio é a Lua dos Amantes. Dizem que, do alto, ela sempre encontra a nossa metade e traz até nós.

JUNHO: A Lua Cheia de Junho tem de ser bem festejada! Dizem que esta é a Lua da alegria, da dança e da música. Nesta noite divirta-se com a Lua! Vista-se de branco, coloque uma música e dance a Dança da Lua com seus próprios passos, obedecendo sua intuição. A Lua emocionada vai agradecer. E é incrível como esse ritual tem o poder de nos revigorar!

JULHO: A Lua de Julho é a Lua das Crianças, a Lua de contar histórias. Uma lenda antiga diz que quem contar uma história muito bem contada para alguém, nesta noite, constrói seu destino, pois a Deusa Lua tem, neste dia, o poder de transformar as histórias contadas em histórias reais. A criatividade é seu instrumento; e o resultado, seu destino!

AGOSTO: A Lua Cheia de Agosto é a Lua da Fertilidade. Faça uma Magia com esse fim. Peça um caminho fértil e próspero fazendo nesta noite o plantio simbólico dos grãos. Pegue onze grãos diferentes e enterre-os nessa noite. Eles simbolizam o potencial que todos temos. Peça à Lua que transforme esse potencial em realizações. Esta é a noite ideal para isso.

SETEMBRO: A Lua de Setembro ensina uma Magia amorosa muito especial. Faça um desejo de amor. Coloque em um pires sete pétalas de rosas e deixe-as sob o luar. No dia seguinte, verifique quantas pétalas foram levadas pelo vento. Quanto maior o número de pétalas levadas, maiores as chances de ver seu desejo realizado.

OUTUBRO: Esta é a "Lua das Bruxas". Aproveite e faça uma Magia antiga. Acenda uma vela branca e peça paz, uma rosa e peça amor, e uma amarela e peça prosperidade. Do lado de cada vela, deixe um botão de rosa da mesma cor. No dia seguinte, ofereça o botão branco para quem precisa de paz, o rosa para quem precisa de amor e o amarelo, prosperidade. É oferecendo que se recebe. A grande sabedoria está em saber dividir.

NOVEMBRO: A Lua Cheia de Novembro é a "Lua do Portal", pois é por ela que os seres mágicos que invadiram nosso mundo (Haloween) voltam para seus mundos encantados. Devemos despedir-nos deles agradecendo por todas as alegrias que deixaram. E se nesta noite puder observar a Lua, verá uma pequena multidão de seres entrar por ela.

DEZEMBRO: A última Lua Cheia do ano ensina uma Magia de fé. Nesta noite, faça uma lista com todos os desejos que realizou durante o ano. Conte quantos foram, enterre um grão qualquer para cada desejo realizado e agradeça à Deusa da Magia. peça a renovação de sua fé para que, no próximo ano, muitos outros "grãos de desejos" possam ser plantados.


[Retiro dos Magos]

RITUAL DOS SETE ANÉIS - I

Compre sete anéis de ouro (ou dourados). Lave-os primeiro com água e sal grosso; depois de sete minutos, com água corrente. Dia seguinte, ponha seu perfume preferido e coloque os anéis em uma caixinha forrada com papel branco. Todos os dias coloque um anel na sua mesinha de cabeceira. Comece o ritual no domingo. Acenda uma vela e peça ao anjo do dia uma virtude. Dia seguinte, proceda da mesma forma. As virtudes a pedir: caridade, compaixão, justiça, bondade, sabedoria, lealdade, indulgência e amor, muito amor. Acenda uma vela, cada dia de cor diferente, e deixe queimar até o fim. O ritual deve ser feito pela manhã ou à tarde, mas às 18h já deverá ter terminado, para que a vela não fique em seu quarto porque, depois das 18h, os anjos, magos, fadas, orixás... começam a preparar seu sono. As cores: azul, vermelha, rosa, branca, laranja, roxa, verde, conforme sua intuição indicar; apenas sugiro que o último pedido seja o amor e que a vela a ser usada seja a rosa. O resto fica por sua conta. Depois, use os sete anéis por sete dias e sempre mentalize o que pediu. Quando terminarem os sete dias do uso, guarde-os na mesma caixinha; e sempre que sentir necessidade de pedir esta ou aquela virtude, use-os.

Este ritual deve ser feito na lua cheia ou nova. No último dia, reze ao Senhor Dos Anéis e peça, além das sete virtudes, algum dom que gostaria de ter, ou de desenvolver. Mesmo que não faça o ritual, sempre que se lembrar, reze ao Senhor Dos Anéis e peça poder, proteção, sabedoria, força, luz! Ele é um dos maiores mestres ascencionados. Durante o período do ritual, procure andar com roupas claras, fazer uma boa e leve alimentação, não comer carne vermelha, nem tomar refrigerante e, ao menos no último dia, não ter relações sexuais.

Há ainda outros rituais com anéis que irei ensinando ao longo da nossa caminhada.

Para os noivos, casados, namorados:

"Que o Senhor dos Anéis, que é também o Senhor das Leis, dos Papéis e de muitas coisas mais, nos traga alegria, amor, entendimento, encantamento, paz; nos una e abençoe no mundo espiritual, no mundo material, por toda a eternidade, se isto for para nossa felicidade. Momentum! Momentum! Momentum!"

RITUAL DA LUA AZUL (segunda Lua cheia dentro do mês)

Quando em um mês houver duas luas cheias, embora toda lua seja mágica, a segunda é considerada "azul"; por isso, deveremos honrá-la num ritual especial. Ela vem com sua forte energia de mudanças profundas e drásticas para a Humanidade e para a Mãe-Terra.

Os portais do centro da Terra serão abertos como também os portais dos nossos corpos físicos, etéricos, mentais. Profundas curas ocorrerão com a energia dos cinco elementos (água, ar, éter, fogo, terra), seres angelicais e mestres Ascencionados, regidos pela Lua Azul.

Os homens e mulheres de boa vontade são convocados a se reunir em pontos de luz para mobilizarem e ampliarem esta energia que irá curar nossas dores profundas, transformando-as em amor, prosperidade, alegria e paz .

Use roupas leves e azuis. Tome banho com seu perfume preferido na água e use a pedra da lua! Durante os sete dias, procure comer muitas frutas e sempre que as comer, mentalize coisas boas. Tenha flores na mesa, mesmo que artificiais. É importante, no primeiro dia, oferecer uma taça de champanhe à Lua, acender uma vela azul e orar, especialmente pedindo por todos e depois por você.

Que Miguel, Gabriel, Rafael e Astréa estejam presentes com suas espadas de luz circulando a proteção ao nosso planeta.

Quando terminar o ritual, faça sua mentalização. Na tentativa de ajudá-lo, eis a que sempre faço:

"EU SOU A ALEGRIA DA PAZ! A Luz da Fé e da Esperança!"

PARA ATRAIR OU MANTER UM GRANDE AMOR

Se você for casada, acenda duas velas amarelas, de preferência de mel. Caso seja solteira, apenas uma. Peça a Oxum (deusa do amor, da fertilidade, da pureza e do ouro) tranqüilidade e estabilidade no relacionamento ou, se estiver sozinha, que apareça uma pessoa especial. Ao redor da vela, que deve estar queimando, derrame mel. Coloque quatro búzios, quatro moedas do mesmo valor e, por último, oito ou dezesseis rosas amarelas (os números de Oxum). Fique na praia até a vela queimar.

DEFUMADOR CIGANO PARA O AMOR E PROSPERIDADE

Uma colher de sopa de açúcar mascavo, duas colheres de chá de canela em pó, três punhados de trigo de kibe e também três punhados de arroz cru, com casca. Fazer às quartas-feiras.

PARA AFASTAR OS MAUS FLUIDOS

Vá para a beira do mar e, com a água batendo na sua canela, derrame pipoca no seu corpo da cabeça aos pés. Deixe a água do mar levar a pipoca, que pertence ao orixá Omolu, senhor da vida, da cura e da saúde.

PARA TRAZER SEU AMOR DE VOLTA

Pegue oito fitas de cores diferentes (só não utilize preto e vermelho), cada uma com um metro. Olhe para o mar e coloque quatro fitas em cada ombro, deixando que elas escorreguem pelo seu corpo. Em seguida, com os pés na água, tire as pétalas de três rosas amarelas, jogue-as por cima da sua cabeça e deixe que caiam no mar. Depois, solte as fitas na água, uma de cada vez, pedindo a Oxum para trazer de volta o seu amor.

