segunda-feira, junho 25, 2007

Karma ou Dharma




Karma ou Dharma?

Karma e dharma são dois conceitos espirituais relacionados entre si. Karma em sânscrito quer dizer “kri”, de criar, e dharma também. Porém, o primeiro está relacionado ao passado, ao que plantamos e colhemos, enquanto o dharma é uma modificação do karma pelo desenvolvimento das nossas qualidades e dos nossos dons.

É certo que enquanto não nos libertarmos do nosso passado negativo teremos dificuldade de acionarmos o dharma, mas nossa passagem pela terra serve para evoluir o nosso espírito. Na chegada da Nova Era, a Era de Aquário, não podemos mais ficar presos às limitações do nosso passado por tempo indeterminado. Precisamos ativar em nosso espírito os karmas do passado para nos libertar dele e, assim, entrarmos em contato com nosso dharma.

Muitas pessoas erroneamente tentam pular etapas querendo entrar no dharma antes de entenderem profundamente o que ficou registrado em seu espírito de maneira negativa e que necessita ser compreendido e transmutado.

Karma: o caminho do homem

Por meio da astrologia kármica, o ser humano é capaz de responder a algumas questões como, por exemplo: “Qual a sua missão?”, Quais as lições a serem aprendidas?” e, desta forma, consegue entender quais são os karmas negativos do passado e como se dão os relacionamentos kármicos. Na astrologia, quem indica o caminho é o grande cobrador do karma: o planeta Saturno.

Dharma: os dons adquiridos em outras vidas
A astrologia dhármica ajuda a transformar o karma, provocando mudanças de atitudes, do negativo para o positivo e mostrando o relacionamento positivo entre as pessoas próximas, por meio das nossas qualidades.
Os mapas dhármicos indicam como podemos ajudar uns aos outros, através do desenvolvimento dos dons adquiridos, saindo do karma e acionado o dharma.
O dharma é um processo e os planetas que nos auxiliam nessa transformação são Júpiter, Urano, Netuno, Plutão.

Do karma para o dharma

Como foi dito anteriormente, há registros de karma negativo em nosso espírito e que precisam ser transmutados como, por exemplo, bloqueios, medos, inseguranças, sensação de não merecimento, fuga da responsabilidade, inveja, possessividade. Mas como alcançar o dom da palavra, a capacidade de influenciar pessoas, o poder mental, a sensibilidade, a intuição, a sensação de alegria e a felicidade? Esses são alguns exemplos de dharma, que só serão atingidos se conseguirmos nos livrar do kharma.

Como eliminar o karma negativo

- Retornar ao passado e libertar mágoas e tristezas;
- Reviver cenas negativas e transformá-las em positivas;
- Desenvolver a auto-estima;
- Perdoar-se por erros cometidos;
- Perdoar o semelhante.

Como despertar para o dharma
- Desenvolver: a serenidade, a tolerância, a compaixão e a amizade por todos;
- Despertar para a pureza de intenções;
- Ter força para superar situações difíceis;
- Transmitir conhecimento;
- Ensinar.

Viva o presente

Para atingirmos o dharma precisamos nos tornar conscientes de que não existe tempo/espaço, exceto aquele que somos capazes de usar. Perguntas e problemas cujas soluções o indivíduo procura no futuro tendem a impeli-lo a uma concepção de tempo do qual ainda não pode fazer uso, porque quanto mais pensa no futuro mais se distancia do agora. O passado já passou e o futuro ainda não existe, portanto, podemos programar através da nossa mente a melhora do nosso futuro.

Temos de aprender a viver um dia de cada vez, aprender a viver o momento atual e não nos preocuparmos em como vai ser à tarde ou à noite. Se ainda estamos presenciando a manhã, devemos viver esse tempo. A ansiedade só atrapalha.

Pense no mundo como um gigantesco oceano no qual cada pessoa é apenas uma gotinha de água. Perceba o quanto somos minúsculos e pequenos diante desse oceano. A gotinha se mistura no oceano e é isso que devemos fazer: nos entregar à vida sem pensar no amanhã de maneira negativa. Somos capazes de programar a nossa mente para termos um futuro melhor.

Mapa Dhármico

O Mapa Dhármico ajuda você a despertar para as conquistas positivas de sua alma, acionado seus dons e iluminando seu espírito. Só assim você estará pronto para realizar sua missão espiritual na Terra.

Os planetas simbolizam as energias, os signos que eles se encontram colorem essas energias como filtro. Conhecendo o tipo de energia que um planeta emite, o signo no qual se encontra transformará sutilmente essas energias.

Nós e nossos companheiros de viagem pela vida nascemos com o Sol em signos diferentes que nos permitem viver a experiência desse signo nesta vida de maneiras ímpares. A fim de melhorar a nossa essência, devemos aprender como usar, da melhor maneira possível, nosso Sol, com toda a intensidade do signo solar.

Compreender como usar seu Sol é um processo que requer esforço consciente. É por isso que o karma continua se repetindo toda vez que um indivíduo deixa a consciência da sua presença solar diminuir. Cada momento que ele fica mais em contato com o poder de ser que o seu Sol lhe proporciona a repetição do karma passado se dissipa mais e mais, pois seu foco de energia fica cada vez mais perto da sua realidade.

1 comentário:

Lucas Teixeira disse...

Bahh, que texto ótimo, parabéns!!!