PARA TER GARANTIA DE PAZ, TRANQÜILIDADE E PROSPERIDADE

Misture pétalas de rosa branca, arroz cru e uma essência de sua preferência e passe pelo corpo. Olhe para o mar e reze, pedindo paz e prosperidade para o ano novo. Em seguida, tire os sapatos e entre vestida com uma roupa branca no mar. Dê três mergulhos e saia da água de costas para a areia.

PARA TER SORTE NO AMOR

Pegue cinco ou oito rosas brancas (números ligados a Iemanjá e a Oxum), perfume de alfazema, fitas das cores da harmonia - azul, amarelo, rosa, branco e verde -, espelho, talco, sabonete e bijuterias. Forre uma cesta com papel celofane, amarre uma fita no caule de cada flor e derrame um pouco de talco. Derrame também um pouco de perfume. Em seguida, coloque o espelho, o sabonete e as bijuterias na cesta e leve-a para o mar. Conte três ondas e, na quarta, ofereça a cesta a Iemanjá e a Oxum.

PARA TER DINHEIRO O ANO INTEIRO

Leve para a praia sete rosas brancas, sete moedas do mesmo valor, perfume de alfazema e um champanhe. Faça uma oração a Iemanjá e a todos os Orixás que possuem força no mar. Conte sete ondas e jogue as rosas ao mar. A seguir, despeje o conteúdo do champanhe e ofereça aos Orixás. Lave as moedas com o perfume de alfazema e coloque-as na mão direita. Mergulhe a mão na água e peça proteção financeira. Deixe o mar levar seis moedas e fique com uma, que deve ser guardada o ano inteiro como amuleto.

RITUAL DE DEFESA CONTRA TODOS OS MALES

Este Ritual pode ser feito durante sete sextas-feiras ou no dia sete de cada mês, por sete meses. Pode ser feito também em sete Luas Cheias. No dia anterior ao Ritual, comer alimentos leves, não ter relações sexuais, nem tomar refrigerantes, nem álcool de espécie alguma. Acender Velas róseas e azuis: três pela manhã, à tarde e à noite, indo dormir quando tiver apagado as velas por elas e não por você. As róseas são para seu Anjo, e as azuis, para o Sagrado, para o Supremo, para a Luz Máxima, para o Universo enfim. Dia seguinte, depois de um banho de hortelã e alecrim, faça um círculo, ou um quadrado que pode ser em sua casa, na floresta ou na praia. Fique sentada nele ou de pé, como melhor se sentir. Em seguida, diga:

"Guardiães da Alquimia Real, Mestres da Magia Universal, abro este Ritual pedindo-vos para levarem deste ambiente, dos meus corpos, dos meus chacras, todo mal! Trazei-me, rogo-vos, todo bem! Protegei-me! Iluminai-me! Fechai-me o corpo e abri-me a alma. Defendei-me com vossas espadas ou com vossos punhais! Contra mim, nada! Ninguém, ninguém possa jamais! Fazei-me invencível! Invencível! Invencível!"

Coloque em um vidrinho sete pregos e um punhadinho de arruda picadinha e diga:

"Santos Feiticeiros, Feiticeiros Santos! Livrai-me das maldades, das invejas, dos quebrantos, dos dissabores, dos desencantos, dos perigos, dos inimigos e, principalmente, dos falsos amigos! Livrai-me! Livrai-me! Livrai-me!"

Pegue outro vidrinho, ponha sete agulhas e alecrim picadinho. Diga então:

"Santos Justiceiros! Santos companheiros! Vossos nomes vou pronunciar para que o Universo confirme, revitalize vosso poder. Marcus, Lázaro, Cipriano, Jorge, Catarina, Roque, Bento, Helena! Que eu seja poderosa, iluminada, forte, luminosa! Assim, com vossa ajuda, me defenderei das pedras, dos espinhos, dos perigos visíveis e invisíveis, neste e no outro mundo. Vença o bem! Jamais o mal!"

Em um terceiro vidro, coloque sete alfinetes e sete gotas de essência de cravo-da-Índia e diga:

"Seja desfeito todo o Feitiço, mesmo que ele tenha sido feito no Ar, no Fogo, na Terra, no Mar! Ainda que tenha sido tecido em outro ou neste Mundo!"

Atirar os vidros bem fechados no mar, em um rio, em uma cachoeira, ou enterrá-los, mentalizando que se afoguem, se os colocar nas águas, ou que apodreçam, se os enterrar. Reze à Senhora e ao Senhor do Universo, aos Santos invocados e, finalmente, ao seu Anjo, pedindo que só o bem fique com você, a partir do instante em que você se desfez dos vidrinhos. Demore ao menos sete dias para passar pelo mesmo caminho.

PEQUENOS RITUAIS PARA ENCONTRAR A ALMA GÊMEA

1. Na primeira noite de Lua Cheia, vista uma roupa cor-de-rosa, ponha uma toalha branca na mesa e acenda duas velas cor-de-rosa unidas. Coloque duas taças pequenas com champanhe, ou guaraná, e pense com fé nos Anjos Anael e Aniel (este último é o "Zelador das Almas Gêmeas", é aquele que as guarda; o primeiro é o Anjo encarregado de todas as uniões amorosas). Peça-lhes para "reencontrar" a sua alma gêmea ou para lhe mostrar em sonhos, ou acordado(a), se ela está neste mundo, se ainda não nasceu, se já partiu ou quando você a reencontrará.

Recite o mantra que chama as almas gêmeas:

ON CLIM KROM

ON CLIM KROM

ON CLIM KROM


Obs.: Emitir o mantra pelo menos três vezes, prolongando o som de cada sílaba.

Tome o champanhe, fazendo antes um brinde à sua alma gêmea; depois despeje o líquido da outra taça em água corrente. Faça este ritual durante os sete dias da Lua Cheia sempre no mesmo horário. No último dia, deixe as velas queimarem até o fim. O champanhe também deverá durar até o último dia. (Qualquer ritual em que se use champanhe, este deve sempre estar gelado)

Você pode fazer este ritual em três períodos de Lua Cheia. Se não tiver nenhum sonho ou nenhuma intuição, não insista mais, o momento ainda não chegou. Você deve se lembrar de que antes de cada ritual é importante tomar um banho, ainda que seja um banho comum. Acenda sempre um incenso floral.

2. (Também serve para saber onde ela está, ainda que você não possa ficar com ela no momento)

Na véspera do dia de São Pedro, ou na véspera do seu aniversário, tudo que você comer, antes de fazer o ritual, vá separando. Quando estiver perto da meia-noite, arrume uma mesa, com toalha branca ou cor-de-rosa, coloque flores e frutas, ainda que artificiais, um copo com guaraná ou de água mineral sem gás (se você não bebe bebidas alcoólicas), ou de vinho rosê suave e as porções das refeições que você fez. Ore ao Anjo Anael e ao Anjo Haniel - que na verdade são Arcanjos e Príncipes do Amor - e peça-lhes para você ver sua alma gêmea, acordada ou em sonhos; que ela lhe diga onde está e se, nesta existência, você ainda pode encontrá-la.

Se você ouvir-lhe a voz, não tenha medo. Se for mesmo a sua alma gêmea, ela saberá falar ao seu coração serenamente. Se você sonhar com ela, também não tenha receio. Ela pode até se materializar, usando o seu ectoplasma. Tenha coragem. Se você não se achar suficientemente corajoso(a), arrume a mesa, deixe tudo pronto, vá dormir e peça aos Anjos já mencionados que mostrem para você sua alma gêmea em sonhos.

Este ritual só pode ser feito uma única vez!

No dia seguinte, leve tudo a um jardim e deixe lá ou na beira da praia. Se puder, não volte pelo mesmo caminho.

No dia do ritual e no dia seguinte, tome um banho de essência de rosas, essência de alecrim e três folhas de louro, isto depois de um banho de chuveiro.

RITUAL PARA O BEM

Depois de uma chuveirada, acenda uma vela branca e peça a Jesus, a José e a Maria luz, paz, alegria, saúde, tolerância, energia... e saia de casa levando uma peça de roupa virgem, sete reais, algum alimento não perecível (farinha, açúcar, trigo ou fubá de milho) e sete bombons. Leve ainda uma vela azul, uma verde, uma branca, uma cor-de-rosa e uma lilás. Leve também giz ou a tradicional pemba, usada na Umbanda, e cinco copos transparentes, os quais deverão ficar ao lado das velas.

De preferência, faça este Ritual antes do sol nascer, ou quando ele estiver quase desaparecendo. Pode fazê-lo na floresta, no meio da mata, num lugar descampado, ou ainda na praia, onde não houver muita gente.

Quando chegar ao lugar desejado, faça um círculo com o giz, ou leve uma roda de madeira ou de plástico, na qual você possa entrar; antes de entrar no círculo, peça licença, dizendo:

"Círculo Mágico, permita-me entrar! Roda do Bem, da Paz, da Luz, do Amor, permita-me entrar!"

Quando você entrar, acenda a vela branca e peça paz, paz, paz, para você e para a humanidade. Acenda a vela cor-de-rosa e peça amor, amor, amor, para você e para toda a humanidade. Acenda depois a vela verde, pedindo que suas esperanças sejam renovadas, sua fé fortalecida; peça alegria de viver e, em seguida, peça tudo isso também para a humanidade inteira. Finalmente, acenda a vela azul e peça a Jesus por sua evolução. Peça todo o Bem, toda a Luz, para a sua mente, para o seu coração, para a sua emoção e para o seu corpo físico. Depois, peça tudo isso para o planeta de Jesus, para o Universo enfim. Você deverá deixar, em seguida, ao lado direito da vela lilás, um copo com água e embaixo dele o seu nome e um bilhete, pedindo tudo aquilo que você quiser, como o Bem, a Paz, o Amor, a Esperança, a Luz, a Harmonia... Tenha o mesmo procedimento com a vela cor-de-rosa, sendo que, além dos pedidos, você deverá rogar também para que o Universo ilumine e abençoe seu Anjo da Guarda. Quanto às outras velas, ofereça-as a Jesus, a Maria e à Natureza; se preferir, ofereça a Deus.

Quando sair do círculo, não olhe para trás. Sempre em frente, vá dizendo:

"Nunca o Mal, Nunca o Mal, nunca o Mal! Sempre o Bem, sempre o Bem, sempre o Bem!"

Deixe o alimento, a roupa, os bombons, o dinheiro e diga:

"Que tudo seja encontrado pelo mais necessitado! Que tudo seja encontrado pelo mais necessitado! Que tudo seja encontrado pelo mais necessitado!"

A partir do dia em que você fizer o Ritual do Bem, da Paz, da Felicidade..., passe a praticar a caridade sem ostentação. Procure ser generoso(a), amoroso(a), gentil e ter um comportamento planetário; só assim o Ritual poderá beneficiá-lo(a).

RITUAL DE AJUDA COM A VELA DE SETE DIAS PARA RESOLVER QUALQUER PROBLEMA

Abra uma vela de sete dias, escreva seu nome ou o nome de quem você deseja ajudar numa tirinha bem pequena de papel e ponha bastante mel; a seguir, escreva em outra tirinha: "Meu Anjo da Guarda, me ajude"! ou "Anjo da Guarda de ...., ajude-o"! e coloque também bastante mel. Mentalize o pedido. Feche a vela, usando a cera de uma vela comum, que deverá ser branca, não interrompendo a mentalização. Quando a vela estiver fechada, ponha bastante açúcar sobre ela até quase chegar no paviu, quase, quase; depois acenda e não se esqueça: a mentalização não pode ser quebrada. Faça isso de vez em quando até a vela apagar. Ela não vai durar sete dias, pois seu pedido subirá rapidamente ao Astral Superior. Deixe o mesmo pedido e o nome, dentro de um recipiente fechado com bastante açúcar cristal, ao lado esquerdo da vela, porque à direita deverá ficar um copo com água que, ao final, deverá ser jogado em água corrente.

Ao deixar o pedido e seu nome ou o nome de quem você deseja ajudar, pode pedir a todos os Anjos que ajudem seu Anjo ou o Anjo da pessoa no sentido de obter do Universo o que pretende. Este é um ritual e uma magia angelical de grande força e poder.

RITUAIS DE UMBANDA PARA O ANO NOVO

(e que podem ser feitos até o Dia dos Reis Magos)

Existem dois horários para entregar as oferendas: meia-noite, como manda a tradição, ou o primeiro nascer do sol do ano.


As rosas utilizadas nos rituais não podem ter espinhos. Relacionados com a dor e com as dificuldades, eles não combinam com nenhum pedido alto-astral. Depois de entrar na água para fazer os seus pedidos, não saia de costas para o mar em sinal de respeito aos Orixás.

Mesmo longe de casa, não se esqueça de Iemanjá na passagem do ano. Deixe algumas lâmpadas acesas e espalhe um pouco de arroz pelos cômodos. É importante começar o ano com luz e, de preferência, vestida de branco, a cor de Oxalá, deus do princípio de uma nova vida. O arroz é cru. Pode também espalhar trigo ou aveia.

MINIRRITUAL PARA OS REIS MAGOS

Na manhã do dia 6 de janeiro (Dia dos Reis Magos), tome um banho de alecrim, tendo antes tomado um banho de chuveiro. Durante ambos os banhos, diga:

"Gaspar, Melchior, Baltazar, por amor ao menino Jesus, venham me ajudar em tudo aquilo que eu precisar. Prometo amar meu próximo, ter compaixão e caridade no coração.

Gaspar, Melchior, Baltazar, venham me ajudar! Gaspar, Melchior, Baltazar, venham me ajudar! Gaspar, Melchior, Baltazar, venham me ajudar!"

Em seguida, acender três velas: rosa, amarela e azul. Forrar um prato virgem com açúcar cristal; colocar aveia sobre o açúcar, seis marias-moles em círculo e sobre cada uma um ramo de trigo. Escrever em um papel, com letras azuis, tudo que deseja pedir. Cobrir o prato, colocar em um local acima de sua cabeça, e sete dias depois deixá-lo em um jardim. Durante esse período, rezar para os Santos Reis, mentalizando seu ou seus pedidos.

(Velas: amarela - riqueza, sabedoria, assuntos imediatos; rosa - amor em todos os sentidos, saúde...; azul - contato com os anjos, desenvolver dons, pedir as mais puras energias. É um ritual pequeno, mas muito poderoso)


Clara Luz

Fonte: http://intervox.nce.ufrj.br/~claraluz/rituais.htm

Ritual de Lua Cheia



:: Rita Barreto ::
A meditação em grupo é um processo para receber e transmitir Luz e Amor.
As energias de várias pessoas, quando unidas, podem trazer melhores resultados do que a energia de uma única pessoa.
A meditação em grupo potencializa o fogo sagrado em nosso coração (O Chakra cardíaco que é centro do Amor verdadeiro) aumentando incrivelmente nossa Luz e nossa vontade.
A meditação em grupo é capaz de curar e dissipar obstáculos individuais ou em coletivos.
Pela meditação em grupo é mais fácil atingir níveis mais elevados de consciência, porque criamos um campo eletromagnético em torno de nós e dos participantes, construindo o elo de ligação entre este plano e o plano superior. Este campo de energia é como uma grande forma–pensamento (energia-conhecimento) de Luz, Amor e Poder que flutua em torno de cada um dos presentes.
A meditação em grupo feita no período de Lua Cheia pode estimular de maneira eficaz e objetiva o desenvolvimento evolutivo e espiritual de todos os reinos da Natureza.
A energia segue o pensamento, portanto a meditação direcionada realiza extraordinárias transformações no inconsciente coletivo da humanidade.
A Lua simboliza a energia feminina, controla as marés está relacionada com o ciclo menstrual feminino.
A Lua representa o inconsciente da humanidade. Suas fases refletem poder sobre Céu e Terra; ela também é o principio abstrato da reflexão, refletindo a Luz do Sol.
A Lua trabalha nossas emoções e habilidades psíquicas, aumenta nossa intuição subindo também a freqüência vibratória de nosso corpo sutil, tornando assim as pessoas mais dispostas e motivadas, permitindo que flua por nosso corpo mais informação (Luz, conhecimento).
Quando a Lua se encontra na fase cheia é como se ela abrisse um portal entre os dois mundos: o denso e o sutil, deixando-nos mais sensíveis e abertos para esta Luz espiritual.
A Lua Cheia possui qualidades curativas, trabalha a sexualidade e potencializa os efeitos de qualquer medicação fitoterápica.
Por esta razão as meditações nestas épocas são cerimônias Divinas que tem como objetivo melhor absorver, canalizar e distribuir as energias do Pai (Criador de todos os Universos), enviando-as simultaneamente para nossa mãe Terra e todos seus Filhos.
A Lua Cheia é um bom período para manifestarmos o que desejamos realizar.

Técnica Lunar de Manifestação
1) Façam um lista de sete coisas que desejem realmente. Se quiserem que isto funcione, sejam razoáveis e escolham algo que realmente desejem, não que pensam que desejam.

2) Trabalhem cada um dos pontos da lista. Tomem o primeiro item, como um rádio por exemplo, e digam a si mesmos em voz alta: Desejo um determinado rádio, de um determinado preço, dentro de um determinado período de tempo. Descrevam o rádio, estipulem valor e prazo e não pensem como consegui-lo. Jamais pensem em uma pessoa ou grupo específico para fazer alguma coisa com vocês, porque isso se torna manipulação (interferência no livre arbítrio do outro).

3) Pergunte a si mesmo se realmente desejaria o rádio caso o tivesse. Pensem nisso profundamente, pois estão acostumados a atravancar a mente com coisas que pensam desejar, mas que na verdade não desejam. Sejam cuidadosos sobre isso. Se realmente não desejarem alguma coisa, esqueçam-na.

4) Criem três cenas com o rádio entrando em sua realidade; visualizem estas cenas na frente de sua testa, acima dos olhos, depois tomem cada cena e imprimam-na em sua medula oblonga (lugar onde a espinha se conecta no crânio-nuca). Lembrem-se: nunca visualizem uma pessoa ou lugar específico ajudando-os a conseguir o que querem. Não manipulem a realidade de outras pessoas.

5) Repitam esse processo até ter criado uma lista de sete coisas que realmente desejem. Depois, esqueçam-na e coloquem a lista em um lugar seguro. Verifiquem-na periodicamente e logo começarão a notar que as coisas que nelas escreveram realmente se manifestam. Todas as vezes que algo se manifestar, deverá ser riscado da lista; pense então em algo mais que desejam acrescentar, mantendo sempre sete desejos em aberto.
Boa sorte.

A GRANDE INVOCAÇÃO
Do ponto de Luz na mente de Deus, que flua Luz
à mente dos homens, e que a Luz desça a Terra.
Do ponto de Amor no coração de Deus que flua Amor ao coração dos homens, que Cristo retorne a Terra.
Do centro onde a vontade dos homens é conhecida, que o propósito guie as pequenas vontades dos homens, propósito que os Mestres conhecem e servem.
Do centro a que chamamos a raça dos homens que se realize o plano de Amor e de Luz e feche a porta onde habita a inconsciência.
Que a Luz e o Poder restabeleçam o plano Divino sobre a Terra hoje e por toda a eternidade.
Que assim Seja, e assim será.

Rita Barreto, Enlaçador de mundos auto-existente branco
Fonte: http://somostodosum.ig.com.br/conteudo/conteudo.asp?id=01500

sábado, julho 14, 2012

Reinicie a sua vida: Deixe de fazer auto sabotagem

 em Desenvolvimento Pessoal, por Miguel Lucas

Muitos podem ser os motivos que nos obrigam a tentar de novo algo que na primeira tentativa não fomos bem sucedidos, ou até mesmo comprovarmos que o caminho que tomámos não nos conduziu ao lugar desejado. Enquanto humanos que somos, e na posse de uma motivação orientada, podemos tentar de novo. Você pode encontrar-se num momento da sua vida onde começar de novo é imperativo. Provavelmente os acontecimentos de vida empurraram-no para a situação em que se encontra, talvez você tenha feito algumas asneiras que contribuíram para o seu estado. Independentemente da causa, ou das adversidades  de vida que enfrenta, existe a possibilidade de tentar novamente. Existe a possibilidade de perceber que pode reiniciar a sua vida.
O seu passado pode ser muito marcante, incisivo e perturbador, e propor-se a reorientar a sua vida pode parecer difícil de fazer. Acredito que sim. Acredito que pode encontrar-se num estado de dúvida, incerteza, com muita ansiedade, preocupação, sentido-se desesperado e até mesmo desesperançado no seu futuro. Todos esses sentimentos por certo são legítimos. No entanto, importa fazer algumas perguntas a si mesmo:

“Como é que me quero sentir no futuro?”
“O que é que eu quero para mim”
“Quais são os meus objetivos? (Os sentimentais, profissionais, de relacionamento, financeiros, e outros…)
Arrisco a responder algumas possibilidades:

“Quero sentir-me bem, realizado, boa auto estima e com confiança em mim e no futuro.”
“Quero uma vida tranquila, com conforto e bem estar, sentir-me vivo e de bem com a vida.”
“Quero ser feliz, alegre, motivado, bem disposto, ter sucesso no meu trabalho, amar e ser amado, ter dinheiro para pagar as minhas despesas.”
Ótimo. Fez questões às quais conseguiu dar resposta. E mais importante que tudo, essas perguntas e respostas, permitem orientar a sua vida de acordo com aquilo que deseja para si. Agora só tem de pegar nisso e dar um impulso na sua vida. Dar um novo e renovado impulso, reiniciando a sua vida. Mas, para que esse reinicio possa constituir uma nova forma de olhar a sua vida, importa desfazer alguns equívocos que podem ter estado a fazer sabotagem aos seus objetivos.

Apresento em seguida alguns equívocos ou ideias que provavelmente foram-se enraizando na sua estrutura mental. Essas ideias passaram a ser falsas verdades que lhe retiram ânimo, toldaram-lhe o pensamento e impossibilitaram a elaboração de decisões acertadas de acordo com os seus objetivos pretendidos.

De uma vez por todas, você deve derrotar essas falsas verdades (crenças limitadoras) para colocar-se com uma atitude positiva antes de reiniciar a sua vida.

EU NÃO CONSIGO FAZER ISSO
Esta é uma afirmação comum. É uma afirmação simples, banal e muito refutada por grandes líderes, em livros de auto-ajuda, por palestrantes motivacionais, e mesmo pelo comum dos mortais. Aparece muitas vezes referenciada em Slogan de campanhas publicitárias, como foi a campanha de Barack Obama, “Yes, we can“. Apesar de existir uma corrente que transmite esperança, e que contraria a afirmação negativa: “Eu não consigo fazer isso“. O que é certo, é que muitos de nós nos momentos de contrariedade e dificuldade da nossa vida, generalizamos essa afirmação para grande parte das coisas, e até mesmo para a própria vida.

Marterizamo-nos e vitmizamo-nos:

“Eu nunca mais vou encontrar a pessoa certa.”
“Eu nunca mais serei feliz”
“A minha vida nunca mais vai sair deste buraco”
“Nunca serei capaz de passar o exame de matemática”
“Nunca ganharei o suficiente para ter aquilo que gostaria”
“Eu não consigo enfrentar o meu patrão”
O que você pensa acerca de si mesmo é realmente poderoso. Se você acha que não pode, que não consegue ou que nada de bom lhe irá acontecer, então provavelmente nesse estado de incapacidade nunca irá encontrar motivação e uma solução para fazer algo que permite reverter esses pensamentos negativos.

Henry Ford disse: “Se você acha que pode, ou você acha que não pode, você está certo”


EU ACABO SEMPRE FAZENDO ASNEIRAS
Se no presente momento está insatisfeito com a sua vida, existe uma forte possibilidade de ter construindo ao longo do tempo esta afirmação negativa na sua mente. Claro que este pensamento é legítimo. Mas, por certo não é animador, pelo contrário, retira-lhe forças e credibilidade em si mesmo. Se não é útil, porque razão ele ecoa na sua cabeça? Isto acontece, porque o nosso cérebro é forçado a encontrar respostas. E em última instância dirigimos a atenção para nós mesmos, e culpabilizamo-nos. Sim, na verdade você até pode ser o responsável pelo estado em que se encontra. Mas, construir uma ideia negativa acerca de si mesmo, e “confortavelmente” conviver com isso, não é por certo uma estratégia benéfica.

Então que fazer?

Perceba onde, como e porquê fez a asneira?
O que fazer, para não voltar a acontecer?
O que aprendeu com a asneira?
O que essa asneira lhe diz acerca da forma como você pensa?
O que precisa mudar no seu pensamento e forma de olhar para si, para que a asneira não se repita?
Quer continuar a fazer a asneira?
Se conseguir responder a estas questões, por certo irá ficar mais esclarecido. Com esse esclarecimento em mente, abandone a ideia depreciativa que tem de si mesmo. Essa ideia que de certa forma trás conforto, também tem o reverso da medalha. Quando você percebe que pode mudar algumas coisas para ser bem sucedido, mas que é necessário trabalhar, investir em si e esforçar-se, fica mais fácil verbalizar algo que justifica muita coisa menos boa que lhe acontece. Não se iluda mais, aceite essas asneiras, mas não se confunda nem se funda a elas. Você não é as suas asneiras. Você é aquele que percebe as asneiras que faz, e que tem a possibilidade de arranjar uma forma de evitar que isso volte a suceder. Não use mais uma afirmação que se encaixa no seu momento menos bom, mas que paralisa-lhe a mente na procura de soluções. Se esta afirmação não lhe é útil, não lhe serve, deixe simplesmente de verbalizá-la.

NADA ACONTECE DO JEITO QUE EU QUERO
Esta é uma mentalidade de vítima que você deve abandonar imediatamente. Não há problema em sentir pena de si mesmo no começo do processo de procura de entendimento e justificação para o momento que atravessa. Você pode e deve chorar a sua perda, indignação ou frustração. Mas, de modo bastante breve. Depois você precisa ​​levantar-se, sacudir a mágoa do passado e seguir em frente. A vida não está contra si. Acreditar que sim, só irá fazer com que se afunde ainda mais no seu desespero (do qual você não irá escapar se ficar nesse estado por muito tempo).

As coisas podem ter sido difíceis e o resultado não foi o esperado. Por vezes temos de encarar o lado oculto da felicidade. Inevitavelmente, as adversidades surgem no nosso caminho, experimentamos o sabor do outro lado da conquista, do desafio, do êxtase, da alegria e satisfação. O lado mais sombrio da  felicidade enraiza-se no sofrimento, no fracasso, na perda, na dificuldade, na injustiça, na tristeza e angústia de tudo o que nos impele ao sofrimento e consecutivamente a mudar crenças limitadoras.

Mas o que aconteceu até agora, não quer dizer que continue a acontecer. Se assim fosse nada mudava, nada melhorava, a vida seria estática. Nada pode estar mais longe da verdade. A vida é fluída, a vida não pára. Se assim é, e com este pensamento em mente, perspetive algo de melhor para si. Retire-se da sombra dos seus pensamentos negativos. Pense como gostaria que as coisas funcionassem para si. Agora acrescente-lhe uma pitada de esperança. Em seguida apoie essa esperança, seja o braço direito da sua esperança renovada. Motive a sua esperança, dei-lhe suporte, energia, alimente-a através da ação. Faça coisas orientadas pelo pensamento positivo. Desafie-se a ser bem sucedido!

NÃO VALE A PENA SEGUIR OS MEUS SONHOS
Todos merecemos a oportunidade de buscar a satisfação na nossa vida. Mas, por vezes, pouco a pouco, devido à interpretação dos acontecimentos negativos do nosso passado, emerge uma desmotivação. A descrença instalada constrói a percepção que não vale a pena seguir os seus sonhos e desejos. Esta ideia é suportada por uma mecanismo de defesa. Não nos propomos a seguir os sonhos, para evitar a dor e o sofrimento que julgamos vir a sentir com mais uma futura desilusão. Com base na mágoa do passado e uma descrença no futuro, comprova a teoria que é preferível não correr atrás do que é bom para si. Este até parece ser um pensamento lógico. De certa forma é, tal como já referi, funciona como uma proteção à possível desilusão, derrota e fracasso. É, no entanto uma crença tóxica, desadequada e destruidora.

Perante uma crença tão incapacitante, a pessoa caminha num eterno vazio. A forma de restabelecer a sua motivação, força e energia para propor-se a acreditar que vale a pena seguir os seus sonhos, é orientando-se por aquilo que quer e não por aquilo que sente. Perante uma conclusão negativa, o sentimento é igualmente negativo, e nesse estado as suas perspetivas são olhadas mediante essa realidade sentida. Para reverter o processo é necessário imaginar o que sentiria ao alcançar o que deseja. Foque-se naquilo que quer alcançar e no que sentiria quando isso se tornar realidade. Depois, na posse desse sentimento, faça coisas que o aproximem dos seus sonhos.

EU TENHO DE CASTIGAR QUEM ME PREJUDICOU
Às vezes, quando uma pessoa tem que começar de novo, sente-se a necessidade de vingança em relação a parte (ou partes) que podem ter contribuído para a sua situação atual. Isto é completamente inútil. Não me estou a remeter para questões jurídicas. Isso tem de ter outro tipo de abordagem. Refiro-me à normal interação do dia a dia da vida de cada um de nós. Na verdade, é inteiramente contraproducente e um desperdício total de tempo focar a sua atenção e energia em algo que vai alimentar ainda mais o seu estado de negatividade, e eventualmente criar mais problemas

Supere isso. Deixe isso partir. Limpe a sua mente de todo esse absurdo. Alimentar o fúria só irá fazer aumentar a sua ansiedade, contribuindo para o seu mal estar. A fúria e a raiva, são sentimentos que por vezes lhe transmitem capacidade. Isto acontece devido à grande libertação de energia e ímpeto, impele-o para a ação. Mas esta é uma ação que em nada contribui para a solução e realinhamento de vida.

Importa reverter todo esse ímpeto para a construção de percursos de ação positivos e que estejam alinhados com os objetivos pretendidos para a sua vida, dentro de uma perspetiva de auto realização. Foque-se em si, gaste a sua energia consigo.



EU NÃO CONSIGO O QUE QUERO POR CAUSA DA ECONOMIA
Este é um pensamento que tem vindo a ser difundido na atualidade. A grande maioria da pessoas parece querer culpar  qualquer circunstância ruim na sua vida apontado o dedo à crise económica. A realidade é que os fatores externos raramente são obstáculos intransponíveis, somos nós que fazemos isso acontecer. Obviamente que a economia tem um peso relativo no nosso sucesso, assim como muitas outras coisas têm. Temos que ter uma atenção redobrada, quando todo mundo está em estado de alerta relativamente à economia, podemos ter uma tendência para generalizar isso aos problemas que enfrentamos, e arranjamos uma boa desculpa para não fazermos nada.

Normalmente, inibimos a mudança e deixamos de adaptar-nos às novas realidades que nos rodeiam. Você pode ter de fazer as coisas um pouco diferentes. Você precisa colocar um olhar novo numa velha ideia. Você pode ter que fazer ajustes, tanto pessoais quanto profissionais, mas ainda assim pode sobreviver e até prosperar nesta economia ou noutra qualquer. Não deixe que essa avalanche dramática e estado de pânico geral impossibilite fazer aquilo que ainda é possível ser feito.

Para aprofundar o assunto, leia: 9 Dicas para ultrapassar o medo provocado pela crise económica

EU SÓ TENHO DE TER MUITA CALMA
Finalmente, quando confrontado com começar de novo, você pode ter tendência para procrastinar. A razão para que isso possa acontecer, é por arranjar desculpas para si mesmo. Por exemplo, você pode agarrar-se à falsa justificação que já passou por muita coisa ultimamente e merece ter calma por algum tempo. Embora seja geralmente uma boa ideia para “refrescar” depois de uma grande mudança de vida e antes de fazer qualquer grande decisão, não deixe que isso se torne num impedimento. As suas oportunidades de começar de novo, certamente surtirão maior efeito agora. Quanto mais você esperar, mais difícil será conseguir-se reverter a situação em que se encontra. Não deixe que o medo, mentiras e desculpas possam retê-lo.

As coisas até podem ir com alguma calma, mas passo a passo. Quer dizer, que mesmo lentamente você está a movimentar-se, está a fazer coisas para ir ao encontro do que pretende alcançar. Aguardar, é ficar parado. Fazer as coisas com calma, deve ser considerado, lentamente, pouco a pouco fazendo algo.

DEIXE DE FAZER AUTO SABOTAGEM E REINICIE A SUA VIDA
Reiniciar sua vida não é fácil. A primeira batalha que você tem que ganhar está na sua própria cabeça. A forma mais capacitadora que acredito surtir efeito é tendo uma atitude positiva, e implementar o pensamento positivo na sua vida, acabando com a auto sabotagem. Estas sabotagens como podemos verificar, estão mascaradas e enraizadas por um conjunto de desculpas sem sentido, que criam uma imagem negativa de si mesmo. O seu cérebro tende a acreditar em tudo o que ouve, ou que você verbaliza para si mesmo. Se você pode abolir o diálogo auto crítico da sua mente e substitui-lo por mensagens de incentivo, reconfortantes e que puxem por si, então você estará construindo um caminho para derrotar essas sabotagens  e criar uma nova forma de olhar a vida.

RESUMINDO
Na grande maioria da vezes perante a constante auto sabotagem da nossa vida, percebemos o que está acontecendo, numa fase muito avançada do problema. Isto acontece devido à dificuldade de mudar hábitos e rotinas de pensamento instituídas que minam a mudança de perspetiva. Numa situação de caminhar na sua vida em piloto automático, tudo parece natural, até mesmo a forma como aceita as suas debilidades, incapacidades e asneiras. Neste estado de aceitação confuso, funde-se a uma imagem depreciativa de si mesmo, comprovada pelo seu diálogo auto-crítico negativo.

A sua própria forma de pensar, suga-lhe a vida. Essa negatividade instalada é como uma erva daninha a crescer no quintal da sua casa, propaga-se rapidamente e toma o espaço só para ela.  Mata a esperança e a oportunidade para a mudança.

Você precisa de um novo caminho para sair dessa  forma de pensamento negativo que instituiu na sua rotina diária. E esse caminho pode construir-se na forma de uma pergunta:

“Se você continuar a seguir os mesmos padrões, quais são as chances de vir a alcançar as coisas que você quer e tornar-se na pessoa que espera ser?”

Arrisco a dizer que as suas hipóteses são extremamente reduzidas. Nenhum de nós escreve uma história de vida mais enriquecida sem uma mudança no padrão de ação. Abandone o seu círculo de hábitos de auto sabotagem. Reinicie a sua vida, tendo noção que deve eliminar as falsas verdades que foi construindo e que durante muito tempo orientaram as suas decisões. Acredite em si. Faça coisas que suportem a crença que tem em si. Torne-se no seu maior aliado. Invista na sua vida, você é o seu maior accionista.

Abraço

http://www.escolapsicologia.com/reinicie-a-sua-vida-deixe-de-fazer-auto-sabotagem/


sexta-feira, julho 13, 2012

Quer ter sucesso? Mude-se a si próprio

em Desenvolvimento Pessoal, por Miguel Lucas

Não queira mudar as outras pessoas, isso não funciona. Pode desperdiçar a vida inteira tentando. Não pretendo ser radical ao ponto de lhe transmitir que não vale a pena ajudar os outros a crescerem, a desenvolverem-se ou a melhorar. Não é essa a minha mensagem. Não podemos querer mudar os outros a nosso belo prazer, ou porque nos facilita a vida ou a obtenção de algo.

Vejamos o seguinte: A grande maioria de nós gasta parte do seu tempo e energia na tentativa de mudar as pessoas que participam na nossa vida. Por vezes somos tentados a pensar que conseguimos mudar os outros de forma a que fiquem melhor equipados ou capacitados para que nos façam felizes. Isto é especialmente verdade no que diz respeito às crianças. Empenhamos grande parte do nosso tempo a falar com as crianças sobre a forma como nós pensamos que eles deveriam comportar-se ou mudar algumas coisas que fazem. Mas as crianças não aprendem de forma eficaz ouvindo aquilo que lhe dizemos, mas sim da forma como nos observam a fazer as coisas e nas atitudes que temos na nossa vida.

Dica: O ensino pelo exemplo é a melhor forma de garantirmos que alguém segue as nossas atitudes, as leve a sério e acredite terem valor.

Na actualidade as crianças, ao ouvirem os adultos a falarem para elas sobre aquilo que deveriam mudar, na grande maioria das vezes dizem, “sim, está bem”. Eu penso que aprenderam esta frase com o Bart Simpson. É um atalho para dizerem, “Eu não estou a ouvir o que dizes, estou é atento ao que fazes.”



SEJA A PRÓPRIA MUDANÇA
Na nossa era, Gandhi foi provavelmente responsável por mais mudanças nos outros que qualquer outra pessoa. Como é que ele fez isto? Ele tinha uma fórmula profundamente simples. As pessoas por vezes  procuravam  Gandhi para lhe perguntar como é que ele conseguia mudar as pessoas. Por vezes alguns diziam-lhe, “Eu concordo consigo sobre a não-violência, mas existem outros que não. Como é que os posso mudar?” Gandhi disse-lhes que eles não conseguiriam mudar os outros.”Você tem de ser a própria mudança que deseja ver nos outros,” Disse Gandhi.

Provavelmente já se questionou várias vezes: “Como é que eu mudo o meu parceiro?” Ou, “Como é que eu posso mudar o meu amigo.” Ou, como é que faço para ele mudar a sua atitude.”

A mensagem que quero transmitir é: Seja a mudança que quer ver nos outros. Ao ser aquilo que quer que os outros sejam, você lidera pela inspiração.Tolo é aquele que afundou seu navio duas vezes e ainda culpa o mar. Se você continuar fazendo o que sempre fez, continuará obtendo o que sempre obteve. Ou menos.

COMPORTAMENTO ASSERTIVO
A vida é dinâmica, o mundo está sempre em constante alteração. A necessidade que temos de nos adaptar às novas coisas da vida é permanente. Por este motivo, estaremos sempre um passo atrás da própria mudança que nos é imposta nas mais variadas áreas da nossa vida. Estará sempre alguém a comportar-se da forma que não queremos e que não achamos correta. A tendência e o impulso natural que temos, é a crítica, o olhar de esguelha e a maledicência. Perante esta atitude, colocamo-nos numa posição de não mudança, de não responsabilidade, de não interferência. Desmobilizamo-nos das coisas pela ação da crítica e do desdém. Corremos o risco, de também não sermos assertivos, dado que os outros também não foram. Não nos propomos a mudar-nos a nós próprios, e não damos o exemplo em que os outros poderiam inspirar-se para mudar. O caricato disto tudo é, que o mundo está em constante mudança, mas na grande maioria das vezes é uma mudança não orientada. É uma mudança reactiva. 

APRENDIZAGEM POR OBSERVAÇÃO
A teoria da aprendizagem por observação do psicólogo Albert Bandura, sugere que as pessoas podem aprender simplesmente através da observação do comportamento de outras pessoas. A pessoa observada é chamada de modelo. A este processo dá-se o nome de Condicionamento Vicariante – é o processo de aprender reações emocionais através da observação de outras pessoas. Verificou-se que indivíduos que observaram um modelo a expressar uma resposta condicionada de medo desenvolveram uma resposta emocional condicionada de forma vicariante a um estímulo que anteriormente era neutro. Além da experiência directa, esta teoria enfatiza a importância de modelos de aprendizagem por observação para o desenvolvimento da personalidade. Os indivíduos adquirem respostas emocionais e comportamentos através da observação dos comportamentos e respostas emocionais dos modelos.

Uma forma de motivar, de ensinar e de mudar os outros é certamente através do exemplo, através de nos transformar-mos em “modelos” das atitudes e comportamentos dos outros. Ao adquirirmos esta posição na vida, colocamos igualmente a possibilidade de sermos activos e assertivos nas nossas metas de vida.

ATITUDES POR MODELAGEM
Ao adoptarmos uma atitude de modelo face à forma como gostaríamos que as coisas ou outros fossem, aumentamos a probabilidade de sermos bem sucedidos. Se você fosse um director de vendas e pretendesse motivar mais os seus vendedores, como é que acha que seria mais eficaz? Acredito que se tivesse a atitude que gostaria que os vendedores tivessem, fosse bem sucedido. Não lhes deveria dizer como deveriam ser ou como fazer, mas sim inspirá-los a fazer, fazendo.

O mesmo parece ser viável para nós mesmos quando necessitamos de mais motivação, força de vontade ou inspiração. Se adoptarmos a atitude positiva de alguém que “invejamos” ou que idolatramos, caminhamos rumo ao sucesso, dado que seguimos o modelo que já provou ter resultados muito satisfatórios. Umas vezes sendo você o modelo, outras vezes modelando os outros que lhe servem de modelo, o importante é que consiga a atitude necessária para efectuar as mudanças adequadas e facilitadoras da obtenção dos resultados desejados.Abraço

http://www.escolapsicologia.com/quer-ter-sucesso-mude-se-a-si-proprio/

terça-feira, julho 10, 2012

8 dicas para superar o medo do fracasso

em Psicologia Comportamental, por Miguel Lucas

Superar o medo do fracasso é crucial para se obter sucesso. Não me refiro ao sucesso financeiro, a ser um campeão, ou o líder de vendas, mas sim a conseguir realizar, obter ou alcançar aquilo que pretende dentro dos limites da possibilidade e desejo. Para muitos homens e mulheres muito bem sucedidos e que têm realizado grandes coisas na vida, a falha/erro é percebido apenas como um degrau para alcançar o êxito. Homens como Henry Ford, Winston Churchill e Thomas Edison perceberam que não tentar é o fracasso “verdadeiro” e que não fazer nada, gera nada, não permite a possibilidade de conseguir vir a ser bem sucedido.
PORQUE ALGUMAS PESSOAS TÊM MEDO DO FRACASSO?
Porque provavelmente desconhecem o que realmente é preciso para terem sucesso. Uma razão, é que muitos de nós estamos tão focados no sucesso e na sua obtenção, que nos esquecemos do que é realmente necessário para alcançá-lo. Raramente pensamos sobre as falhas como sendo uma parte da vida e como muitas histórias de sucesso surgiram a partir de falhas ou erros. Ninguém fala quantas vezes Abraham Lincoln falhou nas eleições à presidência, antes de se  ter tornando presidente dos Estados Unidos da América, ou como Bill Gates deixou Harvard antes de se tornar uma celebridade no mundo da informática. Nestes tempos de fácil acesso aos meios de comunicação social e notícias instantâneas, muitas vezes vemos o lado glamoroso do sucesso ao invés dos obstáculos e trabalho árduo que é preciso para chegar lá.

Julgo que a facilidade de contacto que todos temos com o sucesso, a forma como o vemos no nosso dia-a-dia, pode conduzir-nos a uma falsa facilidade na sua obtenção. Pode condicionar-nos a querermos muito obtê-lo, mas sem termos a noção que o sucesso é muito mais um caminho que apenas um resultado.



Alguns gatilhos para o medo do fracasso:
Ter expetativas irrealistas. Muitas vezes esperamos ter sucesso logo na nossa primeira tentativa e, se não o obtivermos, pensamos que fracassámos. Quão realista isto é? Só porque não conseguimos passar num teste, ser preterido para uma promoção, ou não conseguir um “sim”, ao pedir o número de telefone a uma linda garota/rapaz,  não quererá certamente dizer que é um falhado ou que não irá conseguir? Não mesmo! Mas o medo da rejeição ou da falha percebida, faz com que muitas pessoas não tentem mais nenhuma vez.

Para aprofundar este assunto, pondere ler o artigo: O fracasso é uma opção, mas o medo não!

O mesmo se aplica no esporte competitivo. Os atletas devem aprender a aceitar a perda, antes de descobrirem o que é necessário fazerem para vencer. Em qualquer esporte, se os atletas estiverem à espera de ganhar desde o início ou com pouco treino e dedicação, será certamente, totalmente irrealista. Na vida como no esporte a melhoria e o desenvolvimento faz-se avançando e recuando, sendo que a persistência direcciona-nos o ímpeto e o desejo de sucesso.

A reter: O fracasso é parte do processo de aprender a vencer.

De acordo com Malcolm Gladwell e a sua conhecida “regra das 10.000 horas“, na qual ele afirma que a chave para o sucesso em qualquer campo, é principalmente uma questão de praticar uma tarefa específica num total de cerca de 10.000 horas. Escusado será dizer que 10.000 horas de prática de qualquer coisa que possamos fazer, muito provavelmente incluirá muitas ocorrências de falhas e erros, alguma frustração e ficar aquém nalguns resultados.

Perfeccionismo. Alguns de nós temos medo do fracasso, pois acreditamos que devemos ser perfeitos. Se fizermos uma tentativa para realizar algo que queremos, e depois falharmos, podemos ter a sensação de que corremos o risco de parecermos tolos e, portanto, sentirmo-nos de alguma forma como um derrotado e incapaz.

Para um perfeccionista, tudo deve ser feito a um nível elevado, sem margem para erros. Eles acreditam que se não podem fazer algo com perfeição ou na perfeição, preferem não fazê-lo. Infelizmente, esse tipo de pensamento priva a pessoa perfeccionista da aprendizagem real e dos benefícios e valor da experiência adquirida.

Para aprofundar este assunto, pondere ler o artigo: Quando ser perfeccionista se torna um problema

Baixa auto-estima. Ter uma baixa auto-estima é um problema comum, que está associado ao medo de fracassar ou falhar. A realidade é que cada um de nós é único, especial, talentoso, e como tal capaz de construir e/ou desenvolver a sua própria noção de sucesso. No entanto, alguns de nós perante a dificuldade, incerteza e experiências falhadas colocamos todas estas coisas em questão, ficamos afetados pelos resultados negativos e entramos num período de alguma instabilidade emocional. Passamos a ter uma tendência para nos focarmos naquilo que percepcionamos como ameaça, erros, falhas e fraquezas.

Uma baixa auto-estima pode levar-nos a aceitar maus tratos dos outros, infligir danos a nós mesmos, usar drogas ou álcool, ser mais ansioso ou deprimido, ou tomar decisões prejudiciais. Podemos sentir que nem sequer sabemos quem somos ou para onde é que nossa vida está a caminhar. Quando melhoramos a auto-estima, muitas novas oportunidades se abrem para nós: podemos decidir tentar algo novo e excitante, podemos sentir-nos mais confiantes, encontrar novas soluções, ou procurar melhores condições para trabalhar noutros problemas (se tivermos algum). Uma melhor auto-estima é a chave para uma vida mais satisfatória.

Para aprofundar este assunto, pondere ler o artigo: Como melhorar a auto-estima

Baixa auto-confiança. A auto-confiança é extremamente importante em quase todos os aspectos das nossas vidas, sendo igualmente um factor importante na contribuição para virmos a ser bem sucedidos. Ao invés, a falta de auto-confiança pode ser um círculo vicioso: as pessoas que têm uma auto-confiança diminuída, podem ter dificuldades para atingirem o sucesso desejado. A boa notícia é que você pode fazer algumas coisas para construir a sua auto-confiança que consequentemente irá contribuir também para a construção do seu sucesso.

Para aprofundar este assunto, pondere ler o artigo: 3 passos e 10 formas para construir a sua auto-confiança

Ansiedade. Para muitos de nós, o medo é uma emoção incapacitante, tolda-nos o raciocínio e faz-nos afastar de algumas coisas importantes na nossa vida. De repente, sentimos que o nosso ritmo cardíaco acelera e a nossa respiração tornar-se mais rápida. Sentimos sensações desconfortáveis ​​percorrendo o nosso corpo e fazendo com que aquilo que tememos seja ainda mais medonho. Ficamos tão consumidos pelas manifestações físicas da nossa ansiedade ou ataque de pânico que não temos por vezes tempo para analisar de forma positiva e construtiva as situações que consideramos ameaçadoras, ou as coisas que receamos ou julgamos não ser capazes de realizar.

Porque nos sentimos dessa forma, porque é que a ansiedade se vira contra nós, porque é que ficamos tão preocupados? E mais importante, serão os nossos medos baseados nas probabilidades ou em possibilidades remotas de poderem vir a acontecer? Provavelmente, na grande maioria das vezes os nossos medos são infundados, irracionais e baseados em factos construídos por nós mesmos, o que consequentemente faz com que façamos uma auto-sabotagem ao possível sucesso que poderíamos vir a atingir.

Para aprofundar este assunto, pondere ler o artigo: A influência da ansiedade no seu sucesso


COMO SUPERAR O MEDO DO FRACASSO
Superar o medo do fracasso é algo capacitador, é algo que lhe promove a capacidade de construir caminhos para alcançar o sucesso que deseja na sua vida.

Apresento algumas dicas sobre como ultrapassar o medo do fracasso e focar-se no processo para alcançar sucesso:

Compreender e saber que às vezes você falhará. Perceba que você é humano e os seres humanos cometem erros e falhas. Antes de qualquer um de nós ter aprendido a andar, nós gatinhamos, e já depois de termos aprendido a andar, certamente muitas terão sido as vezes que caímos. Levantamo-nos, caímos, levantamo-nos novamente e continuamos o processo até que possamos caminhar habilmente.

Não personalize sempre o fracasso. Provavelmente algumas das vezes que fracassar poderão ter a ver consigo mesmo, com algumas características suas. Ainda assim, pode sempre mudar e adequar-se melhor às circunstâncias, evitando a auto-crítica destrutiva. Veja o fracasso como um trampolim. Tenha a certeza de aprender com ele e, em seguida, aplicar o que aprendeu para situações futuras. Recuse-se a considerá-lo uma falha de caráter ou fraqueza. Fazer isso só irá impedi-lo de alcançar o sucesso futuro. Assuma sim a responsabilidade de perceber que tem alguma coisa que pode fazer, que pode colocar em ação para se melhorar e consequentemente promover a obtenção daquilo que deseja.

Ninguém consegue ser bem sucedido o tempo todo, às vezes, nem mesmo a maioria do tempo. No beisebol, os melhores jogadores falham 70% das vezes. Em média Babe Ruth um dos melhores jogadores de todos os tempos, a sua melhor pontuação de batidas era de 0,342, o que significa que falhava 66% das vezes.  Wayne Gretzky jogador de hóquei, dizia: “Você perde 100% dos tiros que você não tenta.” Assim é na vida. Você não vai falhar em nada se não fizer nenhuma tentativa. Se você não tentar, também não vai ter sucesso!

Lembre-se que o “fracasso” produziu inúmeros sucessos. Leve em consideração as pessoas na história que falharam antes de serem bem sucedidas. O professor de Albert Einstein disse-lhe para abandonar a escola  “Einstein, você nunca vai ser nada”. O professor de música de Ludwig Von Beethoven, disse-lhe “É impossível você vir a ser compositor”. As duas primeiras empresas automobilísticas de Henry Ford não tiveram sucesso.

Aprecie os benefícios do fracasso. Toda a vida é uma experiência. Quanto mais experiências você tiver, melhor (desde que saudáveis e necessárias). Por outras palavras, as suas chances de conseguir as coisas certas (ser bem sucedido) na primeira tentativa são quase nulas. Quanto mais você tenta, ou experimenta, melhor e mais preparado estará para chegar onde pretende.

Acredite em si mesmo. Ao invés de desistir quando as coisas não dão certo, aceite isso como uma oportunidade para construir a perseverança e determinação. Acredite que você tem o que necessita para trabalhar e enfrentar os obstáculos nos momentos difíceis. Lembre-se como muitos fracassos se tornaram em sucessos, porque essas pessoas não desistiram. Não desista dos seus objetivos se a razão for ter medo de fracassar. Persista, insista, tente e experimente até se aproximar daquilo que quer.

Tenha uma atitude positiva sobre o fracasso. Quando eu tinha uns 14 anos, comecei a olhar para o fracasso por  uma perspectiva positiva. Eu comecei a reconhecer o fracasso exatamente como ele é: uma parte inevitável da vida de todos  nós,  nada mais, nada menos. Comecei a praticar atletismo ao 10 anos, quase como todos os miúdos naquela altura, comecei por fazer provas de corta-mato e estrada. Como não tinha um talento nato para a corrida, saboreei quase sempre a derrota e o fracasso. Muitas foram as vezes que perdi. No entanto, algo dentro de mim fez com que eu percebesse que não havia maneira de contornar isso, então eu comecei a mudar minha atitude face ao fracasso em geral. Eu percebi que, apesar de eu experimentar cada fracasso como um evento doloroso, cada um deles ajudou-me a longo prazo a tornar-me na pessoa que sou hoje. Eu persisti, treinando cada vez mais, fui experimentando outras disciplinas dentro do atletismo e consegui ganhar muitas competições de salto em altura, a minha disciplina de eleição. As minhas falhas não só me ajudaram a melhorar a mim mesmo e evitar erros semelhantes no futuro, mas também abriu-me muitas outras oportunidades e chances, eu só tinha de detectar e identificá-las.

Dê um passo de cada vez. Quando estamos realmente enfrentando grandes desafios ou adversidades na vida, temos tendência para ficar sobrecarregados, com stress e ansiedade, simplesmente por olhar para a extensão daquilo que está diante de nós. A resposta mais provável para esta situação desconhecida é o medo, que finalmente pode paralisar-nos e  impedir-nos de  nos aproximarmos do desafio ou do resultado pretendido. O mais razoável a fazer nestas situações é abordar o desafio um passo de cada vez, mesmo  que você possa sentir algum medo ou dúvida no inicio. Fazer isso irá ajudá-lo a habituar-se com a nova situação e reduzir os seus medos acerca da possibilidade de poder vir a falhar, especialmente quando  você sente a primeira experiência de realização.

Os benefícios de superar o fracasso:
Você constrói uma valiosa experiência e conhecimento.
Você construir a força de caráter e de foco.
Você encontra mais maneiras de ser criativo e limar as suas habilidades para resolver problemas.
Dá-lhe uma oportunidade de redefinir os seus objetivos ou alternativas sobre um novo caminho, caso seja necessário.
Você cria flexibilidade de pensamento e mente aberta.
Você aumenta a auto-confiança e auto-estima
Citação: “O fracasso é a base do sucesso, e os meios pelos quais é alcançado.” – Lao Tzu

O medo é como um veneno tóxico, parece que você não pode livrar-se dele, por qualquer meio impedindo-o de viver a vida que você sempre quis viver. Algumas pessoas “paralizam-se” com medo delas próprias ficando continuamente preocupadas com os eventos que poderão ocorrer no futuro. De um modo geral eu diria que todas as preocupações  com o sucesso, têm uma coisa em comum: o medo do fracasso.

Opinião: Eu tenho sempre em mente que não há razão para ter medo do fracasso, se não quiser fazer a pergunta: “O que teria acontecido, se eu tivesse tentado?”

Abraço

http://www.escolapsicologia.com/8-dicas-para-superar-o-medo-do-fracasso/


sexta-feira, julho 06, 2012

quarta-feira, julho 04, 2012

ATENÇÂO


Eu estou no barulho que a colher faz quando mexe o chá. Estou na natureza,
nas mais ínfimas coisas. Dar atenção às mais pequenas coisas é dar-me
atenção a mim. Eu sei que queres dar-me atenção quando meditas,rezas
ou elevas os teus pensamentos ao céu. Isso eu compreendo e agradeço.

Mas repara que também estou aí em baixo a dar luz às mais pequenas
coisas... às quais tu não dás importância. Tu pensas que eu só estou
nas coisas importantes e só dás importância às coisas importantes.
E se eu te disser que estou na chuva que cai, na flor que pisaste,no
animal que não cuidaste, em toda e qualquer manifestação de vida?

E se eu te disser que estou no barulho que a colher faz quando mexe o
chá, que estou no próprio chá e na solidão de quem mexe o chá? E se
eu te disser que estou dentro de ti, dentro do teu peito, dentro dessa
coisa mais importante deste mundo a que tu não dás importância
nenhuma?

E se eu te disser que estou dentro das lágrimas que os teus olhos soltam
quando te decides a chorar e libertar toda essa emoção contida? E se eu
te disser que estou nesse sorriso largo e aberto, sorriso franco de quem
chora quando é preciso e se alegra nos momentos bons da vida?

Da próxima vez que fores fazer a coisa mais ínfima deste mundo, pensa em
mim. Abre o coração e deixa-me entrar. Eu estarei aí.


Jesus 
Fonte Alexandra  Solnado